ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Gadgets do dia (compras de Natal): fones de ouvido enormes

Até agora, usar os foninhos brancos da Apple e seu séquito de imitações foram símbolo de status (e também de isca pra ladrão). Foram, porque a nova moda entre os descolados de Nova York, São Francisco, Los Angeles e outras cidades igualmente modernas nos Estados Unidos (essas modas sempre surgem lá) é carregar fones de ouvido enormes nas ruas, no ônibus, no metrô.

De preferência, multicoloridos.

O visual retrô não é a única justificativa para a adoção dos fones grandões. Eles são confortáveis, servem para qualquer tamanho de orelha, geralmente vêm com uma espuma ou outro tipo de proteção e, em muitos casos, oferecem uma experiência de áudio superior (ok, sabemos que os fones Bose e Bang & Olufsen são imbatíveis nesse quesito também, mas são caaaros).

Ah, e claro, os lançadores de tendências cansaram de andar por aí parecendo com o resto da humanidade. Em São Paulo, também pode servir para despistar o ladrão, que vai ficar com pena do fulano que anda com um walkman na bolsa.

Na Urban Outfitters, que é um dos templos dos modernos e descolados lá fora (e inspiração pra lojas igualmente moderninhas no Brasil), dá pra encontrar fones como o Panasonic AV Room Headphones (o verdinho da foto lá em cima, preço sugerido: US$ 62), o Boosted Pequeno (da mocinha de roxo, preço sugerido: US$ 50) ou o Boosted Stiloso (abaixo, preço sugerido: US$ 62).

A Urban tem ainda o WeSC Bagpipe, mais “profissional” e bem mais caro (US$ 200 de preço sugerido), na foto abaixo:

Por aqui, ainda não temos muitas opções. Pelo menos, não opções coloridas. Mas, aos poucos, os fones grandões começam a pipocar também no metrô de São Paulo ou na Paulista.

O modelo Around da Bose, na foto acima, tem preço sugerido de R$ 729 na Fnac.

Com eliminador de ruídos e estojo, o modelo da Logitech tem preço sugerido de R$ 599 na Saraiva.

Quadradinho, com controles nas laterais e recursos para o atendimento e realização de chamadas, o HS-16, da Nokia, sai pelo preço sugerido de R$ 119 na Goorila.

Já o MDR-NC6, modelo básico da Sony (outros supra-auriculares da marca são destinados à DJs ou para uso em Home Teather), sai por R$ 129 (preço sugerido) na Fnac.

  • Excelentes dicas! E eu preciso muito comprar um MDR-NC6.

  • Bruno

    o MDR-NC6 comprei por 30 dolares na gringa, 130 aqui é um roubo

  • Hohenstaufen

    “(ok, sabemos que os fones Bose e Bang & Olufsen são imbatíveis nesse quesito também, mas são caaaros)”

    Desculpa dizer isso, mas isso é desinformação. Considerando experiência de audio superior uma reprodução mais fiel do som original, existem muitas marcas/modelos mais competentes, das quais cito principalmente Ultimate Ears, Sennheiser, AKG, Westone, Audio-Technica, BeyerDynamics, Etymotic Research, etc.

    Só por curiosidade, a maior parte dos fones usados por músicos brasileiros são da marca Koss ou AKG. Os modelos são principalmente Koss Porta-Pró (vendido oficialmente no Brasil com preços em torno de 200 reais) e AKG k26P (mesmo preço do Koss, em média) e AKG k271 (principalmente em estúdios, sendo portanto mais caro).

    Só minha contribuição.

  • @hohenstaufen
    puxa, é o primeiro troll audiófilo que comenta aqui. parabéns pelo seu conhecimento “técnico”

  • Sniffer

    Êba!!!! briga briga briga briga!!!!
    Eu queria mesmo era saber pra que serve aquela coisa preta do lado direito do fone da Sony.

  • João Sabbadin

    Pessoal boa tarde !
    Prá quem gosta de curtir música com um super
    fidelidade de som e com GRAVES impressionantes,
    vale a pena investir nos fones Around da Bose.
    O som desse cara é simplesmente INCRÍVEL !

    Um abraço a todos !