Descanse em paz, AppleWorks

D

ícone do AppleWorks 6Quando mencionei, em uma de minhas notas sobre o recente evento da Apple, que o iWork ’08 era como “AppleWorks ressurgido das cinzas”, me esqueci de um pequeno detalhe: até aquele momento não haviam cinzas. Na verdade, não havia sequer um corpo para cremar. Agora há.

A Apple finalmente matou oficialmente o AppleWorks. O software não consta mais na lista de produtos na página da Apple, e o link para a sua página oficial agora aponta para a página do iWork ’08. A bem da verdade, desde o lançamento da versão 6 em 2000 que o programa não recebia muita atenção (exceto uma atualização para compatibilidade com o Mac OS X por volta de 2004). E num mundo viciado no Microsoft Office (muito superior em recursos), o AppleWorks não fazia muita diferença e ultimamente era mais usado no mercado educacional.

O AppleWorks começou sua vida em 1991 como ClarisWorks, produzido pela Claris, uma subsidiária da Apple que hoje se chama FileMaker, Inc. Na época era um programa revolucionário, e tinha recursos que o próprio Microsoft Office para Mac só foi incorporar na versão 2004. A versão 1.0 chegou a ultrapassar o Microsoft Works (a suí­te office “lite” da Microsoft na época) tanto em vendas quanto em faturamento. Bob Hearn, um dos desenvolvedores originais do programa (junto com Scott Holdaway), conta mais dessa história em um excelente artigo chamado A Brief History of ClarisWorks.

Sobre o autor

Rafael Rigues

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos