ZTOP+ZUMO

IDF 2009: Estudante cria impressora de fotos sem tinta

punch_intro_small

(Pré) IDF 2009 — No dia que precede a abertura do IDF 2009, a Intel abriu espaço para os estudantes de diversas universidades do mundo para  apresentarem alguns de seus projetos de pesquisa. Nos resultados, apareceu um pouco de tudo, entre eles o PUNCH, proposta de uma câmera digital capaz de imprimir imagens em papel comum sem usar tinta.

Criado pelo estudante Matty Martin do California College of the Arts (CCA). Ele disse que ele se inspirou nas recentemente finadas câmeras Polaroid, cujo grande atrativo sempre foi a chamada “satisfação instantânea” que sempre funcionou como uma poderosa ferramenta de interação social. De um certo modo, as atuais câmeras digitais fazem isso, mas o compartilhamento das imagens é mais no mundo virtual do que no real. A ídéia nesse caso é de adicionar algum sistema que permita a impressão de imagens de maneira simples a qualquer hora e em qualquer lugar.

A grande sacada do projeto de Martin, é que após tirar a foto, o usuário insere uma folha de papel numa abertura lateral e começa a girar um botão lateral de pressiona um rolo que faz pequenos buracos de tamanho variável nela…

punch_printing_small

… resultando numa curiosa imagem monocromática formada por furos onde quanto maior a intensidade do ponto, maior o furo e vice-versa:

punch_foto1_small

Esse efeito fica mais evidente com o uso de papéis brancos colocados sobre uma superfície escura:

punch_foto2_small

Obviamente, esse produto não vai tirar o sono dos fabricantes de câmeras, mas com certeza ela vai  chamar a atenção daqueles que procuram uma câmera de uso casual para se divertir. Como esse sistema não consome tinta, ele permite que seus usuários distribuiam suas imagens por um custo baixíssimo, se não for perto de zero.

Meu colega Niso Levitas, da PC World Turquia, observou que essa mídia também poderia ser usada para outras aplicações, como por exemplo, um gabarito para pintar “grafites” em pequenos objetos como livros, cadernos e brindes.

O projeto ainda está mais no conceito do que na forma de um produto final, de modo que ainda não se sabe se ele algum dia chegue ao mercado.

Ainda em tempo:

Outro projeto que me chamou a minha atenção foi o Expressions Dispatcher, uma espécie de máscara digital que permite que as pessoas expressem seu estado de espírito por meio de emoticons:

expression_dispatcher1_small

Isso que pode ser uma grande ajuda para ajudar muitos nerds a melhorar sua capacidade de se comunicar em público, ou também pode ser o surgimento de um novo tipo de criatura (ou babaca) cibernético:

expression_dispatcher

BOOO!!!

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Anderson 22/09/2009, 10:11

    Essa idéia do Punch é muito boa, e até não é tão difícil, na minha opinião, ele evoluir e se tornar um produto para o grande público e até mesmo alguns segmentos específicios, como o de comunicação visual.

    PS: Nagano, vc ficou bem elegante com o Expressions Dispatcher, sua apresentação pessoal ficou muuuuuuuito melhor (rsrsrsrsrs)

  • dflopes 22/09/2009, 12:34

    Sobre o Punch,

    lembrei imediatamente daquelas canetas aerógrafas para crianças…basta assoprar através de um gabarito para fazer os desenhos.

    Sobre o dispatcher,

    é nerd demais ¬¬ (eheheh)

  • Lucas Jardim 22/09/2009, 18:32

    Alguém ai viu a matéria do fantástico sobre impressoras que usam fios de pvc para imprimir objetos? Isso sim é que é revolução! http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL32809-6174,00.html

    • Henrique Martin 22/09/2009, 18:36

      @lucas já vi objetos impressos em 3D. é incrível (e, bem, não vemos fantástico. dá depressão no domingo à noite!)

  • Ken 24/09/2009, 15:11

    Essa do Punch é genial.

    Ele devia incrementar o aparelho pra atender a necessidade dos deficientes visuais. Seria como uma impressora caseira para cegos.

  • Ken 24/09/2009, 15:14

    Aliás esqueci de falar, seria uma impressora em braile.