Gadget do dia: Asus Transformer Book T100TA

G

Da série “gadgets bacanas que finalmente chegam ao Brasil”, é a vez do Asus Transformer Book T100TA, um dois-em-um já produzido no Brasil e que roda Windows 8.1.

E o que tem de legal nele? Um processador Intel Atom Z3775 “Bay Trail” um SoC quad-core de 1,46~2,39 GHz + 2 MB de cache L2 que é mais eficiente que versões anteriores do Atom “Clover Trail” e uma tela LCD IPS de 10,1″ (1.366 x 768 pixels) destacável e sensível ao toque, que transforma o T100 em um tablet.

É o conceito dos velhos e bons Transformer com Android adaptados pro mundo Windows.

O produto vem também com pacote Microsoft Office 365 Personal integrado por um ano. A Asus diz que o T100 foi um sucesso de vendas nos EUA e na Europa desde o final de 2013  e eu — de micro-férias ano passado por lá — vi anúncios do híbrido em tudo que era lugar em Paris :P.

asus transformer t100 - 5

É uma máquina fina (24,45 mm com o notebook fechado) e leve (1,15 kg, sendo 55o g do tablet + 600 g do dock). Tem uma porta USB 3.0 na base do teclado  e no tablet, uma saída micro HDMI, um conector micro USB 2.0 e conector para fone/microfone (padrão 3,5 mm).asus transformer t100 - 1

O tablet tem 32 GB de armazenamento interno, expansível por meio de um slot micro SD (até 64 GB) e mais  500 GB do HD na base com teclado chiclet. Completam o pacote conectividade Wi-Fi (b/g/n) + Bluetooth 4.0 e uma câmera frontal de 1,2 megapixel. A bateria tem duração estimada em 11h (!!!) e o produto tem bateria somente na tela — não no teclado — e recarrega via porta micro USB.

Pelo processador + armazenamento (e 2 GB de RAM), não chame o T100 de netbook (isso fica pra outros produtos da marca, como o novo-e-barato eeeBook X205, que duvido que venha pro Brasil algum dia – mais por restrições de mercados de entrada da Microsoft).
asus transformer t100 - 2

O Transformer T100TA, de acordo com a Asus, já está à venda no varejo pelo valor sugerido de R$ 1.699.  [Asus]asus transformer t100 - 3 asus transformer t100 - 4

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos