ZTOP+ZUMO 10 anos!

Buscapé vai atrás dos wikis

w2b.jpg

Tenho uma teoria de que o Buscapé, aos poucos, se torna um grande portal de conteúdo destinado a compras – sem vender nada, mas sempre redirecionando para os vendedores (e criando novas experiências para o cliente). Eles já investiam em conteúdo próprio em guias de produtos e agora começam a contar com a ajuda do conhecimento do seu cliente e consumidor no projeto Wiki2Buy.

Como o nome já diz, é um site colaborativo construí­do com a plataforma MediaWiki, a mesma da Wikipedia. O conteúdo dentro da Wiki2Buy se diz “especí­fico sobre produtos, serviços, empresas e tudo que seja relacionado a uma tomada de decisão de compra”, aberto a qualquer um que se sinta com vontade de colaborar.

Os primeiros guias no ar do site foram feitos em parceria com alunos de jornalismo da Fundação Cásper Lí­bero (leia-se estagiários, ok?). Resta saber se o internauta brasileiro tem interesse em completar o trabalho de uma empresa privada como o Buscapé – a idéia é boa.

Ao menos pode ser um ponto de referência para alguns desavisados que chegam por meio de buscas a este Zumo (e muitos outros sites jornalí­sticos) perguntando se eu vendo os produtos sobre os quais falo :).

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

  • Oi Henrique,

    O Buscapé esta copiando um site inglês, que faz muito sucesso, chamado HotDeal UK, onde pessoas colocam ofertas que aparecem em todo Reino Unido.

    De uma olhada no site,
    http://www.hotukdeals.com/main.html

  • Na verdade, existem outras iniciativas, como o tuangr, exatamente neste sentido: avaliar produtos. Não sei porque não pega. As avaliações dos clientes, p.ex, no Submarino já me salvaram a pele algumas vezes…
    A gente precisa é de Jeff Bezos aqui.