Enfim, o Palm com Linux?

E

Segundo o site Palm InfoCenter, a ACCESS (empresa que atualmente detém os direitos sobre o Palm OS) liberou screenshots e mais detalhes do ALP, ou Access Linux Platform, o sistema operacional baseado em Linux que será posicionado como um sucessor do Palm OS atual (chamado Garnet, ou Palm OS 5). Ele é otimizado para baixa resolução de tela (240×320), mas também tem suporte a resoluções de 320×480 e 800×480 pixels, rodando em dispositivos equipados com pelo menos um processador ARM9 de 200 MHZ ou superior.

Um diagrama de blocos na página revela alguns detalhes interessantes sobre o sistema. Aparentemente há uma camada de segurança (ALP Security Module) entre o kernel e os aplicativos, provavelmente para impedir acesso direto ao hardware (o que tem a vantagem de facilitar a retrocompatibilidade dos aplicativos em versões futuras do sistema operacional) e evitar que um programa renegado (ví­rus, worm ou praga do tipo) tome controle total da máquina, comprometendo-a.

O diagrama também mostra um sistema gráfico baseado no X-Window System e no kit de ferramentas de interface GTK+, ambos já usados em distribuições Linux para PCs. O framework multimí­dia será baseado no GStreamer (outro item vindo dos desktops com Linux) e o sistema terá ainda uma máquina virtual Garnet (emulador de Palm OS, permitindo rodar os aplicativos atuais) e também uma VM Java. Além de tudo isso, o diagrama mostra componentes relacionados a telefonia e comunicação sem fio (Wi-Fi e Bluetooth).

Para os desenvolvedores isso é uma boa notí­cia, já que representa três formas de criar programas para a nova plataforma: em Java, em GTK ou usando a API Garnet e mantendo a compatibilidade com a grande base instalada de PDAs com Palm OS atuais.

No papel parece bom, e algo finalmente capaz de concorrer em pé de igualdade com o Windows Mobile. Resta esperar os primeiros aparelhos equipados com o novo sistema para ver como a implementação se sai. Eu já comecei a torcer.

Sobre o autor

Rafael Rigues

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos