Números enormes: Quase 3 milhões de Epson EcoTank Vendidas

N

De olho no mercado de laser mono a empresa aposta em novas EcoTank que só imprimem em preto que podem gerar uma economia de até 90%.

Na semana passada (9/5), a Epson do Brasil promoveu o chamado Epson One Experience

…um evento voltado para apresentar suas diversas linhas de produtos tanto para o mercado de B2B quanto de consumidor final…

… com destaque para as suas novas soluções de impressão em grande formato como a Epson SureColor F7200 capaz de imprimir estampas exclusivas …

… que depois podem ser transferidas para tecidos usando a tecnologia de sublimação de tinta…

….ou diretamente sobre peças prontas, caso da Epson SureColor F2100

… que substitui técnicas mais tradicionais (e trabalhosas) como o silk screen:

E isso sem falar nas novas soluções de projeção tanto para apresentações, entretenimento e até para sinalização digital como a Epson LightScene EV-105 capaz de projetar imagens sobre praticamente qualquer material e superfície …

… e nas soluções para ponto de venda como a Epson TM-T88V-DT, que é uma impressora fiscal que integra um pequeno PC x86 com chip Intel Atom de 1,8 GHz e que roda o sistema operacional Linux ou o POSReady 7, uma versão do Windows 7 otimizada para uso em caixas de loja, dispensando assim a necessidade de ter um desktop ou um terminal POS ligado à impressora.

Novo presidente

Porém, entre os dois grandes destaques da noite, o primeiro foi a primeira aparição pública de Fábio Neves, o novo diretor-presidente da Epson do Brasil…

… que entra no lugar de Fernando Stinchi (à direita), que vai assumir a vice-presidência de marketing da Epson na América Latina, se juntando à Paulo Ferraz (à esquerda), vice-presidente de vendas da Epson na América Latina que, por sinal, também comandou a Epson no Brasil entre 2010~15 antes de passar este cargo para o Fernando.

Perto dos 3 milhões

De um certo modo, a acensão desses três executivos no organograma da Epson não deixa de estar ligado ao tremendo sucesso comercial das impressoras EcoTank no Brasil (que hoje detém algo como 72% do mercado de jato de tinta), sendo que foi Paulo Ferraz que lançou a primeira L200 em 2012 e fez toda a transição do modelo de cartucho para o tanque de tinta, sendo que neste mesmo período a empresa também rompeu a barreira de 1 milhão de EcoTanks vendidas por aqui, com direito a impressora e placa comemorativa…

…. e até uma criativa campanha de marketing e de responsabilidade social para ajudar instituições de ensino, que meio que coincidiu com o centenário de nascimento de Roald Dahl o autor do livro “A Fantástica Fábrica de Chocolate“:

Já na época de Stinchi, a EcoTank rompeu a barreira de dois milhões de unidades comercializadas no segundo semestre de 2018 e a previsão é que a barreira dos 3 milhões seja ultrapassada em agosto de 2019, já na nova administração de Neves.

De olho nas laser mono

Na sua mensagem para seus clientes e parceiros, o novo diretor presidente da Epson explicou que estratégia da sua empresa para os próximos anos é de transformar o mundo da impressão corporativa, impressão digital de tecidos, sinalização digital e até a comunicação visual através da soluções inovadoras da Epson.

Já entre as iniciativas mais diretas, a Epson deixou bem claro que ela vai bater de frente com as laser monocromáticas de pequeno e médio porte, um segmento que a empresa ainda não tinha marcado presença, já que ela foi primeiro para o mercado SOHO com a EcoTank e depois no corporativo com a WorkForce.

Assim a Epson aproveitou esse evento para anunciar três novas multifuncionais que chegarão ao Brasil ainda neste ano: A EcoTank L5190, M3170 e a M3180, sendo que a EcoTank L5190 é o único modelo em cores que imprime até 4.500 páginas em preto ou 7.500 páginas coloridas com seu kit de tintas.

Já as multifuncionais M3170 e a M3180 são modelos monocromáticos do tipo 4-em-1 (incluindo fax! ?) com duplex automático, painel LCD colorido com interface de toque, portas USB, Wi-Fi e Ethernet …

… com autonomia estimada em 11.000 impressões com sua carga inicial de tinta pigmentada. Note que por ser monocromática ela só possui uma entrada de tinta:

Fábio Neves declarou que, ao todo, serão 45 produtos lançados pela Epson no Brasil em 2019, sendo que uma das suas principais apostas é na linha de multifuncionais monocromáticas com tanque de tinta, recurso que ele afirma gerar uma economia de até 90% em relação ao laser.

“Estamos em um processo de reeducação do mercado em que, aos poucos, o público perceberá os benefícios da troca do laser pelo jato de tinta” concluiu o executivo.

Trivia

A propósito não é a primeira vez que a Epson lança uma jato de tinta monocromática para brigar com as lasers de entrada.

Isso porque em 2012 ela lançou a WorkForce K101 um modelo a jato de tinta que tinha todas as características de uma laser (como gaveta de papel, impressão duplex, conectividade etc.) e que trabalhava com dois cartuchos pretos ao mesmo tempo ( Epson 136 / T136126 ) com autonomia estimada era de 2 mil impressões para cada kit de cartuchos, um número bem impressionante se levarmos em consideração que um cartucho 73N / T0731N de um modelo em cores dessa mesma época rendia algo como 245 páginas.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

Disclaimer: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em links neste artigo e compre algo.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos