Gadget de luxo do dia: Vertu Constellation

G

Vertu é a marca de luxo da Nokia que, bem, não é para o meu, para o seu, nem para o bolso da classe C ascendente no Brasil. O Vertu Constellation, novo smartphone da marca, movido a sistema operacional Symbian, é o primeiro a ter apenas tela sensível ao toque, com acabamentos luxuosos (ouro, diamantes, rubi) variados – tanto que a Vertu nem fala o preço dos aparelhos, de tão caros e exclusivos que são. Estão mais para joias do que para smartphones, pra dizer a verdade.

O Constellation ostenta uma tela de 3,5 polegadas (nHD AMOLED) produzida em cristais de safira, câmera de 8 megapixels com flash LED duplo, GPS, Wi-Fi, 3G (HSPA+), Bluetooth, alto-falantes de “alta fidelidade” (afinal, bilionários ouvem funk no ônibus, claro), ringtones exclusivos, 32 GB de armazenamento interno e diversos serviços adicionais prestados pela Vertu, como o “Concierge” (aparentemente, o Siri do iPhone 4S em versão humana).

A fabricante, que tem lojas pela Europa, Estados Unidos, Ásia e Oriente Médio (mais parecem joalherias, na verdade), não fornece o preço sugerido dos aparelhos (o Telegraph inglês cita valores entre 4.000 e 10 mil libras esterlinas), já que as configurações de acabamento (couro, couro de crocodilo) variam de aparelho para aparelho. Falei que a câmera tem um rubi também?

A linha se divide entre Constellation (mais “básicos) e Constellation Precious (com detalhes em diamantes, ouro etc), fora as capinhas (também de couro) opcionais.


Quer comprar um? Vai lá no site da Vertu e descubra a loja mais próxima.

 

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

<span class="dsq-postid" data-dsqidentifier="50325 http://ztop.com.br/?p=50325">comentários</span>

  • preferiro função a luxo, mesmo que fosse bilionário usaria um smartphone com a mais alta tecnologia e não por questões estéticas…com a diferença de preço podeira investir em algo mais útil…de preferencia caridade.

  • Concordo com todos acima e acrescento: Jóia pra mim não são pedrinhas brilhantes inúteis. Jóia pra mim é um processador de 22nm, com múltiplos núcleos que reflete a genialidade humana. Se eu tivesse a grana mesmo, ia preferir um aparelho Android, com um hardware mais poderoso possível, e uma mega bateria que duraria muito. Isso sim é um ítem de luxo.

  • Vcs ja foram no site desses caras? eles nao vendem aparelho nem joias eles vendem servico de concierge o servico é o mais caro. Um cara fica de plantao pra resolver qq coisas é um GPS humano isso é muito mais caro do q o aparelho ou qq coisas dele ele nao precisa de tecnologia se tem um botao pra falar com um cara q faz td pra vc… é pra milionario mesmo um secretario dentro do celular. Isso nem deveria estar num blog de gadget.

    • o vertu usa tecnologia, nós falamos de tecnologia – não importa o preço. e se você leu o texto, falamos do concierge como um "SIRI feito por humanos".

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos