ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Samsung Galaxy A5 (e A3 e A7)

Cumprindo uma promessa feita na CES 2015, a Samsung faz seu primeiro lançamento de smartphone no mercado brasileiro do ano com a chegada da linha A às lojas, com uma nova proposta de design nos modelos A3, A5 e A7 (na foto acima, o A7, A5 e A3. Dang!).

Diversos motivos para esse ser um dos lançamentos mais importantes do ano da fabricante. Vá à página de smartphones da Samsung Brasil. Numa conta rápida, são 66 modelos de tamanhos, configurações, telas, um chip, dois chips, câmeras, zoom, note, featurephones.

É uma linha de produtos gigantesca, que ainda vende muito – a Samsung divulgou ontem resultados financeiros do final de 2014 e, apesar de ter números enormes, a unidade de smartphones está em queda.

samsung galaxy A5 - 12

A família A3/A5/A7, para mim, significa que a Samsung começa a entender que simplificar suas linhas de produtos com Android é necessário, seguindo o exemplo do que a Motorola fez com sua linha de produtos (Moto E, Moto G, Moto X, Moto Maxx, cada um para uma necessidade diferente) ou até mesmo a Asus com seu Zenfone 5.

samsung galaxy A5 - 03

Se a Samsung fosse, ficaria com a linha A para aparelhos de entrada/intermediário, a linha S (S5 e o vindouro S6) como smartphone principal e a incrível linha Note para produtividade com tela grande. Menor volume de modelos, maior volume de venda e uma possível limpeza de mercado a médio prazo de aparelhos mais básicos que prometem ser, mas não são o topo de linha (os Neo, Prime, Slim, Mini, Advanced e demais sufixos ao termo Galaxy).

E, posso estar errado, mas acredito que esse novo design dos A, com corpo em alumínio, vai ditar a escola de desenho industrial dos próximos modelos da fabricante para 2015.

Nas especificações, dá pra dizer que a linha Galaxy A tem à intenção de disputar a preferência do consumidor com o Moto G e o Zenfone 5, já incluindo conectividade 4G LTE e tela com tecnologia SuperAMOLED.

A partir de fevereiro, estão disponíveis os modelos Galaxy A5 (5″, tela HD, câmera de 13 megapixels, 2 GB de RAM etc.). Será vendido pelo valor sugerido desbloqueado de R$ 1.499. Já o Samsung Galaxy A3, com tela de 4,5″ e 1 GB de RAM, tem o preço sugerido de R$ 1.199. O irmão maior é o Galaxy A7, com tela de 5,5″ Full HD, processador octacore, câmera de 13 megapixels e preço sugerido de R$ 2.099.

Os modelos serão todos dualSIM e  serão vendidos nas cores branco, preto e champanhe.

[Mais fotos do A3 e do A5 no post da CES 2015].

 

 

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Thalles Ferreira 29/01/2015, 14:34

    Não boto fé não, Henrique. Já tá na internet há vários dias, em blogs como o Novos Pinguins e afins:

    Lançamentos da linha Galaxy J lá fora, homologação na ANATEL da linha Galaxy E, Galaxy Grand 3, Young 2 Duos, Win 2 Duos TV, Grand Neo Duos…

    Fora o fato de que muitos deles continuarem a vir no plástico padrão e os rumores da linha S (que é a principal, junto com a Note) não virem com corpo de metal. Então, acredito que você não só pode, como provavelmente DEVE estar errado rs

    Para mim (parafraseando seu parágrafo), a família A da Samsung significa mais uma gama de mercado que os coreanos tentam desesperadamente preencher. Aquele papo de reduzir lançamentos é só pra investidor. Na prática isso só deverá acontecer daqui a um ano, pelo menos. Não vão jogar todos os projetos já prontos pra esse ano com uma decisão do fim de 2014.

    • evefavretto 29/01/2015, 18:20

      Pior que eu acho que a Samsung tá bradando esse papo de menos devices há pelo menos uns 6 meses.
      Eles provavelmente tem que “limpar a pipeline”, tipo como aconteceu com a Motorola pré-Moto X, e mesmo assim, não boto fé.

      A linha A pelo menos enche um espaço de aparelhos com specs razoáveis com boa construção, mas achei caro. Um Moto X chuta a bunda de um A5 fácil, e pelo mesmo dinheiro.

    • Leonardo Carneiro 11/02/2015, 10:46

      Concordo contigo e com o evefavretto.
      Complicado é ver alguns desses portais de notícias (leia-se: replicadores patrocinados de blogs) dizer que o A5 veio pra brigar de frente com o Moto X.

      .
      .
      .

      Só se for no preço. O Moto X chuta ovos desses carinhas aí.

    • Igor 15/11/2015, 21:10

      no final das contas ele estava certo (henrique)

      • Thalles Ferreira 16/11/2015, 09:12

        Não totalmente. Ele estava certo em dizer que “esse novo design dos A, com corpo em alumínio, vai ditar a escola de
        desenho industrial dos próximos modelos da fabricante para 2015”. Não foi totalmente, mas digamos que de fato esse design serviu de base pra todos os aparelhos relevantes da Samsung no ano (e será refinado agora com a influência da linha S).

        Mas de resto ele errou, porque além das linhas A, S e Note que ele contemplou, ele não contava com a criação das linhas E e J (que eu já ressaltava no meu comentário há 10 meses) e que a Samsung não perderia a oportunidade de “infestar” o mercado com as variantes de baixo custo.

        No site da fabricante, como o Henrique consultou em janeiro, hoje constam cerca de 60 modelos diferentes, incluindo as linhas chave citadas acima e aquele mar de Galaxy Gran Prime On Young Win Ace Core Pocket Plus Duos TV.

        Reduziram lançamentos? Sim. Mas baixar o portfólio de 66 pra 60 em 10 meses (10%), sinceramente, não é nenhum grande mérito.

        • Igor 16/11/2015, 10:30

          sim, eu me expressei (bem) mal, estava me referindo à questão do plástico/metal no flagship

  • Luis Cleber Majima 29/01/2015, 22:57

    Henrique, você tem uma informação de como está o ranking de vendas de smartphones no Brasil por marca (incluindo Apple e Nokia)? Outra coisa, a Samsung vende muitos aparelhos em mercados emergentes como o nosso?

    • Henrique Martin 30/01/2015, 08:41

      tem dados públicos de IDC sobre isso relativos ao Q3 de 2014, Q4 não saiu ainda. Até onde sei, Samsung, LG e Motorola se matam nas três primeiras posições.

  • Kaike Santos 30/01/2015, 11:50

    Números enormes

  • dflopes 02/02/2015, 16:12

    é um belo aparelho, mas muito caro pro que oferece.
    A sorte é que eles caem rapidamente de preço.

    O desing é muito bonito, semelhante ao iphone 4S, que a apple deveria ter mantido.