ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Emotiv EPOC: videogame com cérebro (literalmente)

Emotiv EPOCÉ meio estranho ver o capacete ao lado. Chamado de Emotiv EPOC, é “o primeiro dispositivo com interface cérebro-computador de alta fidelidade para o mercado de videogames”. É um “neuroheadset” para games, em resumo.

Os sensores da “aranha cerebral” do Emotiv EPOC capturam sinais elétricos produzidos pelo cérebro para detectar os pensamentos do jogador, além de seus sentimentos e expressão. Segundo a fabricante, o EPOC se conecta sem fios a todas as plataformas de games, dos consoles aos PCs.

Vai custar US$ 299, mas pelo que eu entendi você usa a coisa bizarra aí­ meio sem ter o que jogar nela, já que o kit de desenvolvimento com uma nova API aberta foi liberado na Game Developer Conference nesta semana. Chega ao mercado no “fim de 2008”. Das duas uma: ou será o novo Wii cerebral multi-mega-bem-sucedido ou será o vaporware de 2008. Será que faz massagem na cabeça também?

Nagano comenta: Depois dessa ninguém vai precisar do chapéu do Mickey Mouse para parecer sofisticado. (Será que tem conexão para iPod?)

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin