ZTOP+ZUMO 10 anos!

Chrome OS: Acer, Asus, HP e Lenovo estão na lista do Google

chrome-caixa

Não é nada, não é nada… mas, no meio a tantas dúvidas em relação ao Google Chrome OS, o pessoal do Google divulgou mais uma nota rápida com uma informação importante sobre os parceiros de hardware e processadores do projeto.

Como eu já havia comentado, sem parceiros de hardware, o Chrome OS não será nada (e é algo que sua concorrente Microsoft sabe fazer muito bem: amarrar acordos de distribuição muito bem feitos). Asus, HP, Lenovo e Acer estão na lista de parceiros informada pelo Google na noite desta quarta-feira.

Update 09/7 (12h15): a lista foi atualizada e agora inclui também a Toshiba.

Além dos quatro cinco fabricantes de hardware propriamente ditos, o Google disse ainda que Freescale, Qualcomm e Texas Instruments também participarão do projeto Chrome OS – todas voltadas ao desenvolvimento de processadores (ARM inclusive) – e a Adobe, único nome em software na lista. De qualquer modo, essas empresas parecem ser apenas a ponta do iceberg de parceiros para o Chrome.

Vale lembrar que Toshiba, Qualcomm, Texas Instruments, Acer e Asus (além do Google, claro) são membros da Open Handset Alliance, que cuida do Android. E, nesse momento, estar em uma lista de parceiros não significa nada mais um breve aceno para a plataforma no futuro (muito menos fabricar produtos).

Ainda no post do blog do Google Chrome, a empresa ressalta que o Chrome será gratuito e que desenvolvedores terão mais informações em breve, além de recrutar novos engenheiros de software em vários locais do mundo para trabalhar no sistema operacional.

E, ainda no tema, se você entende bem inglês, leia o comentário do Fake Steve Jobs sobre o Chrome OS. No meio de muita coisa que vai te fazer rir tem bastante verdade…

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Bob1705

    Vai ser mais um linux, mas dedicado ao usuário dos produtos
    Google (Gmail, Docs, Google Maps, Gtalk, Chrome, etc.).
    Pode desbancar distribuições de linux respeitadas!
    Fedora, Suse, Ubuntu vão perder mercado, certamente!

  • Cicero

    Tem gente confundindo “suportar” com “fabricar”.

    http://computerworld.uol.com.br/negocios/2009/07/09/hp-asus-e-acer-desenvolvem-equipamentos-para-rodar-chrome/

    ou estou enganado?

    • @cicero você não poderia estar mais certo. o post do google não fala nada em “fabricação”

  • Marcio

    O Chrome OS tem grandes possibilidades no Brasil se e somente se a internet aqui deixar de ser artigo de luxo. Ainda há que se pensar na “excelente qualidade” dos serviços aqui prestados (Speedy e Velox estão aí para não me deixar mentir), pois, quando a internet ficar indisponível um, dois ou três dias, será o tempo em que se ficará praticamente sem sistema operacional, pois os recursos que o Chrome vai ter são todos on line. Por isso, prefiro ficar com meu Ubuntuzinho lá, bunitinho, de prontidão.

  • Edno

    O Linux não vai ser desbancado, amigo.
    Quem quer um sistema leve voltado pra internet, vai usar o chrome OS, quem quer um sistema robusto, vai usar Linux. Quem quer um sistema instável, usa windows. Windows vai perder mercado, sim, mas Linux não. Acredite.

  • Marcos Moraes

    e qual o mercado do linux???? não deve chegar a 5%….#OSFail….falar merda é fácil…vai desenvolver um OS para atender a Deus e o mundo e que seja 100% estável… nem o OSX é assim e nem o Linux (com uma fatia ínfima do mercado) é 100% estável….me poupe os xiitas do linux…

  • Danilo

    Caramba vocês falam como se o Chrome OS, fosse um sistema novo criado do zero e na realidade ele é baseado em Linux, podemos ate considera o Chrome como mais uma distribuição de Linux, Como Ubuntu, Slackware, SuSe ……

    Cada distro tem suas caracteristicas + todas a mesma raiz

  • Fernando

    Edno,
    A respeito do seu comentário “Quem quer um sistema instável, usa windows”…
    Instável o windows já “foi” sim, mas até a era do Windows ME.
    Acho que o que você disse é baseado no passado (aproximadamente 9 anos atrás).
    Todos sabem o quão estável e confiáveis são os atuais sistemas da microsoft.
    Já usei todos os famosos sistemas existentes, e particularmente o novo Windows 7, que ainda nem foi lançado, para mim é de longe o melhor deles para os meus propósitos atuais.

  • O Windows só vai perder mercado de fato no dia em que toda essa gama de softwares compatíveis com o Windows rodar nessas porcarias de LINUX, MAC OS e esse Chrome OS, como isso não vai acontecer vai tirando o cavalinho da chuva!!

  • Em relação a sistemas operacionais estáveis ou não, isso vai depender da aplicabilidade de cada um.
    Há uns 5 anos atrás eu gostava de usar o 98SE pra jogos, pois ainda existia alguns jogos que dependiam do DOS para jogar, coisa que no Xp só foi se resolver com o SP1 e olhe lá.

    O 7 e o Vista são muito superiores ao XP em vários quesitos, mas não chegam a ser 90% estáveis, e poucos sistemas são.
    Acho que comparar SO’s para nichos diferentes é inviável até porque são arquiteturas de softwares diferentes.

    Eu uso o 7 em dual boot com o Mac OS X 10.5.7 Hackintosh, claro que não uso ele como queria, pois jogos para ele em um Mac original é AINDA escasso, mas em navegação, segurança, estabilidade e robustez ele tem assim como todo sistema “Unix Like”.

    Que venha o Chrome OS mesmo que seja baseado em Web ou full, assim teremos mais opções e que a “soberania” da M$ não seja assim tão onipresente.

    Só espero que não seja mais do mesmo como essas várias distros baseadas no Debian e que estão aí só para um ou outro programador falar que programa para GNU/Linux. Nada contra elas, mas . . .

  • Cícero

    E tem gente que continua confundindo as coisas.
    Não bastasse todos só falarem do Chrome OS, ainda temos que ler coisas como “fabricante” de sistema operacional.

    http://computerworld.uol.com.br/tecnologia/2009/07/10/fabricante-do-ubuntu-avalia-anuncio-do-sistema-chrome/

    Agora só falta alguém talhar no machado uma suíte office.

    Espero que eu não seja o único incomodado com o nível das demais “fontes” de noticias tecnológicas.

  • Avelino de Almeida Bego

    O importante ao meu ver, serão os drivers que os fabricantes farão para o Chrome. Se o kernel for mesmo Linux, quem sabe tais drivers não possam ser usados por outras distros…

    Abraços.

  • BilGates

    TELEFONE AO Sr Duas Vacas (TUCOWS),

    Bill: “Muito obrigado por suas palavras.

    Realmente o sr deve ser bem atendido pelo Windows por todos os fantásticos programas que o sr usa.

    Em retribuição as suas palavras, nós da aliança pelo software fechado e pago, gostaríamos de incluí-lo numa lista especial. Para tanto, basta você no enviar seu nome completo, email, seu endereço, vossos números de séries do Windows e outros softwares que você tenha adquirido, incluido jogos”

    DUAS VACAS:
    “Números de série de tudo? HAMMMM”
    “Que nada nem uso computador….”

  • Pingback: ALMA REBEL » Blog Archive » Chrome OS: Acer, Asus, Toshiba, HP e Lenovo estão na lista do Google()

  • Eliezer

    o mais interessante da bote do Google é a ideia de um OS voltado para a internet e naum como o win que nasceu antes da internet quem que na vegar naum importa com corew, auto cad, photoshop etc ele que abrir um navegador e navrgar se o cra que fazer outra coisa alem de navegar ele compra um pc de mesa com uma tela de 22′ e uma maquina com 6 gigas de ram e 1 tera de hd e naum um AcerAspireOne de 512 de ram e 8gb ssd de disco, e se o fundo do ChromeOS for linux naum importa o que importa é a interface grafica isso é igual a celular é nokia s40, symbian, ou motorola com linux o que faz rodar naum importa e sim a interface grafica!!

