ZTOP+ZUMO

Gadget retrô do dia: Bicicleta elétrica Yamaha 0±0

Yamaha_O_plus_minus_O_intro

O 0±0 (Zero plus/minus Zero) é movido pela energia elétrica gerada pelo próprio condutor, aliviando assim a conta da luz.

No início deste ano, a Yamaha do Japão participou da Bienal Internacional de Design de Saint-Etienne expondo uma série de produtos conceituais que fazem parte do Projeto AH A MAY cujo tema é “Motos concebidas por designers de instrumentos musicais” e “Instrumentos musicais concebidos por designers de motos“, num intercâmbio de idéias entre as duas “Yamahas”.

Project_Ah_a-May

Dentre os diversos projetos apresentados, para mim o mais curioso é o 0±0 (Zero plus/minus Zero) uma bicicleta elétrica com visual retrô, cujo nome vem da idéia de que a bateria que move o seu motor assistido é recarregada pela própria bicicleta. Na “teoria”, ela gera a mesma energia que consome (zero mais ou menos zero).

O_plus_minus_O_overall_l

Para isso ela possui uma base de recarga, cuja energia é gerada pelo movimento da sua roda traseira que assim funciona mais ou menos como uma bicicleta ergométrica. Desse modo, o condutor faz o seu saudável exercício diário no aconchego do lar e transforma parte das calorias queimadas em energia elétrica que vai ajudá-lo no dia seguinte a superar aquela “subidinha marvada” que judia de você no caminho da escola ou do trabalho.

O_plus_minus_O_recharge_unit_l

E tem mais, a bateria também pode ter outras utilidades como acender lâmpadas ou animar festas com um violão elétrico (da Yamaha é claro!)

Yamaha_O_plus_minus_O_bateria

Segundo a fabricante, essa bike (concebida por José Gonzalez do laboratório de design da Yamaha Corp.) tem como objetivo sugerir um estilo de vida mais positivo no que se refere à geração e consumo de energia.

Legal né?

A seguir mais dois produtos-conceito do projeto Ah A MAY: A moto ” ” (Root) cujo selim evolvente simula o dorso de um cavalo evocando assim um senso de unidade entre homem, máquina e natureza…

… e o Fujinuma marimba para duas pessoas (sentadas como numa moto) inspirada no Deus do Vento da religião Xinto:

Mais informações aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.