ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Bônus Review: AMD Phenom x4 9850

Ao terminar a análise do AMD Phenom x3 8750, a AMD me enviou o Phenom x4 9850 de 2,5 GHz, o mais novo quad-core da empresa. Como não tinha desmontado a configuração usada no review anterior, testar mais um processador seria algo rápido e ligeiro. Então, lá vamos nós…

Assim como o x3, o Phenom x4 9850 faz parte da revisão mais recente desse produto – o chamado B3 – produzido no processo de 65 nm, clock de 2,5 GHz e envelope térmico de 61ºC /125 watts. Uma comparação mais completa pode ser encontrada aqui.

A metodologia de testes foi a mesma usada no x3 8750, de modo que não vou entrar nesses detalhes. Logo vamos ao que interessa:

Como era de se esperar, o desempenho do quad-core da AMD foi sempre superior aos dois Athlon 64 x2 testados anteriormente, mas o mesmo não pode ser dito do x3 8750, já que alguns resultados ficaram abaixo do x4 9850, em especial no PCMark 2005 e no Sysmark 2007.

Uma pista do que pode ter acontecido pode ser observado nos resultados vistos no í­ndice de experiência do Windows Vista, onde vemos uma vantagem apenas na capacidade de executar cálculos por segundo (5,9 contra 5,5) e resultados praticamente idênticos nos outros itens, ou seja, o ganho real na configuração testada ficou apenas no processador (duh!).

A impressão que fica é que o ganho com o uso do x4 variou de acordo com a capacidade dos programas de teste em tirar proveito dos núcleos adicionais. Um bom exemplo foi a diferença dramática no 3DMark 2006 (1.226 contra 931), mais de 30% de ganho, o que não é pouco num sistema com ví­deo integrado.

No geral, estou achando que, no final das contas, o Phenom x3 não é um chip tão inferior quanto esperava. Acredito que o x3 seja uma opção mais interessante para aplicações do dia-a-dia – oferecendo ganhos reais se comparado aos Athlon 64 x2 – enquanto o Phenom x4 seria mais direcionado para entusiastas e gamers.

Acredito que precisaremos retornar a esse assunto em testes futuros para termos uma opinião definitiva sobre esse processador. Então fiquem ligados!

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Leonan

    Para o teste ficar mais completo ao meu ver poderia acrescentar jogos com velocidade da cpu em stock e com over.

  • Daniel

    a AMD tinha que ter aproveitado o embalo dela qndo roubava mercado da Intel… anos em que a Intel se viu menos poderosa e onde a AMD se fortaleceu monstruosamente…

    de poucos anos pra cá, o mercado voltou ao “normal” já que a Intel retomou as rédias do mercado e a AMD por pura incompetência, não consegue acompanhar tecnologicamente a Intel…

    lastimável.