AutorRenata Mesquita

AquaSense da Electrolux é filtro de água portátil e rápido

A

Eis um produto que a Electrolux podia lançar logo no Brasil (e também mandar alguns a preços bem amigáveis para as populações que não possuem água potável): a jarra filtro de água AquaSense, que filtra 1,2 l em cerca de um minuto – acredite, isso é um bocado rápido – que a empresa mostra na IFA 2012.

Para quem é adepto de comprar água em garrafões ou garrafas, a jarra é uma forma de se ter água filtrada fresca a todo o momento. Para quem usa outros tipos de filtros, a vantagem está na rapidez do processo ou na facilidade da troca do filtro, que aqui na Europa é vendido em pacotes com três ou seis unidades. Basta puxar o velho pela aba e encaixar um novo.

A AEG Electrolux diz que desenvolveu o produto após identificar que os consumidores tinham um certo problema para encontrar água realmente pura – ou totalmente sem gosto – para beber ou cozinhar, ou então que o processo de filtragem disponível (incluindo a fervura) era tão lento que dava até para tirar um cochilo.

Lembre-se que, em muitos países, as pessoas bebem água diretamente da torneira da cozinha ou do banheiro. Claro que essa água é tratada, mas pode também ter uma cor esquisita e um gosto nem sempre agradável, seja pelo excesso de minerais (a da Alemanha mesmo tem muito cálcio e de magnésio, o que dá a ela um sabor bem forte e provoca manchas nos eletrodomésticos e queda de cabelo), metais (como o cobre), pesticidas e outros aditivos.

A tecnologia de filtragem PureAdvantage foi desenvolvida em parceria com a 3M e promete acabar totalmente com o odor e o gosto da água e também com todos os elementos citados mais acima. A AquaSense tem versões para 1,2 l e 1,6 l (1,6 l e 2,3 l, respectivamente, se você tirar o filtro para usar como uma jarra normal) e em várias cores. Cada filtro dura, aproximadamente, 150 litros.

Stylies Atlas, um umidificador de ar pra chamar de seu

S

Há 48 dias não chove em São Paulo e a venda de umidificadores de ar explodiu. Este ZTOP mesmo já comprou o seu – mas isso não nos impediu de ficar de olho comprido em um modelo descoberto na IFA 2012: o Stylies Atlas, da tcheca Coplax.

O produto é bem básico: um suporte portátil com encaixe para garrafa de água e um motor que transforma essa água em vapor. Se o dia estiver  muito seco, você pode deixar no máximo e encher o ambiente de fumaça, ou pode deixá-lo trabalhando em potências menores, sempre ligado a uma tomada. Imagina uma baia fresquinha!

Como dá para ver nas fotos, o Stylies Atlas solta bastante vapor. Ele suporta garrafas de até 1 litro (mas aí precisa puxar os pezinhos dele para aumentar a área de apoio). Na configuração meio litro de água + potência máxima, você consegue quatro horas de fumaça.

O Stylies Atlas pesa 182 gramas, é silencioso, vem com bolsa para transporte e – olha só – adaptador universal de tomadas para ser levado a qualquer canto do mundo (o padrão europeu de tomadas se encaixa no nosso tridente do capeta, certo?)

O mini-umidificador de ar pode ser comprado online, pelo preço sugerido de 49 euros (uns R$ 135), nas cores verde, preto, amarelo ou branco.

Gadget do dia: vassoura-robô Power Robot

G

Depois da onda dos aspiradores-robô, está de volta a simplicidade – com um pouco de tecnologia, claro. O Power Robot é uma vassoura-robô da Leifheit que varre a sua casa sem interferência humana e vai custar bem mais barato quando for lançado (na Europa), em janeiro: 50 euros (uns R$ 125, contra os mais de R$ 2.000 dos aspiradores). (mais…)

Samsung afina (mais) as geladeiras

S

Nos últimos anos, a Samsung vem dedicando boa parte de seus esforços, na área de eletrodomésticos, a fazer mais alimentos caberem nos refrigeradores sem ter de aumentar seu tamanho externo. Até agora, essa tecnologia recebia o nome de Ecoslim. Na IFA 2012, ela foi batizada como SpaceMax e reduz a largura das paredes da geladeira de 4,5cm (tamanho convencional) para 3cm.

O resultado é que, enquanto na geladeira Samsung tradicional você podia guardar 1831 pedaços de queijo, nas novas você guardará 2142 pedaços, incluindo grandes queijos inteiros e redondos. Brincadeira, não é apenas para encher o refrigerador de queijo – esta foi apenas a forma bem humorada que a fabricante usou para ilustrar, no evento, o aumento de capacidade obtido com as paredes mais finas.

Na linha equipada com SpaceMax, os refrigeradores da Samsung passam a contar com 400 litros de capacidade (615 litros no caso dos modelos Side-by-Side e 520 litros nas French Door com freezer do tipo gaveta na parte de baixo da peça, facilitando o acesso aos alimentos mais consumidos). Isso com as mesmas dimensões externas.

As demais tecnologias de economia de energia (motor Inverter) e refrigeração (Twin Cooling, sistemas independentes para o freezer e para o refrigerador, que não deixa o ar seco do freezer entrar na área úmida da geladeira e evita mistura de odores) são mantidas na linha 2012 da fabricante.

Philips: “moth eye” tira reflexos da TV

P

Enquanto a concorrência mostra TVs enormes e com 4K (aquiaqui), a Philips foca em tecnologias mais “pé no chão” (leia-se: um pouco mais acessíveis) durante a IFA 2012, baseadas no aperfeiçoamento da imagem. O destaque fica para o Moth Eye, filtro que tira o reflexo da tela.

“Ainda investimos muito em tecnologia, mas não em coisas ‘exóticas’ como 4K ou OLED (nota do editor: ou a Cinema TV?). Isso a gente investiga nos bastidores. Não, não vamos ter 4K este ano”, comentou Danny Track, diretor de estratégia e planejamento de produtos da TP Vision/Philips, em encontro com jornalistas de todo o mundo.

Moth Eye

Ao contrário do Olho de Gato, o Olho de Mariposa é conhecido por não refletir a luz. Inspirada nele, a empresa colocou uma quarta camada na tela CF da nova linha 9000 series que faz exatamente esse papel – a luz “bate e volta”, e os demais elementos do ambiente aparecem apenas de forma opaca, sem interferir no que se está assistindo.

Na imagem lá de cima, por exemplo, havia uma projeção sendo feita na parede oposta onde as TVs estavam ligadas. O modelo da esquerda é uma 9000 series com Moth Eye; o da direita, uma 8000 series TFT LCD. Veja como a projeção não brilha na tela da esquerda e como mal se pode notar a luz acesa. Esse é o efeito esperado da Moth Eye, também em ambientes com pouca luz.

Segundo Danny Track, a tecnologia oferece contraste 10 vezes maior, comparado a telas TFT LCD normais. No entanto, ainda é bastante cara, o que significa que vai demorar um tanto para a empresa expandir o uso deste filtro específico para outros modelos e linhas.

Micro Dimming Premium e Improved Bright Pro

Outra novidade da série 9000 é o Micro Dimming Premium, que também pode ser encontrada em alguns modelos de TV da LG, Samsung e outras marcas. É um sistema de segmentação dos LEDs, que aumenta o contraste ao permitir que cada segmento de luz possa ser acendido ou apagado individualmente. Cada segmento da tela pode ter sua própria configuração de pixels ligados e desligados. O resultado é que o branco fica mais brilhante e as áreas escuras da imagem, ainda mais escuras, como no comparativo abaixo:

Em 2011, a TP Vision dobrou a taxa de contraste de suas telas. Agora, com a tecnologia Improved Bright Pro, a marca triplica esse valor, chegando a 15 000 000:1 em contraste dinâmico, comparada a uma TV de LED convencional. Esse sistema (aliado ao Micro Dimming) aumenta o brilho das partes claras da imagem, chegando a 1500 nit, enquanto as áreas escuras ficam mais “pretas”, ou “de um preto mais profundo”, como eles falam. A imagem acima também é uma mostra disso.

Outra melhoria é o contraste local, que utiliza algoritmos para avaliar em tempo real as imagens e identificar as áreas escurar, preservando-as. Como se vê na imagem abaixo, isso serve para equilibrar a iluminação em toda a área da tela, evitando regiões embaçadas.

Segundo Track, a 9000 series da Philips inclui ainda várias tecnologias para a redução de ruídos, aumentando a acuidade visual e evitando “sujeiras” e “tremedeiras”, mesmo nas imagens em 3D. “Os objetos podem se mover rapidamente em cena sem perder seus detalhes verticais. A experiência é mais relaxante para o consumidor”, explicou o engenheiro. Isso sem falar em uma nova palheta de cores que visa proteger os tons de pele, que “não devem ser melhorados mas, sim, serem mantidos o mais naturais possível.”

Ainda não há previsão de lançamento para a serie 9000 no Brasil, mas a TP Vision/Philips faz dois grandes lançamentos locais em TV: em março e em setembro. O que se pode dizer, com certeza, é que esse mês não chega.

Gadget do dia: HyperDrive iUSBport

G

Fazer um HD externo, pen drive, cartões de memória ou media center conversar com seu smartphone ou tablet via rede Wi-Fi é o que faz o HyperDrive iUSBport, anunciado na IFA 2012. “É a porta USB que falta no seu iPad, iPhone e Android”, diz o panfleto distribuído pela fabricante Sanho Corporation no evento.

A ideia é que o conteúdo disponível em dispositivos de armazenamento possa ser acessado por qualquer outro gadget com Wi-Fi. Segundo a empresa, dá para, por exemplo, fazer o streaming de três diferentes filmes em alta definição para três smartphones diferentes, ou fazer um troca-troca de vídeos, fotos e músicas entre oito dispositivos simultaneamente.

E não precisa de internet pra fazer isso, pois o iUSBport é um roteadorzinho que cria sua própria rede sem fio de 480 Mbps em Wi-Fi 802.11 b, g ou n. Basta o uso de um app gratuito – e ele também opera com aplicativos de FTP, DLNA e outros protocolos de comunicação de dados.

Como é um dispositivo pequeno e leve (109 g) com bateria recarregável, dá para levar para onde for. Ele também se conecta a redes Wi-Fi existentes para compartilhar arquivos com outros equipamentos ou para liberar o upload dos seus arquivos para serviços de armazenamento na nuvem, como Dropbox, Flickr ou YouTube.

Curiosidade: há exatos dois anos, a Apple processou a Sanho Corporation, alegando várias quebras de patentes. O processo envolvia, principalmente, o uso dos conectores de 30 pinos na linha HyperMac, feita para funcionar com… gadgets da Apple. A linha HyperMac tinha até baterias extra pros MacBooks e hoje se chama HyperJuice.

Na loja virtual HyperShop, o iUSBport terá o preço sugerido de US$ 99,95, assim que for lançado. Ele será vendido também na Amazon.com e outros comércios online de eletrônicos.

Gadget do dia: Wi-Fi Plant Sensor

G

Você é do tipo que mata até cacto? Na sua casa, só entra planta de plástico? Já afogou uma samambaia? Gostaria que suas orquídeas pudessem falar? Seus problemas acabaram! A start-up suíça Koubachi tem o produto ideal pra você: o Wi-Fi Plant Sensor.

(mais…)

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos