Faça uma faxina no PC

F

Se você não é da turma do xuê xuê, squindô squindô e teleco teco, aproveite o tempo livre para dar um sopro de vida no seu PC.

Computador é um bicho temperamental. Se não recebe um pouco de atenção e carinho, uma hora se rebela e pode fazer sua vida miserável, uma vastidão de sofrimento, lentidão e conflitos. Por isso é legal de vez em quando dar aquele talento na sua máquina, resolvendo os probleminhas antes que eles fiquem empilhados e até fazendo um upgrade básico.

Bem, primeiro veja o nível de poeira e sujeira na sua máquina, portátil ou desktop. É inacreditável a quantidade de porcaria que vai se depositando no teclado ou as bolas nojentas de poeira que ficam dentro do gabinete.

Se você não tiver muita ligação afetiva com seu teclado, pode dar um sacudida básica e depois aspirá-lo. E finalizar passando um pano macio úmido com umas gotinhas de limpador instantâneo (aquele é sinônimo de olhe, sabem?). Depois, encaminhe-o para alguma instituição de caridade. De jeito nenhum jogue fora um teclado funcionando, reciclar sempre é mais bacana.

No caso dos teclados de notebooks e aqueles teclados velhos de guerra que muita gente ama e não se separa nunca, primeiro você precisa usar um pincel seco para desencrustar a nhaca que fica presa entre o vão das teclas. Aí, sopre a nojeira para fora do teclado usando uma daquelas latinhas de ar comprimido ou, como o Nagano ensinou, um secador de cabelos soprando ar frio.

A técnica do secador vale também para dentro do gabinete. Nunca sopre com a boca, ou vai ter um gabinete enferrujado e nojento em pouco tempo. Também dê um trato nos cabos, que não devem ficar como os da foto aí em cima. Espaguete bagunçado de cabos não deixa o ar fluir e esfriar a máquina, que fica mais barulhenta e trabalha de forma menos eficiente quente.

Resolvido o problema da sujeira, é hora do upgrade, se você achar que a coisa anda lenta demais.

Nós já fizemos um guia de como montar um PC, e nele você vai ver como trocar o HD, adicionar memória e até trocar a placa de vídeo. Mudar ou adicionar esses componentes faz uma diferença absurda, o desempenho melhora consideravelmente. Mas se você está realmente furioso com seu desktop, pode tentar o procedimento mais radical, que é trocar o processador e a placa-mãe.

Em escala de prioridade, e até por ser mais fácil, considere melhorar a placa de vídeo, colocar mais memória e finalmente adicionar ou trocar o HD. Quer comprar componentes e afins no carnaval? Talvez você dê sorte, pois algumas lojas vão abrir na manhã de segunda-feira.

Depois de resolver o hardware, é hora do software.

Se você ainda usa o Windows XP – ou que o todo-poderoso nos proteja, Windows Vista – passou da hora de mudar para o Windows 7. O Windows XP é legal, mas não aproveita nem de longe os recursos dos PCs de hoje. E é melhor nem falar do Vista, dá até dó. O Windows 7 é mais fácil de gerenciar, tem drivers mais estáveis e eficientes para o hardware atual e ainda usa o poder da placa de vídeo para rodar mais macio. E nem precisa de tanta RAM assim para ficar legal, 3 GB dão bem.

Lembre-se de fazer um backup do que você quer guardar antes de instalar o Win 7, pois o ideal é você formatar o disco para tirar do caminho toda a lixarada que acumulou com o passar do tempo. Mesmo se já tiver o Windows 7 instalado, vale fazer uma instalação fresquinha.

Agora coloque o que é básico. Nada de ficar entulhando a máquina de porcaria nem de piratinhas nojentos. Veja nosso guia para instalar os aplicativos mais imprescindíveis com alguns cliques.

Já tem o que precisa para botar a máquina para rodar? Que tal colocar um pouco de diversão?

Primeiro, coloque uma ferramenta ninja para fazer do seu PC um tremendo centro de mídia. E ainda dá para lotar de velharias lindas e jogos estalando de novos.

Se quiser aprender um pouco mais da arte de colocar um PC funcionando por conta própria, que além de um desafio é uma tremenda terapia, dê uma passadinha no [Re]monte seu PC, aqui no Ztop. Tem um monte de coisas bacanas, como explicações de como funciona uma placa-mãe, se vale a pena usar duas placas de vídeo e guias bem completos para montar ou melhorar sua máquina, tudo passo a passo, sem complicar.

E aí, dá ou não dá para pular o carnaval, no sentido de deixar passar, cuidando do PC? Para quem é geek, é um programão.

Sobre o autor

Jô Auricchio, editor convidado

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos