Dell traz seu desktop “invisível” para o Brasil

D

Novo Dell Optiplex 7070 Ultra vem com a proposta de combinar a flexibilidade do desktop com a comodidade do All-in-One.

Anunciada durante o último Dell World 2019, a novíssima geração de desktops corporativos da Dell traz uma grande (ou seria uma minúscula?) novidade: o Dell Optiplex 7070 Ultra. É primeiro desktop da casa descrito como zero footprint desktop solution, que realmente não ocupa nenhum espaço na mesa de trabalho do usuário:

Isso porque o desktop fica escondido na coluna do pedestal do monitor 😜:

Segundo Marcos Peres, gerente de produtos da linha Optiplex da Dell Brasil, a idéia por trás do Ultra é de expandir ainda mais as suas opções de desktops corporativos…

… com um novo padrão de formato com uma volumetria abaixo de 900 ml, ou seja, ainda menor que Optiplex 7070 Micro (~1.200 ml) e que fosse mais simples, elegante, descomplicado e seguro que ocupasse o mínimo espaço na mesa do usuário, o que foi conseguido simplesmente eliminando o desktop da equação — simples não?

Mas se o problema é tudo isso, por que não adotar logo um all-in-one, cara-pálida?

Parece, mas não é

Segundo o executivo, quando comparado com All-in-One, a grande vantagem do novo 7070 Ultra especialmente no mercado corporativo está na preservação do investimento já que, na hora de renovar o seu parque de máquinas a empresa poderá apenas substituir o módulo do PC por uma versão mais moderna, podendo assim manter e continuar a usar o resto do sistema como o teclado, mouse e principalmente o monitor de vídeo cuja vida útil é bem mais longa, podendo até sobreviver a mais de um ciclo de renovação de PCs.

Segundo pesquisas realizadas realizadas pela própria empresa, a Dell indicou que 85% dos seus clientes desejam atualizar seus monitores separadamente dos seus PC. Além isso, eles também descobriram que para 54% deles, o excesso e a desorganização dos cabos são um problema na hora de trocar seus PCs e 52% também citam que a limitação de espaço é uma preocupação a ser considerada na hora de substituir seus equipamentos.

Opções de montagem

Com relação a isso, a Dell também teve a preocupação de desenvolver diversas opções de suportes/pedestais que atendam a diversos casos.

Por exemplo, o modelo mais completo é o Optiplex 7070 Ultra Height Adjustable Stand que, como o próprio nome diz tem altura regulável, assim como ajuste de inclinação, giro da base e até orientação da tela para o modo horizontal (landscape) ou vertical (portrait). Ele aceita e aceita monitores de até 27 polegadas compatíveis com o padrão VESA.

Para quem preferir algo mais simples a empresa também oferece o Optiplex 7070 Ultra Height Fixed Stand cuja altura só pode ser ajustada em quatro posições diferentes e aceita monitores de até 24 polegadas.

Fora isso, a Dell também oferece o Optiplex 7070 Ultra Offset VESA Mount que seria um suporte/adaptador…

… que permite adaptar o módulo de processamento do 7070 Ultra até num suporte/monitor de terceiros o que vai de encontro com a proposta desse produto de preservar o investimento já feito no parque de máquinas do cliente.

O curioso é que esse acessório também é usado no Dell Single Monitor Arm modelo MSA20) que é um suporte na forma de um braço articulado feito sob medida para o 7070 Ultra:

Opções de monitores

Por aqui, o 7070 Ultra será oferecido com três opções de monitor com tela de 22″ (P2219H), 24″ (P2419H) e 27″ (P2719HC) polegadas sendo que o que todos tem em comum é o fato de todos eles se conectarem com o PC via porta USB-C o que além de simplificar as coisas ainda permite que a adição de um segundo ou até de um terceiro monitor que se conectam ao computador por meio de um cabo USB-C que também será uado para fornecer energia para os monitores.

Módulo de processamento

Como já foi dito antes, o seu módulo de processamento (ou Core Module I/O) do 7070 Ultra é um PC completo baseado na plataforma Intel Core ix de oitava geração com vPro que, na sua concepção lembra muito um NUC da Intel porém num padrão de formato diferente na forma de barra ou tablete de 9,6 cm de largura, 25,6 cm de altura, 2,8 cm de espessura e 650 gramas de peso…

… sendo que ele poderia até ser um pouco mais fino (~1,97 cm de espessura) se não fosse pela presença de um compartimento que pode abrigar um HDD ou SSD SATA de 2,5″ do mesmo tipo usado em notebooks o que mostra a preocupação da Dell de oferecer a plataforma mais versátil e flexível possível:

Segundo sua tabela de características técnicas o 7070 Ultra aceita processadores Core ix de oitava geração da série U com aceleradora gráfica integrada Intel UHD Graphics 620, 4~64 GB de memória SODIMM DDR4 de 2.400 MHz (em 2 slots), suporte para dois discos (sendo um HD/SSD SATA e o outro um SSD NVMe padrão M.2 2230). Sua interface Wi-Fi é da Intel com bluetooth integrado e o sistema é alimentado por uma fonte externa de 65 watts.

Clique para ampliar

Como é padrão na Dell o sistema pode sair de fábrica com Windows 10 Home/Pro de 64 bits ou Ubuntu 18.04 LTS também de 64-bits.

Com relação as suas portas de entrada e saída, o 7070 Ultra vem equipado com uma porta de rede Gigabit Ethernet, uma porta USB 3.1 Gen 2 Type-C com DisplayPort Alt Mode, uma porta USB 3.1 Gen 2 port com PowerShare e uma porta USB 3.1 Gen 2 Type-C com DisplayPort Alt Mode/Power Delivery, uma porta USB 3.1 Gen 1 com SmartPower , uma USB 3.1 Gen 2 com SmartPower e uma saída para caixa de som ou fone de ouvido + microfone. O curioso é que o 7070 Ultra não possui alto-falante embutido sendo que no seu lugar a empresa recomenda o uso do fone de ouvido estéreo Dell Pro UC350.

Note que esse módulo não possui nenhum conector exótico e/ou de desenho proprietário o que permite que ele possa até ser usado fora do pedestal ligado na sua fonte e num teclado, mouse e monitor (via adaptador USB-C para HDMI ou DP).

Quando questionamos sobre a segurança/integridade física do sistema, Peres nos explicou que, além do slot e furo para travas de segurança do tipo Kensington o suporte onde fica o módulo de processamento…

Note que esse suporte está de cabeça para baixo!

… possui um segundo slot na sua base que também impede a abertura do mesmo…

… impossibilitando assim a sua remoção sem o uso de meios mais extremos como o uso de um pé de cabra ou coisa do tipo.

Disponibilidade no Brasil

Segundo Peres o 7070 Ultra será fabricado no Brasil (assim como o seu monitor de 22″) só que a empresa optou por disponibilizar aqui apenas e versão com Core i5 que seria um meio termo que pode ser usado para criar configurações que atendam tanto o segmento de entrada quanto o de volume — ou seja — PCs para uso geral que rodam aplicações do dia a dia como aplicativos de escritório, trocas de mensagens e usar sistemas on-line ou abrigados em servidores locais ou na nuvem.

Já para aqueles que precisam de (muito) mais capacidade de processamento, Peres recomenda o uso de sistemas mais potentes como sua linha de desktops Optiplex ou mesmo uma workstation da linha Precision.

Com relação ao preço, o executivo disse que o custo unitário pode variar muito de acordo com a configuração e a quantidade de unidades que estão sendo negociadas.

O executivo acredita que ele tem em mãos um produto bastante competitivo porque ao mostrar esse produto para vários de seus clientes, poucos deles ficaram indiferentes ao 7070 Ultra.. De fato, a maioria deles saiu da reunião dizendo que estavam tendo “idéias” de como usar esse “PC invisível” nas suas empresas.

Mais informações aqui.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

Disclaimer: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em links neste artigo e compre algo.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos