ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Pentax K-01 (3a. geração!)

A lista de fabricantes com câmeras sem espelho (ou de terceira geração) aumenta: agora é a vez da Pentax, com seu modelo retrô K-01, anunciado hoje nos Estados Unidos e que começa a ser vendido em março. Ela terá três opções de cores: amarelo, branco e preto.

 

O visual dessa câmera por sinal, foi concebida pelo designer Marc Newson, que fala abaixo sobre sua criação:

Segundo a Pentax, a câmera é construída em um corpo de alumínio usinado, com sensor CMOS de 16 megapixels formato APS-C e captura de vídeo a 1080p (30 quadros por segundo com compressão h.264), captura de até seis quadros por segundo, ISO entre 100-25600 (ai meu grão) e tela traseira de 3″.

O mais legal, no fim das contas, é que a Pentax manteve a K-01 compatível com a baioneta K-mount da Pentax, sem precisar comprar lentes novas se você já tiver outros modelos da fabricante (diz a Pentax que são mais de “25 milhões de lentes” no mercado mundial). E assim como nas Sony Alpha e Olympus séries E e Pen, a K-01 mantém o sistema de estabilização de imagem no sensor.

Nagano comenta: Inicialmente me chamou muito a atenção o fato de a Pentax ter conseguido manter a K-01 compatível com sua boa e velha baioneta Pentax K/PK criada 37 anos atrás e que se mantém firme e forte desde então.

De fato fiquei intrigado como ela conseguiu essa façanha — já que nem a Nikon conseguiu isso, obrigando-se a criar uma nova baioneta para sua Nikon 1 — mas depois de ver o vídeo do Newson caiu a ficha: deu pra notar que a K-01 parece manter as mesmas dimensões das suas antecessoras com caixa de espelho — e se isso for verdade, a distância do flange da lente até o sensor CMOS não se altera, mantendo-se assim sua retrocompatibilidade com as lentes PK incluindo aquelas com rosca M42 (via adaptador).

Isso tem lógica? Acho que sim, já que ao contrário dos concorrentes que viram nas câmeras sem espelho a oportunidade de colocar no mercado câmeras menores, mecanicamente mais simples e mais jeitosas, o que a Pentax aparentemente fez foi simplesmente adaptar a sua plataforma DSLR para o novo sistema sem espelho, o que é algo inédito no mercado.

E digo mais: imagino que com a chegada do micro-display OLED de 0,61″ de altíssima definição (2.560 x 2.048 pixels ou 5,4 megapixels) da MicroOLED (abaixo) pode tornar os visores reflex praticamente obsoletos, fazendo com que outras empresas possam seguir o mesmo caminho da Pentax com sua K-01.

E cá entre nós, quem quiser uma DSLM compacta da marca, pode optar pela Pentax Q. 😛

A Pentax K-01 começa a ser vendida nas três cores a partir de março nos EUA pelo preço sugerido de US$ 749,95 (só o corpo) ou US$ 899,95 (kit com lente de 40 mm-f/2.8 ultrafina, como dá para ver na foto abaixo). Ela já pode ser encontrada na Amazon.com.

Nagano comenta: Essa lente pancake parece ser uma reestilização da famosa Pentax DA 40mm/f 2.8 Limited, que mantém até hoje o recorde de ser a objetiva intercambiável mais fina do mercado.

Acredito que a estratégia dessa nova lente seja de compensar o volume da corpo, permitindo assim que a K-01 seja mais facilmente transportada em (grandes) bolsos ou bolsas e usada em fotografias casuais.

A embalagem e a correia da câmera também foram projetadas por Marc Newson.

Em tempo: o Pocket-Lint já tem um hands-on com a câmera. E o comunicado oficial informa: o nome da câmera é “KAY ZERO-ONE”. então tá!

Mais fotos:

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • r. gavioli 02/02/2012, 12:41

    sem dúvidas é um produto interessante, embora eu não possa discordar com a opinião do digitalrev – ela é meio 'feia'.

    o visual dela pode ser retrô, mas não um retrô classudo como as novas da fuji, ou as pens digitais. é um retrô com um apelo mais 'lomo'.

    levanto uma questão, então: será que uma máquina destas, com especificações em princípio bem bacanas e as belas lentes pentax à disposição, poderá cair no gosto da galera do lomo que se orgulha de usar coisas deliberadamente toscas, só por ser colorida e ter assinatura de designer famoso?

    • mnagano 02/02/2012, 13:02

      Eu já acho que suas linhas são realmente retrô, mas não um retrô tradicional dos anos 60~70 e sim um retrô mais de vanguarda como os produtos da alemã Braun desenhados por Dieter Rams, Design Guru Extraordinário e cuja influencia é sentida até hoje nos produtos da Apple.

      Fora isso, Dieter é o autor dos famosos Dez princípios do bom design, segundo ele mesmo:

      1. O Bom design é inovador.
      2. O Bom design faz um produto ser útil.
      3. O Bom design é estético.
      4. O Bom design nos ajuda a entender um produto.
      5. O Bom design é discreto.
      6. O Bom design é honesto.
      7. O Bom design é durável.
      8. O Bom design se preocupa com os mínimos detalhes.
      9. O Bom design se preocupa com o meio ambiente.
      10. O Bom design é o menos design possível.

      Se você analisar essa lista, notará que muitas dessas idéias estão presentes na K-01.

      http://en.wikipedia.org/wiki/Dieter_Rams

      http://www.vitsoe.com/en/gb/about/dieterrams/good

      http://www.oobject.com/category/15-dieter-rams-cl

  • felipemellom 02/02/2012, 19:47

    Ele queria fazer algo legal, ou só deu uma meia viajada?

  • Emerson 02/02/2012, 22:08

    O botão para escolher o modo da fotografia (auto, P, M, SCN,… ) ficou numa posição meio estranha, "longe" do dedo, não?

    • mnagano 03/02/2012, 00:09

      Impressão sua, já que esse botão — na teoria — não foi feito para ser girado com a ponta do dedo e sim com a mão. De fato ele se comporta como uma chave de onda, que exige uma certa força para mudar de posição.