ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Asus Fonepad, o tablet-telefone, chega ao Brasil

A Asus anuncia hoje o lançamento do tablet Fonepad no mercado brasileiro. É o primeiro tablet com processador Intel Atom rodando Android 4.1 a ser lançado por aqui – já vimos esse dispositivo em fevereiro durante o Mobile World Congress.

O Fonepad usa um chip Intel Atom Z2420 (codinome “Lexington“) de 1,2 GHz (single-core) e usa a mesma tela HD (1200 x 800) IPS  de 7″ do tablet Nexus 7. Diferente do irmão bancado pelo Google (e que nem foi lançado no Brasil, no fim das contas), o Fonepad tem câmeras frontal e traseira (1,2 e 3 megapixels, respectivamente) e entrada para cartões de memória (padrão microSD).

Seu nome FonePad se deve ao fato de ele ter funções de telefonia, além da conectividade 3G/HSPA+ (nada de 4G por enquanto). Não confundir o produto com o Asus PadFone, que também roda Android, mas é um híbrido de tablet e smartphone e que não é vendido por aqui.

O armazenamento do FonePad fica com opções de 8 GB ou 16 GB nas cores Titanium Grey (cinza) e Champagne Gold (prata) no acabamento metálico traseiro (bem firme e sólido, por sinal). Note nas fotos que o aparelho não tem botões físicos na frente, somente ao lado para ligar/desligar e controlar volume. A Asus tem uma lista com as especificações completas em seu site.

Seu preço sugerido desbloqueado é de R$ 1.099 para o modelo de 16 GB no varejo. O aparelho não será vendido em operadoras por enquanto, de acordo com a Asus.

O Fonepad é o segundo tablet emergente a ser vendido pela Asus no Brasil neste ano: o MeMo Pad, sem recursos de telefonia, com chip VIA e tela de resolução menor, já está nas lojas pelo valor sugerido de R$ 699.

É interessante observar o interesse crescente da Intel no mercado de dispositivos móveis e o preço (ainda) razoável que esses produtos são lançados no Brasil. Ano passado, a Intel lançou por aqui o Motorola RAZR i, também com uma versão de processador Intel Atom e um dos favoritos deste ZTOP em smartphones intermediários.

Galeria de fotos (clique para ampliar):

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin