ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Gadget (musical) do dia: Kumamotone

Notório instrumento musical da Maywa Denki agora com a cara do urso preto mais famoso da Terra do Sol Nascente!

Já faz algum tempo que falamos no Otamatone, um curioso brinquedo (ou seria um instrumento) musical eletrônico criado pela Cube Works em parceria com a Maywa Denki um grupo musical eletrônico eletromecânico presidido pelo co-fundador, empresário, músico, performer, inventor, designer industrial e doido de pedra Nobumichi Tosa que…

… depois de lançar o Otamatone original, o Otamatone Melody, o Otamatone Digital, o Otamatone App e o Otamatone Deluxe lançou recentemente o Otamatone Kumamon Ver. também conhecido como Kumamotone:

Inspirado no personagem Kumamon, o Kumamotone nada mais é que o Otamatone original com a cara do personagem a exemplo do que a empresa já fez no passado com a versão Wahha.

E como tal, o Kuamotone é alimentado por três pilhas AAA (já inclusas) e possui duas chaves sendo que a primeira regula o nível do volume e a segunda ajusta a sua oitava (baixo-médio-alto). O seu funcionamento é explicado de maneira bem resumida aqui…

… ou você pode sempre contar com a explicação do Presidente Tosa…

… ou se inspirar nos virtuosos desse instrumento…

… aqui com a participação especial de Mr. Knocky!

O Kumamotone mede aproximadamente 13,4 x 37,0 x 13,4 cm (LxAxP) pesa 200 gramas e já pode ser encontrado no Amazon.co.jp pelo preço sugerido de 4.104 ienes (~R$ 117). Curiosamente ele também está a venda no Amazon dos EUA pela bagatela de US$ 42.

Ainda em tempo:

Para quem não sabe, Kumamon é um mascote (ou mais exatamente um Yuru-kyara) criado em 2010 pela prefeitura de Kumamoto, para atrair turistas para a região depois que a linha de trem-bala Kyushu Shinkansen chegou à cidade:

kumamon

Porém, uma das grandes sacadas dessa iniciativa é que, além da sua aparência fofa e da sua mardita música com dancinha que não sai da cabeça (apesar de ter adorado a versão robótica) — Kumamon é considerado um “bem público” ou seja, qualquer entidade/empresa interessada em utilizá-lo em algum produto / serviço / software / campanha de mídia / câmera digital cara pra dedéu…

…  só precisa entrar com um pedido de autorização na prefeitura de Kumamoto e, se aprovado, pode usá-lo de graça sem pagar um p*to de royalties!

Isso criou uma espécie de espiral ascendente onde a medida que Kumamon ficou mais famoso, mais entidades e empresas se interessaram em usá-lo, criando assim ainda mais divulgação para Kumamoto e ainda mais interesse da iniciativa privada, ao ponto de tornar o personagem insanamente popular em todo o arquipélago japonês, rivalizando com Mickey Mouse e até mesmo Hello Kitty.

De fato, ele até virou caso de sucesso no exterior com direito a palestra na Universidade de Harvard.


Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • que legal.
    Um teclado digital sem teclas, ou um teremim com contato.