ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

CES 2009 – Cisco ataca com mediacenter sem fios

Sistema de home áudio sem fios da Cisco

Zumo na CES 2009 – Dia 1 – O evento para a imprensa da Cisco apresentava grande expectativa por parte dos jornalistas presentes. Em uma sala simples, comparada às demais, estava para acontecer uma apresentação que deixou a todos a pergunta: é a mesma Cisco?

A empresa já começou a coletiva anunciando o movimento de unificação de marcas, deixando a entender que Linksys e outras marcas que pertencem a empresa irão se fundir com a marca-mãe em algum momento futuro.

(Henrique comenta: eles vivem falando isso, e as duas marcas continuam até então separadas)

Na sequência, a notícia que o foco da Cisco para 2009 é o mercado de consumo, com soluções de integração de mídia (onde eu já ouvi isso antes? Vide os últimos 3 posts das coletivas anteriores), e soluções para aumento da rentabilidade de mídia digital (isso para provedores de conteúdo, claro).

O projeto chamado EOS é uma plataforma online de gerenciamento e venda de conteúdo digital, que pode ser facilmente customizada pelo dono do conteúdo. Com uma “cara” muito interessante e simples,  esse projeto já interessou a gigante Warner, que vem ajudando a Cisco com seu estúdio Atlantic Records.

Media Hubs da Cisco

Ainda na linha de mídia, a Cisco/Linksys anunciou um produto interessante: uma central de mídia com arquitetura aberta, ou seja, que você pode conectar em qualquer dispositivo, inclusive aqueles protegidos com DRM, e distribuir sua música através da própria central, ou por meio de um outro produto anunciado, o Wireless Home Audio (na primeira imagem lá em cima), que no seu kit completo possui desde dock para iPod até caixas sem fio e controle remoto com tela de LCD. A central de mídia é o Media Hub, que já vem com 500Gb de espaço no HD.

Essa é a mesma Cisco, aquela dos roteadores e responsável pela maior parte da infra-estrutura lógica de TI do mundo? Sim, é o que parece. Agora, é uma aposta interessante, consistente, mas em um mercado extremamente competitivo. Se a Cisco vai conseguir? Só o público e o tempo dirão.