ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

CES 2010: Intel e o celular com Moorestown, TVs com streaming do notebook

Quem apostou que os chips Clarkdale e Arrandale seriam os únicos grandes destaques da Intel na CES errou. Assisti ao keynote de Paul Otellini ontem à noite e me surpreendi com duas coisas: um celular da LG, GW990, com a plataforma Moorestown e a tecnologia Wireless Display.

Se o Google chama o Nexus One de “superphone”, o LG GW990 também é. Baseado na plataforma Moorestown para handhelds e smartphones, ela usa um processador Atom que aguenta reprodução de vídeo em HD com consumo eficaz de energia. O GW990 tem uma tela de 4,8″ com proporção 2.13:1 (1024 x 480) e roda o sistema operacional Moblin 2.1, baseado em Linux e feito pela própria Intel.

Na definição oficial, “combina o desempenho e as capacidades de internet de um PC com a mobilidade de um smartphone”. Diz a LG que é um aparelho 3G, já pronto pro LTE (uia!). A conferir, quando sair no segundo semestre de 2010.

O GW990 pode ser interessante, mas não é para agora. Já a tecnologia Intel Wireless Display me deixou babando – e começa a vender na semana que vem nos Estados Unidos. Em resumo: compre um notebook com a nova linha Intel Core i5 (modelos da Dell, Sony e Toshiba serão compatíveis no começo) e, com a ajuda de uma caixinha adaptadora da Netgear (à venda na BestBuy), você faz streaming sem engasgos de vídeos, fotos e música por Wi-Fi para a televisão, em alta definição.

A demonstração correu sem engasgos, e eu fiquei com um desejo extremo por um novo notebook piscando na cabeça. (o pessoal do AnandTech tem mais detalhes sobre o Wireless Display).

A caixinha da Netgear, chamada PTV1000 (vai custar US$ 99):

Entretanto, pra rodar o Wireless Display precisa de uma configuração bem poderosa:

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin