Notas da Zumo-caverna: Como adaptar o teclado IBM Model M a um PC moderno?

N

A solução mais simples está no uso de um adaptador PS/2 para USB, mas o problema é que nem todos funcionam com esse teclado cult.

Em um mundo cada vez mais touchscreen, o bom e velho teclado IBM Model M ainda faz parte da vida diária de muitos usuários de PC e que, nos últimos anos, ganhou uma notoriedade ainda maior depois que muitos entusiastas e até jornalistas de tecnologia declararam a sua paixão por esse acessório — incluindo este que vos bloga —  o que é algo notável num mercado onde a vida útil de um produto às vezes é contado em meses enquanto que, no ano passado (2014), o Model M completou 30 anos de lançamento.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Desculpe a bagunça!

Apesar das suas características de resistência, confiabilidade, manutenção simples e o prazer de uso serem cantadas em verso e prosa pelos seus fãs, acredito que a longevidade do Model M se deva principalmente ao fato da indústria ter se mantido fiel ao chamado padrão de teclado de 101/102 teclas introduzido na época do lançamento do PC-AT em 1984 e que passou por poucas mudanças desde então.

Porém, o mesmo não pode ser dito da sua conexão com o PC feita por meio da porta PS/2 que, aos poucos está sendo eliminada dos desktops e placas-mãe mais recentes em favor da interface USB.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Até ai nada demais já que esse problema pode ser resolvido com o uso de um adaptador PS/2 para PC que podem ser divididos em dois grupos: os modelos “passivos” que simplesmente conectam fisicamente os terminais da tomada PS/2 para os contatos do plug USB e que, até onde sei, eles não são padronizados e originalmente acompanhavam teclados e mouses já projetados para funcionar tanto em PS/2 quanto USB, o que não é o caso do Model M.

Adaptador_USB-PS2_generico_passivo

Já os modelos “ativos” possuem um pequeno circuito integrado que converte em tempo real os sinais enviados do teclado PS/2 para o protocolo USB, o que faz dele uma solução mais universal. Porém, o que tem sido observado é que nem todos eles são compatíveis com o Model M, já que alguns se comportam de maneira errática, enquanto que outros simplesmente nem funcionam. Alguns relatos dizem que a relação de sucesso/fracasso desse acessório funcionar (ou não) no Model M gira em torno de 50%, o que faz com que a missão de achar um adaptador correto se transforme numa espécie de jogo de par ou ímpar.

Adaptador_USB-PS2_generico

Segundo o site www.clickykeyboards.com especializado na compra e venda de Model Ms, isso ocorre porque — devido a sua antiguidade — o Model M consome muito mais energia do que um teclado moderno (algo como 112 mA contra 1,2 mA), o que explica o comportamento errático/falha total de alguns desses adaptadores.

Isso foi observado pelo australiano John Szybowski numa página que ele publicou na web,onde além de descrever o problema, propõe diversas soluções que vão da simples instalação de dois resistores diretamente na plaquinha controladora do Model M, passando pela montagem de um adaptador caseiro

Adaptador_USB-PS2_caseiro

… e, é claro o uso de um adaptador pronto, sendo o mais conhecido deles um da Ziotek que pode ser encontrado na www.clickykeyboards.com pela bagatela de US$ 19,00 + postagem. Observo porém, que esse produto não é exclusivo do site (podendo ser encontrado em outras lojas) e a garantia que ele dá é que ele foi extensivamente testado em diversos PCs com resultados bastante positivos.

2482E

Curiosamente, essa engenhoca foi usada numa conversão de um Model M para porta USB (algo parecido pode ser visto aqui). Fora isso, ainda existe um projeto ainda mais sofisticado que transforma o model M num teclado bluetooth usando um Arduino Micro e um Bluefruit EZ-Key HID e outro de uma nova placa controladora com porta USB para substituir a do Model M.

Como sou meio preguiçoso, eu fiquei mesmo na procura de um adaptador ideal para o meu Model M e, depois de quebrar a cara com dois ou três modelos genéricos e até um de marca (bem furreca por sinal), descobri meio que por acaso num sucateiro na Santa Efigênia, dois modelos da Tripp-Lite modelo B015-000 que funcionaram maravilhosamente bem em todos os PCs e Placas-mãe que já passaram aqui pela Zumo-caverna e até antes disso durante minha longa carreira no PC World Test Center.

Tripp-lite_B015a

Ele pode ser encontrado por aqui no site da Expansys.com.br ou lá fora na Amazon.com.

E se alguém conhece alguma outra solução de hardware/software ou mesmo um adaptador que funcione bem no Model M, por favor compartilhe o seu conhecimento nos comentários abaixo.

Ainda em tempo:

Como já disse anteriormente, o Model M é um teclado muito fácil de ser limpo. Para isso basta remover os quatro parafusos de cabeça sextavada de 5,5 mm ou 7/32″ da sua base para retirar a sua capa superior e inferior. De fato, eu até deixo o meu sem esses parafusos, o que facilita a remoção de poeira e outros resíduos do seu interior.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

A parte inferior de plástico sustenta um chassis interno de metal que serve como base para o teclado. Isso em parte justifica o peso desse teclado (2,25 kg) o que o coloca entre os poucos equipamentos de TI da atualidade que pode pode ser usado como arma defensiva e/ou ofensiva contra zumbis e humanos mais exaltados.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

E como cada tecla possui uma espécie de sobrecapa com caractere/função gravado, isso também facilita em muito a sua limpeza, já que basta remover uma ou outra para fazer uma limpeza localizada ou todas e para uma faxina geral, deixando todas de molho em um balde com água + sabão em pó e enxaguando depois de algum tempo. Só não esqueça de tirar uma foto do layout para se lembrar aonde ficava cada capinha.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Agora uma característica bacana que eu nunca ouvi falar nem li em nenhum lugar é a presença de quatro aberturas na base desse teclado, que me parece ser um dreno para líquidos (uia!)

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Isso faz com que no caso de alguém derrubar algum líquido sobre o teclado, ele irá escorrer naturalmente para fora do mesmo. Uma solução por sinal que depois também seria adotado nos ThinkPads.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Legal, né?

 

 

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos