ZTOP+ZUMO

Hands-on: Samsung Galaxy A6+

A Samsung anuncia hoje a chegada ao mercado brasileiro do smartphone Galaxy A6+, seu mais novo modelo “não S” a ter duas câmeras traseiras.

O Galaxy A6+ entra na categoria de smartphones premium da Samsung – lembrando a marca considera os modelos da linha J como de entrada/intermediários e os S/Note como super premium. 

Numa leitura rápida das configurações, é um intermediário, pode-se dizer: tela super Amoled de 6″ (2220 x 1980) com “display infinito” (quase sem bordas), processador Qualcomm Snapdragon 450 de 1,8 GHz (mais um smartphone Samsung com Qualcomm e não com Exynos, o que é muito interessante, por sinal), 4 GB de RAM/64 GB de armazenamento interno (expansível até 400 GB com cartão microSD), bateria de 3.500 mAH e a tal câmera dupla traseira (16 megapixels na principal, 5 megapixels na auxiliar) – a câmera frontal tem 24 megapixels de resolução.

O aparelho chega às lojas na segunda metade do mês pelo valor sugerido de R$ 2.099.

A câmera dupla, na prática, serve apenas para tirar fotos com o fundo desfocado (ou “foco dinâmico”), como já ocorre com o Galaxy S9+ e o Galaxy Note 8 – com a diferença de não ter opção de zoom ou lente com abertura variável nem modo Pro na câmera. Note o leitor de impressões digitais abaixo das câmeras na traseira:

Tirando a câmera dupla, é um grande smartphone (160,2 x 75,7 x 7,9 mm; 191 gramas de peso)Outro ponto negativo – em relação a outros modelos da própria Samsung, como o Galaxy A8 – é a ausência de um conector USB-C para carregar o aparelho: o Galaxy A6+ vem com o “antigo” USB mini (mas pelo menos tem conector de fone de ouvido).No lado direito está o botão de liga/desliga:E no esquerdo, o controle de volume. Apesar do smartphone vir com a assistente virtual Bixby, não há botão dedicado a ela (como no S8/S9) – note que comandos de voz da Bixby não funcionam por aqui. No lado esquerdo estão ainda duas gavetas: uma para o SIM card principal e outra para o SIM card secundário e cartão microSD:

No software, o Galaxy A6+ vem com o padrão básico da Samsung: Android 8.0 Oreo com interface Samsung Experience, uma pasta de apps da própria Samsung, uma do Google e uma da Microsoft. O S6+ é compatível com Samsung Pay, tem rádio FM (uia!) e…

…Vem com o app Samsung Max pré-instalado: é um bloqueador de anúncios/VPN/economizador de dados e atalhos para edições especiais “ultra” de alguns aplicativos (como Facebook e Instagram).O interessante desse Samsung Max é que ele tem um modo premium… Pago? Não! Quer dizer, não com dinheiro, mas com anúncios que aparecem na tela de carregamento. Pela VPN gratuita e ilimitada, dá até pra dizer que vale a pena ativar o recurso.Finalmente, a câmera: a inteface é similar à do S9+, mas com apenas três opções: Bixby Vision, Foco Dinâmico e Stickers, além do modo padrão automático.

Eu, particularmente, acho que o smartphone compensa apenas se você for um fiel consumidor da Samsung e quiser muito um aparelho da marca com câmera dupla (e que não custe um rim e um fígado) ou precisa dos itens exclusivos de software (como a Pasta Segura, o sistema de dual-messenger ou o Samsung Pay). Existem opções até mais baratas no mercado com câmera dupla, como o Moto G6 Plus ou o (já velhinho) Asus Zenfone 4.

[Samsung]

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin