ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Apple iPad

Tá, era impossível não falar do tablet da Apple – ainda mais depois de toneladas de rumores sobre ele, agora confirmado com o nome de iPad (me lembrou… iPaq!). Mas, OK, é lindo, maravilhoso e tal, mas tem algumas considerações a serem feitas sobre o bicho – principalmente sobre o tal microSIM card que faz o 3G funcionar no aparelho.

Especificações: tela de 9,4″ multitoque, 1,27 cm de espessura, pesa 680 gramas, processador Apple A4 de 1 GHz (sim, é a compra da PA Semi em ação – e isso é tudo que a Apple tem a dizer por enquanto), 16 a 64 GB de armazenamento, Wi-Fi (802.11n), acelerômetro, bússola, Bluetooth, alto-falantes, teclado virtual, roda programas do iPhone (e vem um SDK novo do iPhone para criar aplicativos compatíveis com o iPad), acessa YouTube, tem leitor de revistas (New York Times, incluindo multimídia nas páginas, e New Yorker demonstrados…).Aplicativos são compatíveis com os do iPod – tem até novo SDK na área.

Gostei do dock com teclado, mega visual futurista. Desejo: que o dock funcione com o iPod touch.

É, basicamente, um iPod touch gigante. Na versão com 3G, um iPhone gigante. Ah, vocês entenderam. A Apple criou a versão de Itu do seu telefone, pronto. E com a mesma falta de Adobe Flash do iPhone – argh.

Software: o que roda no iPhone + iBooks (loja virtual de livros – sim, o Kindle foi pioneiro e tal, mas… já era? Acredito que não, vai depender muito de acordos da Apple com editoras, algo que a Amazon tira de letra) + versão adaptada do iWork (US$ 9,99 por aplicativo do pacote!) pra tela multitoque. Questão: se existe um aplicativo do Kindle para iPhone, será que a Apple libera-o para uso no iPad?

Preço nos EUA: só com Wi-Fi: US$ 499 (16 GB), US$ 599 (32 GB) e US$ 699 (64 GB). Adicione US$ 130 para os modelos com 3G, que vão funcionar com um misterioso micro SIM card (aparentemente, é esse trem aqui) – pelo menos é desbloqueado no resto do mundo (americanos tão presos com a AT&T…). E só sai em 2 meses (que coisa mais… Nokia isso, não?)

Update Brasil-sil-sil: Falei agora com a Apple Brasil e, bem, o iPad sai em versão internacional no final de março (Wi-Fi) e no final de abril (3G para EUA e mercados selecionados). Sem previsão de preço ou data específica para chegada por aqui, já que depende de homologação da Anatel.

Ah, sim: o papo de Jobs de que o iPad é um aparelho “mágico” me lembra demais as histórias do povo Nacirema. Menos, né? E eu adoraria um iPad com Mac OS X igual ao do Macbook ;). Quem sabe lá pra terceira ou quarta geração…

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Sniffer 27/01/2010, 20:26

    Finalmente o blog que fez o post que eu queria ler sobre o iPad.

    Porque os outros todos — sem citar nomes, ok? — parece que estavam com tanta expectativa que estão meio perdidaços nessa história.

    Zumo saiu na frente. Não na divulgação da notícia, mas no post que eu (e acredito que muitos outros) queria ler.

    • henriquem 27/01/2010, 22:16

      servimos bem para servir sempre – e fugir da mesmice da tecnologia (blaaargh). visite nossa cozinha! 😉

      • Sniffer 27/01/2010, 23:48

        Agradecemos a sua preferência. Volte sempre. 🙂

  • Saulo 27/01/2010, 21:38

    Comparação do iPAD com seu concorrente direto:

    http://img407.imageshack.us/img407/7930/stonevsip

  • Higuetari 27/01/2010, 21:46

    É legal, mas esperava muito mais. Acho que a quantidade de rumores fez foi mal! 😛 Pra quem já tem um iPod touch ou iPhone, isso aí não parece representar uma diferença tão grande.

    • Sniffer 27/01/2010, 23:48

      Na verdade a diferença é de exatamente 5.9 polegadas… praticamente 15 centímetros.

      E não me venha com aquela "o importante não é o tamanho, mas o prazer que proporciona", ok?

    • @walter__mercado 28/01/2010, 15:24

      Eu também nem lembro mais o porquê do hype :p

      Parece coisa pra mulheres (além das referências a absorvente), pra deixar na bolsa.
      Se for só pra usar no sofá ou na cama, vale a pena comprar? Quando eu ver alguem usando um em uma cafeteria talvez mude de opinião.

      …A interface parece que só foi redimensionada.
      Bom, como sempre, produto de primeira geração da Apple é pra ver e esperar, depois que arrumarem os bugs iniciais (USB-in, widescreen, camera) e as atualizações de firmware acrescentarem mais recursos (multitarefa) vai dar pra saber a que veio.

  • seiti 27/01/2010, 23:41

    Lol. Poderia se chamar iTu ! Se bem que só daria certo em SP…

  • Magno 28/01/2010, 00:22

    Para mim, o grande uso será desenvolvimento e leitura de e-books. Deixei a Amazon de lado quando o Grande Irmão fabricante do Kindle apagou 1984 e A Revolução dos Bichos dos aparelhos sem dar qualquer satisfação aos compradores. No iPad não vai dar para fazer isso e se der, vai rolar jailbreak 🙂

  • Cilli 28/01/2010, 00:57

    é….acho q a Apple vai ter q melhorar muito mais a prox. geração do iPad…muito fraquinho…como um tablet q qér bater um netbook vai conseguir isso com algo q nem multi tarefa tem

  • scheldon 28/01/2010, 01:03

    Epa, o tal "super gaget" "revolucionario" é só a melda de um ipod com tela de 10????

    Só pode ser piada.

  • Marcos 28/01/2010, 10:32

    Me decepcionou…. Nem parece computador. Parece mais um leitor de jornais e revistas digital com algumas aplicativos de computador.

  • Cícero 28/01/2010, 10:34

    Adorei o fato de nao ter multi-task, parece piada de mal gosto. kk
    Nao acredito que ficará sem por muito tempo e lembrando como as coisas forma mudando pro lado do Iphone a cada atualizaçao, creio que o pessoal mais chato vai pouco a pouco conseguir melhoras no aparelho. talvez demore como demorou a funcao de copiar e colar do iphone, mas a longo prazo as melhorias no ipad vao beneficiar iphone e ipods.

    Daqui duas geracoes estará prontinho para consumo! he he he

  • Anunakin 28/01/2010, 13:00

    Com mult-task ou sem mult-task, é muito mulher pegar um netbook… que é mais barata e muito mais poderoso e não vem com OS de celular…

  • dflopes 28/01/2010, 13:56

    FAIL…

    é grande para um smart, e não tem um SO completo como um Tablet. Deveria ter vindo um MacOs completo – como o Slate da HP virá com win7!

    E o gizmodo resumiu bem a história:
    A tradução de um produto não-essencial, Moldura da tela grande e feia, Sem multitarefa, Sem câmera, Teclado virtual, O nome iPad, Ausência de suporte a Flash, Adaptadores, adaptadores, adaptadores

    E quero ver as pessoas lendo isso por horas seguidas, já que tela LCD casa a vista!!!

    P.S.: Até o gizmodo aproveitou minha pergunta das tvs 3d?

  • Andrey K. 28/01/2010, 15:46

    Para mim, o Iphone de Itu é totalmente dispensável.
    Já possuo netbook .
    Fora de casa, é a máquina ideal.
    Não que dê para abrir no Ônibus, metro, mas…
    Só pra constar, um bom netbook asus tela 10.1 custa R$1.100, muito menos que mtos smartphones.

  • Marilu 29/01/2010, 01:38

    O iPad é diferente e chama a atenção, mas eu ainda prefiro o bom e velho ThinkPad na minha bolsa… 😀 😛

    E antes que me critiquem… Sim, eu sei que cada um pertence a nichos bem distintos e que não dá para compará-los… 😉 😀

  • marcos 29/01/2010, 17:01

    eu ja to com o meu, é meio estranho no começo mas depois se acostuma……

    • henriquem 29/01/2010, 18:08

      puxa, já que você veio do futuro, empresta pra gente!

  • Carlos 05/02/2010, 17:46

    O povo não entendeu o propósito do iPad, assim como aconteceu com o iPhone que todos falavam mal, faziam ilustrações comparando com pedras, xuxus, etc. Estão fazendo o mesmo com o iPad.

    Não adianta, falta de inteligência nunca pode ser resolvido.

    Ele não é concorrente de netbooks coisa alguma, qual netbook tem um touchscreen igual de um tablet???

    Ele não é concorrente de celular (essa foi demais), ele tem 3g para baixar conteúdo, assim como o Wifi, e não para fazer ligações.

    Pior aqueles que queriam uma camera no iPad, non sense total. Pra que uma câmera em um tablet???

    Pessoal, ele é um tablet, servirá para acesso a Bookstore da Apple para compra online e leitura de livros, agregando tbm diversas outras possibilidades, como acesso a e-mails, páginas web, jogos (um dos melhores atrativos, quem tem iTouch ou iPhone que o diga), etc, etc, etc.

    E aposto que logo irão desenvolver um software para explorar o touch dele para a realização de desenhos de precisão, assim como uma mesa Wacom, porêm sem necessitar levar a mesa e um notebook junto. Já que o touch do iPad, que é o mesmo do iPhone e iPod Touch é muito bom, com o desenvolvimento de um software específico, esse uso será o máximo para reuniões com clientes.

    Eu só vejo benefícios no iPad, e tem gente que só ve malefícios, aposto que nenhum deles nem cogita comprar um tablet pois não teria uso para o mesmo.

    Vocês irão ver, assim como foi com o iPhone. Todos irão cair matando, mas mesmo assim vai ser um sucesso de vendas e logo estarão diversas outras empresas imitando, e sem tanto sucesso.

    Sem mais,

  • Mario Amaya 21/05/2010, 13:34

    Foi interessante voltar aqui 4 meses depois para ver o que foi dito e comparar com o que sabemos agora que tem iPads por aqui ao nosso redor.

    O aparelho na sua mão é extraordinário e viciante. As falhas dele não dão as caras como daria a parecer. A curtição é grande demais.

    O review do produto sem o produto na mão está equivocado.Os comentários, com exceção do último, estão equivocados. O FAIL neste caso é do Zumo e da opinião típica do seu perfil de leitor.

    O iPad não é para vocês. É para os milhões de não-nerds de informática que ainda estão se acotovelando para comprar um ao redor do mundo. Essas pessoas têm ideias e necessidades das que vocês, no seu umbiguismo nerd, projetam indiscriminadamente na humanidade como sendo as únicas que têm validade.

    O iPad para os nerds será a geração seguinte, quando o mercado estiver tão capturado pela Apple que um concorrente no mesmo nível de serviço fique impossível de obter, e os notebooks de hoje finalmente pareçam obsoletos demais.

    Eu não quero que a Apple construa um monopólio, acho que ela já está se comportando extremamente mal com o mercado e com os clientes, mas preciso reconhecer que o iPad foi muito bem concebido e chegou para sacudir a indústria de fato.

    • henriquem 21/05/2010, 21:17

      mario
      vivemos no nosso umbiguismo nerd e somos felizes.
      gostaria muito de saber onde está o review do produto 'sem o produto na mão', já que por aqui não temos essa prática – e o texto citado tem informações oficiais de release (o que nunca foi nem nunca será um review, pelo menos no nosso mundo. não sei no seu, da fotografia digital, mas é outra história).
      já mexi num ipad. gostei. mas não é para agora, pelo menos pra mim.

  • Mario Amaya 21/05/2010, 18:33

    Ah, nada como a arte da provocação. De fato, não é um review, é um preview. Meu teclado engoliu uma letra. Por isso peço desculpas. Por outro lado, um preview baseado somente em listas de especificações, e com uma necessária dose de especulação sobre os usos do produto, necessariamente está sujeito a uma boa margem de erro. E foi o que aconteceu aqui. No mercado fotográfico a coisa é mais suave porque as inovações são mais uniformes e entre um número de marcas maior, diminuindo muito dessa dicotomia histérica Apple x resto do mundo que vemos no cenário informático. Cumpre notar que eu mesmo vim de dentro do cenário informático e não estou cuspindo no prato, e sim lembrando que o mundo do consumidor é muito mais amplo e não obedecerá ao que os nerds julgam melhor pelos próprios parâmetros. Mais claro agora?

    PS: uso Macs há 18 anos, mas não pretendo ter um iPad, meu notebook é Dell e meu telefone é um Motosurf com Windows Mobile. Ou seja: não defendo partidos quanto a marcas de informática. Mas me diverte muito quando os do contra quebram a cara.

    • henriquem 21/05/2010, 21:43

      puxa, e contra as zilhões de notícias vazias sobre mac, iphone, facebook, twitter e google que saem todo dia vc não reclama?

  • Sergio 01/03/2011, 22:42

    O iPad e tudo de bom