CCE: TV com Atom, celulares e.. um NAS (!)

C

A CCE é a típica empresa brasileira que dá passos lentos, mas longos de tempos em tempos – mas, diferente de outro fabricante local, não são pretensiosos para falar que são líderes em coisas que não são. Lançaram a linha de computadores em 2006, depois de anos e anos produzindo eletrônicos, peças plásticas (incluindo para outros fabricantes) e embalagens de papelão reciclado.

O próximo passo é a área de celulares: aparelhos simples, com dois SIM cards, com algum tipo de suporte a TV (digital ou analógica) que devem vender que nem pãozinho quente no varejo. Mas isso não deixa outras ideias bacanas de fora, como o televisor acima, chamado TV+ com processador Intel Atom, e até mesmo investir na fabricação de um servidor NAS (sério!).

A TV+ é um dos frutos da parceria com a Intel. Tem um processador Atom, roda uma variante de Linux desenvolvida pela própria CCE (note os ícones de Firefox, Skype e Facebook no canto esquerdo da tela acima, assim como uma janela do browser, um espaço pro Twitter e uma lista de amigos do MSN), mas, segundo a empresa, pode ter, em 2011, uma versão com Windows.

Acompanha um teclado e mouse – só que como era um protótipo ainda, o produto final, nos formatos de 32″ e 42″, pode vir com um teclado com touchpad, mais fácil de usar do sofá. E ainda estudam se a TV terá HD interno ou não, assim como suporte a um HD externo. Preço estimado? querem no valor de uma TV convencional do mesmo tamanho – uns R$ 1.500, nas palavras de Rogério Fleury, diretor de projetos da CCE Info, que apresentou a nova linha de produtos.

Além da TV+, Fleury demonstrou os novos celulares da marca CCE Mobi. Não deram mais detalhes sobre os modelos, mas deu a entender que ao menos dois aparelhos terão tela sensível ao toque, e todos serão compatíveis com dois SIM cards. Estratégia no alvo: antes comprar um aparelho fabricado aqui, homologado pela Anatel, com garantia e assistência técnica, a um MPX comprado no camelô, certo? A CCE planeja preços entre R$ 299 e R$ 499, mas aparelhos com Android estão no mapa para 2011. A conferir.

Finalmente, a CCE – novamente na camaradagem com a Intel – mostrou um protótipo de servidor NAS. É, talvez, o maior desafio deles: convencer o varejo de que ter um produto conectado, com dois ou quatro HDs, em casa, é um bom negócio. Se não der certo, a CCE quer vender seu NAS pro mercado SMB, que também precisa desse tipo de produto. Mas fica pro final do ano, ou até mesmo ano que vem.

Uma enorme galeria, finalmente, das coisas bacanas que vi lá na CCE:

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos