ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Óculos de Realidade Aumentada Moverio BT-300

[MWC 2016] Novo modelo da Epson é menor, mais leve e ainda mais potente que seu antecessor.

A Epson anunciou hoje (23/fev) a terceira geração do seu óculos de AR (Realidade Aumentada) Moverio BT-300 sendo que sua primeira apresentação pública acontece no Mobile World Congress 2016 (e é claro que o Henrique foi lá dar uma olhada na engenhoca.)

Lançado em 2011 com a intenção de ser uma tela de uso pessoal para usuários móveis (algo como um walkman de vídeo), o Moverio evoluiu para se tornar uma plataforma de realidade aumentada (AR) por excelência, a medida que o mercado descobriu novas aplicações para essa tecnologia, inspiradas em filmes como Exterminador do Futuro, Robocop e Homem de Ferro:

Moverio_BT300_demo

Vale a pena observar que, ao contrário de outros produtos aparentemente parecidos que também estão sendo mostrados neste MWC, o Moverio não é um Óculos de Realidade Virtual (Virtual Reality ou VR) e sim um Óculos de Realidade Aumentada (Aumented Reality ou AR) ou seja…

Moverio_quadrante

… o usuário não perde o contato visual com o mundo real (o que pode levar a situações embaraçosas como essa) já que as informações digitais são adicionadas ao campo de visão do usuário, enriquecendo assim sua capacidade de observar, perceber e contextualizar o ambiente ao seu redor:

E apesar do vídeo acima apresentar o Moverio como um produto com apelo jovem, transado e super bacana, sua aplicabilidade vai muito além do mercado de consumo, atendendo em especial os segmentos de B2B, B2B2C e ISV que desenvolvem aplicações sob medida para o mercado corporativo, academia, governo e até pessoas com necessidades especiais. De fato, a Epson até possui uma versão especial para aplicações mais profissionais.

Moverio_lente_funcionamento

Na sua essência, o Moverio não deixa de ser um mini-tablet com Android 5.1 cuja tela foi transformada num óculos equipado com sensores de direção (magnetômetro) e movimento (acelerômetro) permitindo assim sincronizar o conteúdo da tela com o movimento da cabeça. Note que o módulo de processamento não possui tela, mas mantém os botões de atalho e até uma interface (direcional) de toque. Curiosamente, o óculos ainda se conecta ao seu módulo de processamento via cabo (eita!)

 

Moverio_BT300_device

Se comparado com seu antecessor, o BT-300 é menor em tamanho (perfil mais baixo) e é 20% mais leve, graças ao uso de um novo micro-projetor com tecnologia Si OLED com resolução HD (1.280 × 720 pixels) o que é bem mais que os 960 x 540 pixels do painel LCD TFT do BT-200. Além disso sua relação de contraste subiu para 100.000: 1, o que melhora muito a qualidade da sua imagem:

Moverio_BT300_compared

Moverio_BT300_telinha

Seu módulo de processamento também foi atualizado, vindo agora equipado com um processador Intel Atom x5  quadcore de 1,44 GHz e manteve os sensor GPS e as interfaces de comunicação WiFi 802.11 a/b/g/n/ac (5 GHz) e bluetooth, sendo que a autonomia da sua bateria é estimada em 6 horas de uso contínuo. Ele também conta com slot para cartão SD Micro para expandir sua capacidade de armazenamento.

Moverio_BT300_remote

Já a resolução da sua câmera frontal também subiu para 5 MP o que permite agora, capturar imagens em alta resolução (contra os 640 x 480 pixels do BT-200). Um detalhe curioso é que, para atender a certos hábitos locais ou até mesmo legislações que protegem a privacidade das pessoas, a câmera do Moverio também vem equipada com um LED que avisa que ela está filmando.

Moverio_BT300_Led

Mais informações já podem ser encontrados no site da empresa nos EUA sendo que seu preço de pré-lançamento lá é de US$ 799. Para quem não sabe, o Moverio também está disponível no Brasil só que sua venda é direcionada para desenvolvedores e ISVs.

Moverio_BT300_vistas

Disclaimer: não existe disclaimer na cobertura do MWC 2016. Henrique pagou tudo do bolso dele e ainda deixou o Nagano tomando conta do site (brrr…)

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Adriano De Lima 23/02/2016, 16:06

    Bom saber que os avanços continuam vindo, mesmo sem um produto pra vender e pagar as contas do desenvolvimento. (além das impressoras né!?)

    • Mario Nagano 24/02/2016, 06:38

      Na verdade essa telinha Si OLED que gera a imagem do Moverio também é usada por diversas empresas como a Olympus, Fuji e Sony(?) no visor das suas câmeras mirrorless, o que lhe rende uma boa grana pra Epson.

      • Adriano De Lima 26/02/2016, 08:20

        É muito bom saber que a Epson tem produto pra vender em segmentos que nem imaginava existir, valeu pelo comentário Mr. Nagano!

        • Mario Nagano 26/02/2016, 09:11

          Viu só? Ztop também é curtura! 🙂

          By the way, o nome oficial da Epson é “Seiko Epson Corp.” — e sim! — essa Seiko é a mesma dos relógios de pulso, cujo conhecimento na área de micromecatrônica é de fato o “core business” dessa empresa.

          Se você parar para pensar, o princípio de funcionamento de uma impressora matricial/jato de tinta (puxe papel, mova a cabeça de impressão, imprima, pare, próxima linha, imprima, ejete papel, etc.) não deixa de ser a mesma de um robô, por sinal outra área em que a empresa atua, inclusive no Brasil:

          http://global.latin.epson.com/br/Produtos/robots

          De fato, já falamos de um robô da Epson capaz de substituir um ser humano no melhor estilo “chute o humano resmungão da bancada e coloque o robô super-bacanudo no lugar”

          http://www.ztop.com.br/novo-robo-da-epson-trabalha-com-ferramentas-comuns/

          Ah sim, em 2004 também lançou a R-D1 considerada a primeira “rangefinder digital” (e mirrorless) do mercado com visual retrô e compatível com lentes de foco manual padrão Leica M:

          https://en.wikipedia.org/wiki/Epson_R-D1

          • Adriano De Lima 26/02/2016, 09:20

            Será que pegaria muito mal visitar uma fábrica deles usando um relógio da Casio?

          • Mario Nagano 26/02/2016, 10:14

            Naah… Sem problema, é tudo brimo!

            Apesar de que eu me lembro de ter levado algumas “frechadas de olhar” e até algumas caretas de um ou outro executivo da Canon quando visitei o QG e as fábricas da empresa lá no Japão, só porque eu era o único jornalista do grupo que estava com uma câmera da Olympus (à direita da caixa de bentô). O resto todo mundo com Canon.

            https://www.instagram.com/p/bO2UzGMbpU/?taken-by=mnagano_zumo

            De fato numa recepção em Tóquio, um dos executivos — depois de me cumprimentar — até elogiou minha compacta (“ooh this is a very nice camera!”) até ele olhar direito e notar que ela não era uma Canon S90 e sim uma Olympus XZ-1.

          • Adriano De Lima 26/02/2016, 12:17

            São aquelas situações muito: “IMPOSSIBRÚ SITUATION”!!!!
            A famosa torta de CLIMÃO! KKKK
            Por falar em torta, olha o tamanho do bentô do minino!

            O rapaz ainda está crescendo…..

          • Mario Nagano 26/02/2016, 12:53

            Nessa cena estava testando a teoria de que o ThinkPad original foi inspirado numa caixa de bentô.

          • Mario Nagano 26/02/2016, 13:11

            Nessa cena estava testando a teoria de que o ThinkPad original foi inspirado numa caixa de bentô.

            O André do IG também participou do experimento:

            https://www.instagram.com/p/bO1sspMboD/?taken-by=mnagano_zumo

          • Adriano De Lima 26/02/2016, 13:44

            Puxa! E não é que parece mesmo!? KKKKKKKKK

          • Mario Nagano 26/02/2016, 14:09

            Aqui no Ztop é assim: Trabalhando até na pausa do almoço!

          • Adriano De Lima 26/02/2016, 14:18

            OK! KKKKK!!!!!

  • dflopes 25/02/2016, 21:44

    Noob Question: o que é ISV?
    Imaginei a possibilidade de passar instruções a uma pessoa à distância, mostrando qual fusível trocar no carro ou onde conectar os cabos na nova Tv – sem precisar ir à casa da pessoa.
    P.S.: a imagem é assustadora. Fica no meio termo entre Wall-e e Matrix.

    • Adriano De Lima 26/02/2016, 08:22

      Eu joguei no Google e veio! (mas fiz isso no começo da semana e nem lembro o que almocei ontem!) Espera um pouco….. AQUI!

      Independent Software Vendor
      Fornecedor Independente de Software.
      Um “indie” dos Apps! (se é isso mesmo…..)

    • Mario Nagano 26/02/2016, 09:21

      ISV = Independent Software Vendor. Nome pomposo para desenvolvedor indepentente de software.

      Como disse no texto, como o usuário do BT-300 não perde o contato com o mundo real ele não me impressiona (ou assusta) tanto quanto ver Mark Zuckerberg passando sossegadamente no meio de um enxame de jornalistas cegados com seus óculos de VR.