ZTOP+ZUMO

5 minutos com o novo Foursquare

Dos grandes serviços de social media, faltava um na lista das empresas que dizem “Brasil, eu te amo”: o Foursquare. O app se dividiu faz pouco mais de dois meses – Foursquare, para dicas, e Swarm, para check-ins – e hoje lança uma nova versão do Foursquare, renovado para recomendações muito personalizadas.

Por que eu sempre gostei do Foursquare? Primeiro: marcar lugares favoritos em passeios e viagens, até então os check-ins eram um ponto de referência. Preciso indicar aquele restaurante legal no Rio. Qual o nome? Vai no Foursquare e acha.

Segundo: sem discussões políticas, brigas por likes e afins. Não é a rede para usar a toda hora, mas para marcar onde foram os melhores momentos. E só sigo (e deixo me seguir) quem eu realmente conheço/confio.

E, apesar de meio mundo reclamar da divisão Foursquare/Swarm, pra mim o pior mesmo foi o fim dos badges comemorativos. Grr. Mas eles estão de volta, mais ou menos. Na prática, com Android, tenho usado mais o Swarm para dar check-ins, já que não sei o motivo, mas após a divisão o Swarm encontra locais de maneira mais rápida e precisa do que o app único anterior.

Ah sim, voltando ao tema: o Brasil é importante?

Falei com David Rosemberg, gerente de desenvolvimento de negócios internacionais do Foursquare. “Não divulgamos o total de usuários por geografia, mas o Brasil já é nosso segundo maior mercado depois dos Estados Unidos. Temos uma empresa vendendo anúncios e criando relacionamento com marcas locais”, disse.

Ao instalar o novo Foursquare (fiz no iPad), uma tela – muito importante para todo o processo – pede para que você diga o que é importante, as coisas que gosta (seja água de coco ou bife ou saque ou salões). Essa parte vai levar para a parte principal do que é esse novo Foursquare: as recomendações.  O app já está em português, com os termos todos também no nosso idioma.

IMG_0269

“Pouca gente deixava dicas e fazia check-ins ao mesmo tempo”, explica Rosemberg. “Dividimos o app para melhorar as experiências, e o novo Foursquare mostra dicas reais”, comenta. E isso dá para ver ao começar a usar o aplicativo: a sensação é que o Foursquare pegou os anos de check-in (pra mim, mais de 2.700 nos últimos anos) e dicas (confesso, não muitas, mas uma aqui é bem popular) e transformou em uma coisa que sabe BASTANTE sobre os meus gostos e interesses.

IMG_0270

E a preocupação com recomendações com o que você gosta é o mais importante aqui. O novo 4SQ tem recomendações divididas por café da manhã, almoço, jantar, compras, vida noturna e por aí vai.

Mas David, não corre o risco de virar um Yelp da vida (ou um Kekanto), um grande repositório de informações, uma lista telefônica? “Dá até pra pensar que é algo mais ou menos parecido com outros serviços. Só que aqui nós focamos em casos individuais, com busca e resultados personalizados pro usuário. É uma grande diferença”, diz o executivo. “Se montar uma pirâmide de gostos específicos – como sair à noite para beber algo, por exemplo – dá para encontrar locais como bares especializados em Negronis ou Martinis, de acordo com sua preferência. É um filtro bastante granular”, comenta.

IMG_0271

As dicas são o grande destaque de cada lugar, tanto nas classificações gerais do app:

IMG_0272

Como nas individualizadas (curioso que o app agora mostra o nome completo de algumas pessoas).

IMG_0274

As fotos também são um grande destaque. Note que dá para salvar as dicas… e ver quem dos seus amigos é especialista (ou, no termo Foursquare, “Expert”) em alguma coisa.

IMG_0273

Peraí, “Expert”? Isso me parece um tanto com os velhos badges, certo? Mais ou menos: agora, nesse novo Foursquare, é preciso deixar mais dicas sobre os locais pra ganhar medalhinha. O que conta agora é a informação adicional, não quantas vezes você foi lá.

IMG_0275

O novo Foursquare sai hoje para Android e iOS. O Swarm para Windows Phone está a caminho.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Marvels 06/08/2014, 12:36

    “O novo 4SQ” hummmmmmmm diva! hehehehe Valeu vou testa-lo, nunca gostei do foursquare, achava o mesmo sem controle e muito exposto, parece que agora está uma coisa mais restrita, particular, enfim, irei testar.

    • Henrique Martin 06/08/2014, 13:46

      tem pra Android tb!

      • Marvels 06/08/2014, 13:57

        o novo? pois pareceu o antigo, pelo que eu vi não pareceu muito o do post.