ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Com Eluga, Panasonic deixa Android à prova d’água

Em dezembro, a Panasonic prometeu lançar um smartphone com Android em 2012: é o Eluga, modelo ultrafino (7,8 mm de espessura) que começa a ser vendido na Europa em abril.

O Eluga (“elegant user oriented gateway“) vem com o básico dos Androids atuais: roda a versão 2.3 (com atualização para 4.0 prometida para a metade do ano), tem processador de 1 GHz dual-core, tela de 4,3” (960 x 540), 8 GB de armazenamento interno, câmera de 8 megapixels, suporte a DivX e GPS/Wi-Fi/acelerômetro. Pesa apenas 103 gramas e terá versões em preto e em prata.

Diferenciais do produto? Tecnologia NFC embarcada para pagamentos “sem toque”, funcionalidade de controle remoto para outros produtos Panasonic (TVs, Blu-ray players, câmeras digitais) e a funcionalidade “swipe and share”, que permite ver fotos e vídeos do aparelho em uma TV ou serviço online (pense em AirPlay, só que para Android).

O mais legal mesmo é o uso do padrão IP57 no smartphone, que garante proteção contra água (30 minutos submerso, em até 1 metro de profundidade) e poeira (75 micrômetros ou menos sem depósitos). Vale lembrar que os tablets da Panasonic também são protegidos contra água e poeira.

A Panasonic não informou o preço do produto, mas na época do anúncio do protótipo do Eluga a fabricante disse que a Europa seria a base de expansão de smartphones com expectativa de vender ~ 1,5 milhões desse modelo só em 2012 e 9 milhões até 2015. Interessante notar que ele deve chegar primeiro na Europa e só depois ao Japão.

Especificações completas no site oficial.

Mais fotos:

 

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • lindão, traços simples e design limpo, primeira vez q vejo um celular bonito da panasonic. alguma sorte de vir para terra brasilis? acho q é pedir demais para a Panasonic. :/

  • rubens

    Interessante, cpu OMAP4 – se fosse um Krait ou Exynos já começava a guardar as moedas :p – parece um bom substituto pro Defy.
    Borda fina e tudo mais.
    Pena que essa interface personalizada não inspira muita confiança. E a bateria…

  • Franciscobruno1

    Sera que a panasonic é uma htc da vida com o Brasil? Se for ela apenas tem a perder.

    • Gnechsizpe

      agente né?

  • Tobias

    "…1,5 milhões desse modelo só em 2012 e 900 milhões até 2015…"

    1,5 milhões para quase um bilhão em quatro anos?! 900 milhões? 1/7 da terra com esse celular?

    Essa informação está certa? Acho melhor darem uma revisada aí.

    • henriquem

      tá errado mesmo. a pana se confundiu nas infos: checando no original, é 9 milhões até 2015. tks!

      • mnagano

        Bom, o press release em japonês — depois de passado pelo Google Translator — fala em 900 milhões:

        ブランドイメージの向上を図り、2012年度ELUGAシリーズで海外販売150万台以上を目標に取り組みます。さらに今後は、今回の欧州を足掛かりにグローバル展開を進め、2015年度には海外市場でスマートフォンの販売台数900万台を目指します。

        "To improve the brand image, we will work to target overseas sales more than 1.5 million units in fiscal 2012 ELUGA series. In the future, to promote the global expansion of this foothold in Europe, in fiscal 2015 we aim to sell 900 million units of smartphones in the overseas market further."

        http://panasonic.co.jp/corp/news/official.data/da

        Mas pelo visto, o número certo parece ser mesmo 9 milhões, já que pelo que entendi da explicação abaixo 900 万 é algo como 900 x 10 mil = 9 milhões, algo parecido com os as "dezenas de centenas" (twelve hundred = 12 x 100 = 1.200) que os americanos falam tanto.

        http://answers.yahoo.com/question/index?qid=20100

        É… aprendi mais uma: não confiar em tradutores eletrônicos. 😛

  • Pingback: Com Eluga, Panasonic deixa Android à prova d’água | Geração Android()

  • TheoKS8

    Atualmente, todos os smartphones deveriam ser resistentes a água e a poeira. E a Panasonic não pensa mais no Brasil. As únicas coisas da Panasonic que eu tenho visto por aqui ultimamente, são as pilhas.

    • rubens

      Pelo menos para o consumidor final, os televisores de plasma continuam firmes e fortes.
      Só a disponibilidade que não é das melhores.

  • Leandro

    Esse modelo quando vi fez lembra da Sony.

  • Pingback: Panasonic cria player de mídia portátil e comunicador de mesa com Android - ZTOP()