ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

BRIX: o NUC da Gigabyte chega ao Brasil

Batizado de BRIX, o desktop ultracompacto da Gigabyte pode vir equipado até com um chip Intel Core i7 de 3,1 GHz.

A Gigabyte mostrou esta semana sua nova linha de placas-mãe topo de linha, todas anunciadas  durante a última Computex em Taiwan. Como de costume, modelos cheios de recursos que fazem a alegria dos entusiastas em geral…

Gigabyte_NUC_boards

… incluindo alguns bem curiosos como um sistema de refrigeração para o chipset/reguladores de voltagem da Gigabyte Z87X-OC Force já preparado para receber refrigeração a água  …

Gigabyte_NUC_water_cooling

… ou o sistema de som da G1.Sniper 5 ,com chip amplificador de som que pode ser substituído pelo consumidor…

Gigabyte_NUC_sound

… por outros modelos (que podem ser adquiridos como um opcional), ajustando assim a qualidade do som de acordo com o gosto pessoal de cada um.

Gigabyte_NUC_sound2

Porém o que nos chamou a atenção foi o anúncio de que a companhia está trazendo para o Brasil o BRIX, seu desktop ultracompacto inspirado no projeto NUC na Intel.

NUC_Clayton

Para quem nunca foi apresentado, o NUC é o diminutivo carinhoso de Next Unit of Computing, o primeiro produto do pessoal de Santa Clara baseado na sua nova plataforma Ultra Compact Form Factor (uCFF) voltada tanto para uso geral quanto aplicações dedicadas como terminal de consultas, sistemas de sinalização eletrônica, computação embarcada (embedded) e até entretenimento doméstico.

Mas o BRIX da Gigabyte não é uma simples cópia do modelo de referência da Intel e sim um produto com alguns toques pessoais. O modelo apresentado foi o GB-XM11-3337 equipado com um processador Intel Core i5-3337U de 1,8 GHz (~2,7 GHz no modo turbo) com chipset HM77 e aceleadora gráfica Intel HD 4000. Ele conta internamente com dois slots para pentes de memória SODIMM DDR3 de 1.333 / 1.600 MHz (máx. 16 GB), um sloto PCIe-mini para cartão Wi-Fi e um slot mSATA para disco SSD.

NUC_overall

Com relação as portas de E/S, ele vem equipado com duas portas USB 3.0 (uma na frente e outra atrás), uma HDMI, uma DisplayPort Mini, porta Ethernet RJ45, entrada de força de 18 volts e slot para trava antifurto padrão Kensington:

NUC_back

Seu gabinete mede 10,8 x 3,0 x 11,5 cm (LxAxP) e já vem com um suporte para monitor compatível com o padrão VESA de 75 x 75 ou 100 x 100 mm:

Gigabyte_NUC_monitor

Observe que não citamos quantidade de memória nem de disco porque o produto é vendido na forma de “Barebone PC” ou seja,  fica por conta do integrador ou do usuário final, adquirir a memória e o disco SSD da sua preferência e fazer a montagem final o que permite configurar um sistema que atenda melhor as suas necessidades e/ou orçamento. De fato, a Gigabyte já anunciou pelo menos quatro versões do BRIX para atender diferentes níveis de preço e desempenho, desde um modelo simples com Celeron de 1,8 GHz até uma versão com Core i7 de 2,0~3,1 GHz.

Gigabyte_NUC_specs

Segundo Ivan Felix diretor de vendas da Gigabyte Brasil, apesar da sua unidade de negócios focar em placas-mãe, eles fizeram questão de trazer o BRIX porque eles acreditam que existe uma demanda local para um desktop ultracompacto, principalmente no que se refere a sua facilidade de logístca.

Por exemplo, no caso de um BRIX der problema em uma filial localizada em uma outra cidade ou mesmo em outro estado, basta colocar um novo na caixa e despachá-lo pelo correio. Sob esse ponto de vista, ele leva vantagem sobre outras soluções como um notebook ou mesmo um All-in-One, conclui o executivo.

Clayton Faria gerente de produtos (e chapa deste ZTOP) comentou que a idéia é de apresentar o BRIX para seus parceiros locais e que estes fariam a integração final e a distribuição do produto. Assim, pode ser que ele chegue ao mercado com outra marca que não seja Gigabyte. E também por causa disso, ele não pôde precisar quando ele chegará de fato ao mercado e a que preço, já que isso também depende da quantidade de memória/disco instalado.

E com relação ao desempenho? Por se tratar de um sistema baseado no mesmo processador de baixa voltagem usado nos Ultrabooks da Intel,  acreditamos que seu desempenho deve ser o mesmo desses portáteis ultrafinos. De qualquer modo conseguimos dar uma olhada no índice de experiência de um BRIX equipado com um processador Core i5 4200U de 1,6~2,6 GHz +4 GB de RAM  que estava ligado numa demo:

Gigabyte_NUC_experiencia

Sim, a imagem está horrível, mas o que vale aqui é a informação né?

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.