ZTOP+ZUMO 10 anos!

Gadget do dia: Fujifilm Finepix Z300

finepix_z300s

Anunciado em junho passado, a nova câmera digital Finepix Z300, da Fujifilm, derruba um dos maiores paradigmas desse mercado: ela não precisa do botão de disparo para bater uma foto (uia!).

Dono de um visual clean, a Z300 vem equipada com uma tela LCD de 3″ sensível ao toque e, como alguns handhelds e celulares, o comando de pré-foco e o disparo podem entrar em ação ao pressionar a tela. Outros comandos/gestos popularizados com o iPhone, como o de rolar imagens ou arrastar uma foto para uma pasta, também estão presentes na sua interface do usuário, mas abrir imagens ou fazer zoom com dois dedos ainda não funciona.

finepix_z300s2

A empresa acredita que esse recurso será de especial interesse do público feminino — seu público-alvo — que gostam de tirar fotos de temas como crianças, animais, comidas, objetos etc. que são tirados normalmente a curtas distâncias. Assim o fotógrafo pode concentrar toda a sua atenção na tela até na hora de bater uma foto. Segundo a Fujifilm, muitas pessoas ainda se confundem com procedimentos teoricamente simples, como pressionar levemente o botão de disparo para fazer o foco e um pouco mais para bater uma foto.

De qualquer modo, o botão de disparo e zoom foram mantidos para atender aos fotógrafos mais conservadores.

finepix_z300s3

A Finepix Z300 vem equipada com sensor de 10 megapixels (3.648×2.736 pixels ou 3.648×2.056 pixels em 16:9) , lente zoom de 5x (36~180 mm), ajuste de sensibilidade de 100~1.600 ISO, captura vídeos de 640×480 a 30 qps, slot para cartão SD/SDHC, porta USB 2.0 etc.

Até onde sabemos, a FinePix Z300 só está disponível no Japão e não estará presente na Photo Image Brazil. Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Qual a vantagem de ter que ficar “pressionando” a tela touch-screen para disparar a foto ? É até ruim ergometricamente falando. 99,9% das pessoas que “fotografam” já tinham costume de posicionar o dedo no local correto e pressionar o botao. Sem contar que a tela touch vai ficar uma meleca total, cheia de impressão digital. Mas tecnologia é tecnologia, vai ter algum patricinho que vai gostar.