ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Seiko Astron GPS Solar

Perdido no tempo e no espaço? O novo relógio de pulso Seiko Astron (por sinal, o nome do seu primeiro relógio de quartzo do mundo) usa um GPS embutido para ajustar sozinho para a hora local, independente de onde você esteja no planeta.

Basta pressionar um botão que ele ajusta a hora local em ~ 6 segundos ou 30+ segundos caso o usuário tenha mudado de zona de horário. Para realizar essa façanha, a Seiko desenvolveu um novo módulo GPS que consome 80% menos energia, tornando viável seu uso em um relógio de pulso. Sua fonte de energia é uma bateria solar.

Para acertar a hora, o GPS precisa captar o sinal de pelo menos três satélites para calcular a sua latitude e longitude e, baseado nisso, ele determina sua posição relativa em um mapa do mundo na sua memória formada por 1 milhão de “blocos”, determinando assim a hora correta neste local.

Segundo a fabricante, o relógio possui uma antena interna capaz de captar sinais bem fracos de satélite, mas recomenda que o usuário tenha uma visão do céu para acertar a hora local. O ajuste para horário de verão e calendário (incluindo anos bissextos) também é automático e garantido de funcionar até fevereiro de 2100.

 

O novo relógio estará disponível em cinco modelos, sendo dois com caixa de aço inoxidável e três em titânio de “alta-intensidade” que a empresa afirma ser mais resistente que o aço e apenas 60% do seu peso. O dial é protegido por uma lente de cristal de safira com baixíssimo índice de reflexo e emoldurado num anel de cerâmica. A caixa tem 4,7 cm de diâmetro e 1,65 cm de espessura e tem resistência a água de 10 bar ou 90 metros sob a água.

 

 

A previsão é que o novo Astron chegue ao mercado japonês em setembro deste com preços variando de 152.250 ienes (~R$ 3.304) até 210.000 ienes (~R$ 4.557). Também haverá uma edição limitada (2.500 unidades numeradas individualmente) com caixa na cor preta com detalhes em dourado e pulseira de silicone:

Mais informações aqui.

 

 

 

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • TheAblon 19/03/2012, 11:35

    Bem elegante.

  • dflopes 19/03/2012, 22:14

    eu sou um apaixonado por relógios…
    só não tenho dinheiro para manter mais esse "hobby" (além de smartphones, informatica, home theaters, etc)

    mas eu ficaria feliz se não chegasse ao Brasil por R$6.000