Site do dia: GARI (guia de aparelhos acessíveis)

S

No Dia Internacional das Pessoas com Deficiência (hoje, 3 de dezembro), entra no ar uma nova versão do projeto GARI (Global Accessibility Reporting Initiative), que tem como propósito ajudar a encontrar o melhor smartphone ou tablet com recursos de acessibilidade – e também aplicativos que ampliem os recursos dos aparelhos.

GARI é mantido pelo pessoal do Mobile Manufacturers Forum (MMF), entidade que reúne os principais fabricantes de telefonia do mundo, e tem versões em português, inglês, francês, espanhol e alemão.

A base de dados é fornecida pelas empresas que produzem os smartphones e tablets, que cadastram seus aparelhos no site. Falei com Aderbal Bonturi Pereira, diretor do MMF para América Latina, e ele estima que existem entre 150 e 200 dispositivos cadastrados no GARI.

O que o site faz é filtrar isso tudo com maior facilidade:

Screen Shot 2013-12-03 at 9.34.41 AM

Além do hardware, é possível buscar por aplicativos com recursos de acessibilidade. Aqui, a oferta é ainda menor, já que o MMF ainda está em busca de desenvolvedores para contribuir com o site (fica a dica pro pessoal do tradutor de libras ProDeaf).

Segundo Bonturi Pereira, a “vida útil” de um dispositivo móvel dentro do site é estimado em dois anos – mesmo com grande parte dos aparelhos tendo tempo de prateleira no varejo máximo de 1 ano (ou menos). A ideia aqui é manter a informacão por mais tempo, já que pode acontecer de um consumidor querer descobrir informações sobre acessibilidade de um aparelho que já possui ou que ganhou usado de um parente, por exemplo.

[GARI]

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

Disclaimer: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em links neste artigo e compre algo.

Por Henrique Martin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos