Gadget do dia: DL YC-110 e YC-130 (celulares com botão de emergência para idosos)

G

Voltado para o público da melhor idade, os modelos YC-110 e YC-130 abrem mão de firulas tecnológicas em favor de uma maior facilidade de uso.

A quase uma década atrás, o Henrique disse o seguinte:

“Atire a primeira pedra quem nunca teve que explicar para alguém mais velho como funciona o celular? (ou até mesmo o DVD, o controle remoto da TV…).

O fato é que, desculpem o chavão, vivemos num mundo onde muito engenheiro (e empresas cabeçudas) projetam eletrônicos pensando no seu próprio umbigo e ignorando o fato de que vai deixar um monte de gente excluída da sua engenhoca pelo simples fato de ter botões pequenos, configuração difícil (ou em outro idioma) ou apenas porque o usuário não consegue pensar como o engenheiro (e quem lá nesse mundo lê manual?).”

Esse comentário (por sinal ainda bem atual em 2016)  foi feito na época em que vimos pela primeira vez o protótipo do S302 da ZTE um telefone celular que, na época, foi revolucionário não porque ele era moderninho, e sim porque ele foi concebido para ser um aparelho simples e fácil de operar — em especial para aquelas pessoas mais idosas que preferem um telefone de verdade com teclas e tudo, do que um tabletinho de plástico ou metal com uma tela de vidro cheia de letras e figurinhas.

ZTE_S302_overview_2

De fato, o grande atrativo do S302 era que ele vinha com o chamado botão de emergência (SOS) um engenhoso recurso que, quando pressionado, emitia um alarme bem alto para tentar chamar a atenção de alguém nas proximidades ao mesmo tempo que o celular começava a enviar mensagens (ou mais exatamente SMS) de socorro para quatro telefones pré-definidos pelo usuário.

Feito isso, ele começava a ligar para cada um esses quatro números na sequência e continuamente até que um deles atenda a ligação e uma conversa possa ser estabelecida pelo seu sistema de viva-voz:

Na época soubemos que a ZTE até chegou a oferecer esse aparelho para as operadoras locais, mas elas não se interessaram porque, na época, não viam muito sentido num “celular do vovô”.

Uma pena. 🙁

Porém a boa notícia é que a DL resolveu apostar nessa idéia trazendo para o País o DL YC-110 um produto que parece ser uma versão mais moderna a atualizada do S302 já que ele preserva muitas das idéias originais do modelo da ZTE (note o discreto botão SOS vermelho montado ao redor da câmera que agora liga para cinco contatos, ao invés de quatro):

celular-dl-yc110_overall

E assim como o S302, o YC-110 vem equipado um amplo teclado numérico retroiluminado com caracteres bem grandes e de fácil leitura com suporte de voz, ou seja, o celular “fala” qual botão foi pressionado, o que pode ser algo interessante para aquelas pessoas com problemas de visão. E para quem ainda enxerga bem (ou mais ou menos) sua tela LCD em cores de 1,8″ (de 128 x 160 pixels) também apresenta caracteres bem grandes que facilitam a sua leitura.

Ele mede 5,5 x 11,5 x 1,2 cm (LxAxP) e está disponível apenas na cor preta.

E como é de se esperar de qualquer celular, o YC-110 envia e recebe SMS, possui agenda de contatos (até 500), registro de chamadas, relógio com alarme, calendário, etc. E até por não oferecer conexão com a internet seu consumo de energia é bem reduzido ao ponto da empresar afirmar que sua autonomia pode chegar a até uma semana de uso normal.

dl_yc110_layout

Entre os recursos adicionais, ele conta com lanterna de LED (que pode ser acionado por meio de um botão lateral), gravador e player de áudio e vídeo, câmera traseira com resolução VGA (640 x 480 pixels).

E assim como o S302 seu rádio FM possui uma antena interna o que dispensa a exigência de conectar o fone de ouvido para ativá-lo e e permite usar o celular como se fosse um radinho de pilha — como nos velhos tempos 😀

Tecnicamente falando, o YC-110 é um aparelho dual SIM 2G quadribanda (850 / 900 / 1.800 / 1.900 MHz) sem suporte para dados equipado com o SoC Mediatek MTK6261M de 260 MHz, slot para cartão micro SD (até 32 GB), saída de som para fone de ouvido, alto-falante mono e bateria BP-4L de íons de litio de 1.200 mAh. Apesar do aparelho possuir uma porta USB micro, ela só é usada para recarregar a bateria e não para transferir dados com o PC.

Seu preço sugerido é de R$ 200, mas já pode ser encontrado no varejo por preços ao redor de R$ 150.

Mais informações aqui.

Ainda em tempo:

Na época em que testamos o S302 alguns leitores comentaram que o aparelho poderia ser bem mais interessante se o seu padrão de formato não fosse do tipo barrinha e sim do tipo flip, já que esse modelo tem a vantagem de ligar/desligar o aparelho automaticamente com o movimento da tela, tornando assim o seu uso ainda mais simples e intuitivo.

A boa notícia é que a DL também comercializa uma variação do YC-110 no formato flip o YC-130 (preço sugerido R$ 240, mas também já pode ser encontrado no varejo na faixa de R$ 150)

celular-dl-yc130_overall

Além da tela maior de 2,4″ (240 x 320 pixels) esse modelo também conta com três teclas de discagem rápida (M1, M2, M3) e um botão SOS mais proeminente do que o YC-110:

celular-dl-yc130_lados

A propósito, o S302 da ZTE também tinha dois curiosos botões de discagem rápida na sua base na forma de duas faces, sendo uma feminina e outra masculina:

ZTE_S302_teclado_caras

Segundo a ZTE, a idéia por trás desses ícones era de criar uma associação mais intuitiva do tipo — ao invés de pressionar num número, pressione aqui [*] para ligar para sua filha/nora/mãe/aquela gracinha de rabo de cavalo ou pressione aqui [#] para ligar para seu filho/genro/pai/aquele nerd de óculos que manja tudo de computador.

Simples e criativo.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos