Experiências distintas com serviços online: Por que o Fire TV Stick 4K não funciona no Brasil?

E

Se você quer ver Amazon Prime Vídeo por meio do Fire TV Stick, opte pela versão básica à venda na Amazon Brasil (pelo menos por enquanto, acredito).

Com o recente chegada do Amazon Prime no Brasil e da sua irresistível oferta de um pacote bem rico de produtos e serviços da casa pelo valor sugerido de R$ 9,90 por mês…

… talvez o mais interessante deles (até mais que o frete grátis) é o acesso ao Prime Video, o serviço de streaming da empresa que vai bater de frente dar uma voadora com os dois pés na goela da Netflix, que já conta com ~10 milhões de assinantes só no Brasil, mas com planos de assinatura que começam a partir de R$ 21,90 por mês.

Isso de um certo modo pode jogar um novo interesse sobre um outro produto da casa — o Fire TV Stick — que é um dispositivo de streaming de vídeo que adiciona recursos de smart TV em qualquer televisor ou monitor com porta HDMI e que pode ser encontrado na Amazon.com.br pela bagatela de R$ 289.

Porém, como no mês passado este ZTOP+ZUMO estava se programando ir aos EUA para cobrir um evento na costa oeste, tive a opção de comprar a versão americana do Fire TV Stick (~US$ 40) …

… ou até mesmo sua versão mais recente, o Fire TV Stick 4K (~US$ 50).

Comparando laranjas com tangerinas

Se comparado com a versão vendida aqui no Brasil, além do hardware ser bem mais parrudo e haver melhoras na qualidade do vídeo (ei, HDR+4K!), a versão americana vem com um controle remoto mais completo (capaz de ligar/desligar a TV, assim como regular o seu volume) e o mais bacana…

ele também conta com suporte para a assistente de voz Alexa, o que permite fazer pesquisas por voz e até comandar outros dispositivos inteligentes da casa diretamente do controle remoto, o que abre perspectivas muito interessantes para aqueles interessados em tornar sua casa mais conectada e inteligente.

Dai, não havia muito o que pensar — ou seja — entre o Fire TV Stick local (R$ 289) e a Fire TV Stick 4K (~ R$ 205), optei pelo último, que voltou na mala comigo.

(Tolinho…)

Instalando e usando

Como era de se esperar de um produto da Amazon, o processo de instalação é simples, direto e bastante intuitivo: plugue o dispositivo numa porta HDMI livre da sua TV, ligue-o na tomada por meio da fonte (inclusa) e siga as instruções que aparecem na tela que podem ser apresentadas em diversos idiomas, incluindo o português (uia!)

Assim, em poucos minutos o sistema estava conectado e pronto para uso:

Confesso que o meu principal interesse por esse dispositivo é para usá-lo na TV (burra) da sala para assistir Netflix (que por sinal, funciona muito bem) e eventualmente YouTube que, depois que a Amazon acertou suas diferenças com o Google, voltou a ter um app oficial no produto.

Porém o que era para ser a cerejinha do bolo — ver os filmes e séries do Prime Vídeo — ao invocar o app aparece isso na tela:

EITA?!????

Entendendo o problema

Para entender o que estava acontecendo a primeira coisa que fiz foi entrar em contato com o serviço de Fale Conosco da Amazon do Brasil sendo que após clicar em algumas perguntas básicas que ajudam o sistema a entender melhor o seu problema (produto, pedido, pagamento, etc.) temos a opção de falar com um atendente por chat ou telefone:

Mais por curiosidade, optei pelo telefone sendo que um atendente da empresa prontamente me ligou de volta em menos de um minuto — ou seja — nada de ligar (por sua conta) para 0800, perambular por menus cheio de opções cabalísticas, discutir com assistente virtual que tenta se passar por gente ou desidratar ouvindo musiquinha de gás

Chupa essa, concorrência!!! 😈😈😈

Mas voltando ao que interessa, pelo que entendi da conversa com o atendente, ele me explicou que esse problema está ligado ao fato do funcionamento do Fire TV americano estar vinculado ao uso do Alexa, de modo que sem o suporte desse serviço — no way Jose, no Prime Vídeo! 🙁

Isso de um certo modo até explica a existência de um outro produto meio obscuro também disponível no Amazon.com — o Fire TV Stick Basic Editon (International version) (US$ 50) — que nada mais é que a mesma versão vendida por aqui na Amazon.com.br que não vem com Alexa e que, como o próprio nome já diz, é para ser usado em outros países.

Dai a nossa conclusão que — até onde sabemos — esta é a única versão do Fire TV que funcionaria com o Prime Vídeo aqui no Brasil.

Simples assim.

E aí, se deu mal?

Essa pergunta é meio marota já que erros desse tipo vem de nossa parte causados por uma mistura de fatores como falta de experiência/conhecimento do produto e até um pouco de empolgação/ingenuidade já que — cá entre nós — quem é que imaginaria que a Amazon teria produtos, digamos “regionalizados”?

E isso sem falar que se outros produtos da casa como o Kindle de lá funciona muito bem por aqui — por que é que com o Fire TV Stick seria diferente?

Culpa da Amazon?Eu não diria que eles estão “errados” já que o Amazon.com foi feito para atender (essencialmente) o mercado americano e o Amazon.com.br para atender (essencialmente) o mercado brasileiro, sendo que sob este ponto de vista cada um vende o Fire TV que melhor atenda a sua geografia.

Talvez o que a Amazon Brasil poderia fazer — no mínimo — seria de colocar algum tipo de aviso no seu anúncio do Fire TV Stick local alertando que as versões com Alexa adquiridas no exterior podem não funcionar aqui no Brasil.

Ou pelo menos por enquanto (acho eu).

Isso porque a Amazon finalmente anunciou ontem que o serviço Alexa vai chegar no Brasil no próximo dia 8 de Outubro junto com uma série de novos produtos compatíveis…

… só que o Fire TV Stick 4K não faz parte dessa leva 😕😕😕.

De fato o Henrique até levantou esse assunto durante o lançamento do serviço e o pessoal da Amazon confirmou que esse produto ainda não é compatível com o Brasil (ou para ser mais exato, o Prime Video não funciona porque é um outro software para o mercado local).

Nunca diga nunca

Isso significa que o Fire TV Stick com Alexa nunca irá funcionar por aqui?

Para mim, essa afirmação é meio precipitada e não faz muito sentido, já que à medida que Alexa (que agora fala português) comece a se popularizar por aqui, nada mais lógico que o Fire TV com Alexa também passe a funcionar por aqui tanto para promover ainda mais essa tecnologia para alavancar a estratégia de casa inteligente tanto da Amazon quanto de seus parceiros, além de ser mais uma ferramenta igualmente interessante para promover o seu serviço de streaming aqui no Brasil.

E quando isso pode acontecer?

Bom, (se acontecer) só o tempo dirá — apesar de que como dono de uma dessas engenhocas — o meu desejo sempre será de que seja o mais breve possível. 😉

Até lá a única opção viável da casa continua a ser a versão local do Fire TV ou via app de TV, celular, PC, smart TV, espelhamento de tela ou qualquer dispositivo de streaming (incluindo produtos de terceiros, é claro).

Ou será que não vamos ter que esperar tempo algum?

Atualização (12:38)

O nosso leitor Johnathan Abud disse nos comentários que existe uma maneira de fazer o Prime Vídeo funcionar no Fire Stick 4K (e provavelmente nos outros modelos com Alexa) que seria instalar Aptoide TV (uma espécie de lojinha de apps) no dispositivo da Amazon e usar o mesmo para baixar o Prime Video para Android TV .

Para Isso ele sugeriu seguir uma receita de bolo disponível neste site para instalar o Aptoide TV e com dito cujo instalado e funcionando…

… basta localizar e instalar o app do Prime Video para Android TV

… o que faz com que apareça um segundo ícone de Prime Video (o mais quadradinho) na tela principal do Fire TV que…

… ao ser ativado — booyah!!!:

Happy, happy, joy, joy!!!!

Vale a pena observar que esse app não desativa a versão pré-instalada nem ativa os recursos do Alexa. De qualquer modo, é uma excelente solução até que esse serviço chegue a esse dispositivo.

Valeu Johnathan, o pessoal de casa agradece!!! 😁😁😁

A propósito, desculpe pela breve explicação desse procedimento, mas é que estou muito ocupado agora assistindo a segunda temporada do The Tick!

(Quem sabe num outro dia…)

Aviso: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser remunerado caso você clique em alguns links neste artigo e compre algo.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos