ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Google Nexus One

E todos os rumores-vazamentos-funcionários ocultos do Google estavam certos: o Nexus One é o telefone, ops “superphone” do Google (e que povo que não espera nem um mês passar para confirmar o lançamento do bicho!). E como eu já disse antes, nada de Brasil por enquanto – mas ele já fala português (!).

O que é quente? Android 2.1 (acho que atualizações do sistema estão muito rápidas, por sinal) com “teclado de voz”, navegação no Maps ponto a ponto (como no Droid gringo), tela AMOLED de 3,7″ com resolução 800 x 480, câmera de 5 megapixels, levinho (130 gramas) e fininho (11,5 mm de espessura), 512 MB de RAM, mais 512 MB de memória Flash, mais 4 GB no cartão microSD (expansível a 32 GB), suporte a Bluetooth estéreo. (especificações completas aqui, junto com a informação do idioma “português-BR” para o teclado).

O que é mais quente? O modelo de vendas do Google não ferra os demais fabricantes de aparelhos com Android: com a opção da nova loja online apenas para o aparelho desbloqueado (e US$ 529 para um smartphone desbloqueado nos EUA é… barato), não estraga a festa de ninguém (vai lá ver como é, mesmo com a mensagem mal-humorada “Sorry, the Nexus One phone is not available in your country.”).

A T-Mobile vai vender por US$ 179 com contrato de 2 anos, e, se pensar, é mais barato que os US$ 199 do iPhone 3GS na AT&T. Diz o Google que pode vir a vender outros celulares com Android de outros fabricantes num futuro próximo.

Update 19h20: a HTC, fabricante do Nexus One, também diz que não tem previsão de lançamento do aparelho no mercado brasileiro.

O reconhecimento de voz é incrível:

O que não é quente? Nada de Brasil por enquanto (mas nada impede de comprar um nos EUA, afinal…). Europa vem em breve, assim como uma versão para a Verizon nos EUA. Muitas fotos do Nexus One:

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Higuetari 05/01/2010, 19:52

    Se a Google pegar pelo menos 3 das melhores idéias vomitadas na frente dos palestrantes pela imprensa, e colocar em prática, com certeza teremos um "superphone" um dia.
    Aqui no Brasil eu nem vou me animar, só pelo fato de ter HTC envolvida, o que com certeza vai deixar o precinho desta criança na faixa de R$2500!

  • Wilson 05/01/2010, 20:31

    Se eu comprar um no Reino Unido e trazer para o Brasil ele funcionará com a VIVO?

  • henriquem 05/01/2010, 20:51

    mmm, não sei a frequência usada pela Vivo hoje, mas as especificações são:
    UMTS Band 1/4/8 (2100/AWS/900) – (funciona na rede 2100 da Tim e da Claro, pelo menos)
    GSM/EDGE (850, 900, 1800, 1900 MHz)

  • henriquem 05/01/2010, 20:53
  • henriquem 05/01/2010, 21:06

    não vi ninguem falar que era multi (mas o Milestone é), nem citaram isso no webcast…

    • JoaoPaesN 06/01/2010, 03:03

      O Milestone americano não tem multi, não é?

      Isso pode ser uma coisa chatinha :s

  • cool joe 05/01/2010, 23:30

    Não tinha visto foto dos fones ainda. Gostei do detalhe em desenho neles. Não gostei deles serem flat.
    Eu brinco com o reconhecimento de voz pra pesquisas no Google App pra Symbian 😀

  • cool joe 05/01/2010, 23:31

    O NexusOne não tem multi touch, pelo menos ainda não.

    • Ezequiel 06/01/2010, 15:26

      O nexus One tem o hardware com suporte para multi touch, mas o Android ainda não suporta. Parece que é um problema de patente da Apple (tinha que ser problemas de patentes…).

  • @douglas_belmont 06/01/2010, 02:26

    Ser brazuca e gostar de gadget's é dose ! Essas são as fases :

    1 – Assistir o lançamento pela internet pq não lançam nada por aqui ;
    2 – Ouvir um não bem redondo dos caras que acham q vc não pode comprar ;
    3 – Esperar feito tolo por algum tempo ou contrabandear ;
    4 – Pagar caro por um produto que NAO é mais lançamento.

    Por favor google falta de respeito a sua com o Brasil, achei que pelo menos vcs fossem nos considerar.
    Quando vcs precisarem de agua ou petroleo num futuro proximo também vamos fazer do mesmo jeito, afinal americano não tá tão poderoso assim.

  • Edivaldo 06/01/2010, 11:18

    Apesar do hardware superior ao iphone, permanece uma grande desvantagem do fabricantes de android em relação a ele: Apenas 512 de memória flash, é pouco pra quem quer guardar musicas/videos e instalar aplicações (e um microSD ainda não é melhor que uma memória flash interna).
    Atenção: isso é uma critica construtiva não um depreciamento do aparelho, aliás um ótimo hardware se desconsidear o fato acima citado e não ter bluetooth.

    • Fernando 06/01/2010, 21:28

      Nao sei o que o iphone tem a ver com a historia, mas os 512MB sao só para o SO. Se voce reparar bem, ele vem com um armazenamento REMOVIVEL de 4GB, expansivel a 32GB

  • @DornellasRJ 06/01/2010, 12:05

    Não vou me empolgar tanto dessa vez.
    Fui todo eufórico comprar o Milestone e foi decepção total quando olhei pro bichinho e testei.
    Achei horrível, quadrado, material estranho… teclado nada deslizante… sei lá, decepção.
    Tudo bem que esse tem cara de ser bem melhor q o da Motorola… sem falar q o hardware é de longe melhor.

  • Edu 07/01/2010, 11:05

    Para quem quiser o Mercado Aberto já tem ofertas de Nexus One por um valor entre R$ 1,9 mil e R$ 2,5….

  • Junior Polegato 11/01/2010, 11:44

    Olá! Andei lendo por aí e pude concluir que ninguém sabe me dizer se a sensibilidade ao toque na tela é capacitiva (tipo iPhone) ou resistiva (tipo N97 e 5800), mas tudo indica ser capacitiva. Quanto ao multi-toque, não tem na versão americana por problemas com patente nos EUA, mas fora dos EUA nada impede de ter, teremos que esperar sair a versão europeia para saber. Quanto à memória flash, os 512MB são para programas, isto é, o SO e programas que quiser instalar, não é possível instalar programas no cartão flash removível. Alguém pode confirmar essas informações? Abraços.

    • henriquem 11/01/2010, 11:51

      sim, a tela é capacitiva. o lance da instalação de apps nos 512 MB é um problema já reconhecido pelo Google e que deve ser resolvido em breve – de qquer modo, cada programa não costuma ter mais que 1 ou 2 MB, então 512 MB é bastante espaço…

    • Junior Polegato 11/01/2010, 11:53

      Outro comentário que esqueci de fazer, é que a maioria da rede 3G, principalmente estado de São Paulo, opera em 850 MHz, a qual o aparelho não suporta, que pelas características suporta 3G (UMTS) em 2100/AWS/900, onde AWS = 1700 pelo que pesquisei. Abraços.

      • henriquem 11/01/2010, 11:56

        850 MHz só na Claro. Vivo e Tim têm 2.100

      • henriquem 11/01/2010, 11:56

        e a Claro tem rede 2.100 tb

  • anônima ign. 28/09/2010, 09:02

    Caros, por favor, gostaria de uma orientação – não tenho c/quem falar sobre:
    1. meu N1, hoje, atualizou o sistema p/ 2.2.1 – o q isso significa? algum esclarecimento/dica?
    2. instalei o Advanced Task Killer – não gostei dos comerciais q aparecem em baixo da tela – há outra maneira de fechar os aplicativos? pq, na verdade, a bateria dura pouco/íssimo usando 3G; o q vcs me orientam?
    Volto aqui p/ver a resposta. Muito obrigada e um ótimo dia.
    ps: – gostaria de aproveitar melhor, mas não sei quem/onde, no Rio. se puder, me indiquem, pls.

    • henriquem 28/09/2010, 10:14

      vamos lá: a atualização é pra resolver algum problema ou melhorar algo. não se preocupe | o advanced task killer tem propaganda pq. não dá pra comprar apps pagos no Brasil – e a vida é triste e a gente morre no final. não, não tem outro meio de fechar apps | se não usa conectividade o tempo todo, deixe o N1 em GSM apenas (lá nas configurações de rede blablabla).