ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Retrode 2 (adaptador USB para videogames antigos)

Acessório permite ligar dois joysticks e cartuchos de Super Nintendo e Mega Drive em um PC ou Mac via porta USB.

Quando o assunto é jogar os nostálgicos videogames de 8 e 16 bits do passado, nada mais divertido e agradável do do que brincar com o jogo original. Fato é que muitos têm até o videogame original e até alguns cartuchos perdidos em algum canto da casa, mas o console já pode ter ido para o saco por falência múltipla dos seus componentes.

Assim, o que fazer?

Uma opção é adquirir aqueles consoles da TecToy com dezenas de jogos pré-gravados ou baixar um emulador no PC. O problema caso é que a experiência de uso pode não ser a mesma, já que muitos títulos não foram feitos para serem jogados com um teclado ou mesmo com um joystick padrão de PC. E isso sem falar que em tempos de SOPA, muitos podem questionar a legalidade de baixar ROMs de cartuchos da web.

A resposta pode estar no Retrode 2, um curioso adaptador com porta USB de  16, 2 x 4,2 x 8,0 cm (LxAxP) e 200 gramas de peso criado pela alemã Everdrive:

Ele possui entradas para dois joysticks padrão Sega/Megadrive e mais dois do padrão Nintendo/SNES:

Fora isso, ele ainda conta com entradas para até dois cartuchos…

…  sendo um do padrão Megadrive e o outro SNES:

Com tudo plugado e encaixado basta ligá-lo num PC ou Mac via porta USB e, depois de reconhecido, a informação contida na memória  ROM e SRAM (normalmente para salvar dados do game) do cartucho podem ser lidas por meio de um programa emulador de console. Caso o jogador nem tenha um cartucho ele também pode usar arquivos de ROMs armazenados no PC.

Segundo a fabricante, esse produto deve chegar ao mercado em fevereiro próximo pelo preço sugerido de 65 Euros / US$ 85 e pode ser encontrado no site da Everdrive na Alemanha ou na Stone Age Gamer nos EUA. Mais informações aqui.

O manual do usuário (inglês/alemão) pode ser encontrado aqui e algumas idéias de como adaptar outros cartuchos aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Adriano Lima 21/01/2012, 11:54

    Boa, nada como reviver a expriência de jogar os clássicos dos 16-bits tal qual foram feitos.
    Mas e a resolução da tela como fica?
    O Retrode tem algum processamento interno ou tudo é processado no PC via emulador?
    Será que dá pra jogar ao mesmo tempo no Mega Drive e no SNES? Afinal é muito fácil atualmente direcionar a aplicação para telas e falantes específicos.

    • mnagano 21/01/2012, 14:04

      Pelo que entendi, o Retrode 2 possui um chip que faz com que o cartucho seja visto pelo SO/emulador como um disco externo e sua ROM como um arquivo gravado na mesma. Do mesmo modo, os joysticks de SNES e Megadrive serão vistos como um ou mais joysticks USB padrão de PC e não de videogame.

      Desse modo, o Retrode 2 não processa nada, só funciona como uma espécie de hub USB que disponibiliza recursos para o sistema que pode até — na teoria — rodar dois emuladores ao mesmo tempo se corretamente configurados.

      • Ligeirinho 4.0 21/01/2012, 19:22

        Mas agora me caiu uma dúvida: os jogos que tem um subprocessador (o Chip SuperFX por exemplo), será que ele usa o mesmo do cartucho ou do emulador? Pois pela descrição, no caso de um StarFox por exemplo ou do TopGear 3000 (que também usa um subprocessador), ambos os cartuchos só teriam a ROM lida e mais nada 🙂

        • mnagano 23/01/2012, 08:29

          Acho q nesse caso, a resposta estaria no emulador ou seja, se este for capaz de também emular o SuperFX (o que não deve ser difícil com todo o poder de processamento dos atuais PCs) acho que não haveria problemas.

          De qualquer modo existe uma tabela de jogos compatíveis no site da iniciativa que lista o StarFox como um título compatível (com o dispositivo):

          http://www.retrode.org/documentation/compatible-g

  • dflopes 21/01/2012, 18:49

    que ideia fantastica.
    apesar de jogar sem problema emuladores na TV (ligo o notebook à LCD)
    gosto muito dos controles de snes – para mim, bem melhores do que os de mega drive (apesar de ter tido um mega drive)

    só falta achar meu controles de mega drive…

    e o adriano levantou uma boa questão
    como vai ficar a resolução de 640×480 das tvs de antigamente??? haja scanline.

    • mnagano 23/01/2012, 08:36

      Novamente, a mesma resposta do Ligeirinho:

      O Retrode não é não é um emulador e sim um acessório que permite o fácil acesso do conteúdo gravado num cartucho de jogo ao PC. Assim, a qualidade da imagem depende do emulador de console escolhido.

  • Marcaum54 25/02/2012, 11:55

    O único problema é.. comprar cartuchos antigos a preço de ouro …
    Mas a intenção foi muito boa!!