  • Creio que a intenção do Google não seja mudara história do planeta, mas mudar parte dele, pois uma empresa como o google pode fazer frente com qualquer empresa, seja apple ou m$, eis os serviços feitos pelo google, que são sempre os melhores e sempre inovando, eis o gwt que é e está sendo uma revolução, eis o google wave que reune todos os serviços de conteudo em um só lugar(reader, opensocial, blog, twit etudo mais), eis o buscador, eis o gmail, e tudo mais que o google tem feito, eles não jogam para perder, eles não imitam como faz a m$, eles fazem acontecer, quando eles traçam uma meta, ja era.

    Mas claro, o argumento mais obvio sobre ter varias distribuições linux é q vc tenha N opções p resolver seu problema. Se vc quer HOJE um desktop melhor que o vista, use o ubuntu, se quer um server, faça como a nasa, suse enterprise.

    Não existe xiitismo nessa história, os caras simplesmente revolucionam sempre que criam algo novo, não são apenas aplicações toscas como o twitter que não tem utilidade alguma e tem 60% de taxa de rejeição, mas é o Google, simplesmente a marca mais valiosa do mundo em tão pouco tempo, da uma consultada no ranking.

  • Bruno Emanuel

    É incrível como o povo ainda engole marketing sem duvidar do que é vendido.
    Olha só, não é ser xiita. O caso é que o Linux, incomodou e ainda incomoda muito, pelo simples fato de ser tão, ou em muitos casos, mais confiável que outro.
    Mas não falando só disso. É bom lembrar que o que nos aborrece mais é o fato da empresa não respeitar seus usuários, lembrando a morte prematura do Windows XP – o qual só teve mais um service pack, do tamanho da instalação do mesmo, por causa de grandes empresas que bateram o pé. E agora mais uma morte de outro sistema, e que se dane quem pagou.
    Isso ninguém nota nem releva.
    O importante mesmo é que tenhamos liberdade de escolha, que possamos usar o sistema que nos convêm e que não sejamos tratamos como completos beócios.
    Por isso que venha o mais uma nova filosofia.
    Temos mercado para isso.

  • Daniel Gustavo Mocelin

    Acho que não é uma questão de rivalidade, mas de ampliar o leque de escolhas do usuário. Se o ChromeOS ajudar a reduzir o preço do Windows, já terá cumprido um grande papel no mercado de softwares. Inovação e competição só levam a melhorias, meus caros.

  • Rui Ogawa

    Uma vez um colega da faculdade disse que o Windows é muito barato. Eu discordei, e expliquei os motivos: 1º – só o Windows não adianta, você precisa de uma suíte de escritório. Ainda bem que temos o BrOffice.org, senão pode ir colocando a mão no bolso pra comprar um Office. 2º – Tente usar Windows sem anti-vírus, anti-spyware, etc… É um “mal necessário”? Tô fora. A memória RAM que comprei é para OS, não pra bancar anti-tranqueiras. Imagine que você compra um carro, e o vendedor lhe diz que o carro só funciona bem se você acelerar só até a metade, pois o resto da potência está comprometida com o sistema de proteção… 3º – Meu amigo disse que basta um “reboot” uma vez por semana nos servidores Windows que fica tudo ok. Fala sério, meus servidores nem sabem o que é reiniciar. 4º – Qual a periodicidade de atualização de bugs do Windows? Qualquer distro decente solta atualizações quase que diariamente. Bom, eu sinceramente admiro a competência do pessoal da Google em fazer coisas com alto nível de usabilidade. Podem ter certeza, vai dar o que falar! E isso é ótimo, quanto mais opções, melhor para o usuário. Se for Open Source então, melhor ainda!

  • Douglas Belmonte

    Bem pelo que tenho lido nos posts o google conseguiu mexer com o mundo. Pois se nos miseros usuarios e frequentadores desse blog estamos quase brigando imaginem os chefoes da MS e MAC.kkkkk

    Os caras do google devem estar rindo a toa. Ah e detalhe se eles anunciaram o SO é porque eles ja tem o SO na gaveta so esperando o momento certo para distribuir. Ate o final do ano todos nós estaremos usando e abusando do novo SO !!!!!Esperem pra ver.