ZTOP+ZUMO

Acer anuncia o sucessor do Aspire VX e primeiro Predator montado no Brasil

O Acer Aspire Nitro renasce como um notebook gamer que também pode ser usado em casa ou no escritório.

No meio desta semana, a Acer do Brasil reuniu alguns jornalistas no seu escritório em Alphaville para falar sobre alguns de seus novos lançamentos para o início deste ano, em especial no segmento gamer.

A empresa diz que o crescimento nas vendas foi significativo no ano passado, inclusive no número de unidades vendidas, o que não deixa de ser uma mudança de paradigma, especialmente para um mercado onde o retorno costuma vir mais do valor agregado e do prestígio associado ao produto do que volume propriamente dito.

De um certo modo, essa reviravolta teve início no ano passado quando a Acer lançou o Acer Aspire VX 15, seu primeiro notebook gamer montado no Brasil e que oferecia uma boa experiência de jogo numa faixa de preço mais atraente que os modelos da linha Predator (importados até então e bem mais caros), atingindo assim um público bem mais amplo.

O interessante é que a própria Acer percebeu que, apesar das boas vendas do VX, havia uma oportunidade para introduzir um produto ainda mais atraente e próximo da linha Predator, de modo que ela lançou um novo modelo que vai substituir o VX a partir deste ano, o Acer Aspire Nitro 5:

Para quem não sabe, a série Nitro V chegou ao Brasil em 2015 junto com os primeiros Predator com a proposta era de oferecer para o mercado um notebook com o mesmo DNA e nível de desempenho dos modelos para gamers, porém com um visual bem mais comportado de modo que ele poderia ser usado em qualquer lugar sem chamar muito a atenção:

Só que o que a Acer fez neste caso foi reformular o visual desse produto para um estilo mais “gamer” encaixando-o assim na mesma proposta do Aspire VX:

Note também que para romper (um pouquinho) com o passado, o produto também passa a se chamar Nitro 5:

Vale a pena ressaltar que apesar desse novo visual, o Nitro 5 continua a ser uma proposta interessante para uso profissional — em especial para criadores de conteúdo — que precisam de um equipamento portátil capaz de realizar tarefas de processamento intensivo como editar vídeos e imagens, renderizar em objetos em 3D e até jogar nas horas vagas.

Esse comportamento também foi observado pelo pessoal da Acer, já que ela notou que alguns usuários do Predator estavam utilizando seus equipamentos também para trabalhar — o que também não deixa de ser outra mudança de paradigma — já que o consenso nos dias de hoje é que os usuários de notebooks só desejam modelos leves e finos com looooonga duração de bateria.

Com relação as suas especificações técnicas, no geral o Nitro 5 vem equipado com tela LCD LED com tecnologia IPS de 15″ com resolução Full HD e processador Intel Core ix de sétima geração do tipo HQ, que são chips quadcore de maior desempenho porém de maior consumo (45 watts). Sua aceleradora gráfica é uma GeForce GTX da série 10xx com 4 GB de NVRAM GDDR5, até 16 GB de RAM e disco rígido convencional de 1 TB etc.

Inicialmente a Acer irá oferecer o Nitro 5 em duas versões: O modelo AN515-51-50U2 equipado com processador Intel Core i5-7300HQ de 2,5~3,5 GHz, aceleradora GeForce GTX 1050 e 8 GB de DDR4 com preço sugerido de R$ 4.999

… e o modelo AN515-51-75KZ equipado com processador Intel Core i7-7700HQ de 2,8~3,8 GHz, aceleradora GeForce GTX 1050ti e 16 GB de DDR4 com preço sugerido de R$ 5.999:

O Nitro 5 também será montado no Brasil e irá com o tempo substituir o VX que ainda continua no mercado até o fim dos estoques.

Outra grande novidade também revelada pela Acer é que ela também vai começar a produzir localmente o seu primeiro modelo da linha Predator, o Helios 300:

Se comparado com o Nitro 5 com core i7 dá para notar que existem algumas semelhanças tanto no seu visual…

… quanto nas suas especificações técnicas, já que ambos utilizam o mesmo processador Intel Core i7 7700HQ, tela LCD LED com ISP de 15″ Full HD e 16 GB de SDRAM DDR4. Porém o Helios 300 vem equipado com uma aceleradora gráfica ainda mais potente — uma GeForce GTX 1060 com 6 GB de VRAM GDDR5 — além de um sistema de refrigeração mais sofisticado:

o seu preço sugerido é de R$ 6.999 —  R$ 1 mil a mais do que o Nitro 5 com Core i7.

Outra grande novidade para este ano é a chegada no Brasil do seu óculos de realidade combinada (WMR) batizado de Acer Windows Mixed Reality HeadsetConsumer Edition (modelo AH101):

Trata-se de um produto baseado no desenho de referência da Microsoft, cujo principal atrativo… 

… é que ele foi concebido para se integrar perfeitamente ao ecossistema de Mixed Reality do Windows 10 (ou mais exatamente, o Fall Creators Update):

A boa notícia é que o kit oferecido pela Acer já vem com dois controladores de movimento, ao contrário do concorrente que ainda não oferece por aqui nem como opcional:

E se levarmos em consideração que a diferença de preço é de apenas R$ 100 a mais para a versão da Acer (preço sugerido: R$ 2.499), esta última oferece uma melhor relação custo x benefício pois vai proporcionar uma experiência de uso bem mais rica:

E como era de se esperar, é claro que tanto o Nitro 5 quanto o Helios 300 são compatíveis com esse acessório:

Henrique comenta: epa, não fui o único a brincar com a realidade mista!

https://www.instagram.com/p/BeVgtk2BJm8/?taken-by=ztop

Outra novidade que também nos chamou a atenção é a volta da Acer para o mercado de desktops (uia!) com o lançamento da linha Acer Aspire GX:

Trata-se um desktop padrão ATX mini (17,5 x 40,0 x 46,3 cm — LxAxP e 7,9 kg de peso) equipado com processador Intel Core ix quadcore de sétima geração (codinome Kaby Lake) com até 16 GB de SDRAM DDR4, placa de vídeo GeForce GTX 10xx, HDD híbrido de 7.200 rpm com 1 TB de disco + 8 GB de SSD, fonte ATX de 500 watts com PFC ativo, gravador de DVD, placa de som integrada de alta definição com tecnologia surround 7.1 ALC887, porta de rede Gigabit Ethernet, leitor de cartão SD e até uma porta USB-C 3.1:

O Aspire GX será oferecido em duas versões: o modelo GX-783-BR11 equipado com processador Intel Core i5-7400 quadcore de 3,0~3,5 GHz, 8 GB de SDRAM do tipo DDR4 de 2.400 MHz, placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 1050 Ti com 4 GB de NVRAM GDDR5 e 1 TB de disco pelo preço sugerido de R$ 4.999.

Já o modelo GX-783-BR13 vem equipado com processador Intel Core i7-7700 quadcore com HT de 3,6~4,2 GHz com HT (até oito processadores lógicos), 16 GB de SDRAM (8 GB+8 GB) do tipo DDR4 de 2.400 MHz, placa de vídeo NVIDIA GeForce GTX 1060 com 6 GB de NVRAM GDDR5 e 1 TB de disco e preço sugerido de R$ 5.999.

Também já acompanham o produto um mouse e teclado gamer, mas não o monitor já que a idéia é que o usuário tenha a liberdade de escolher o modelo e tamanho de tela que mais lhe agrade.

Apesar disso, a Acer tem planos de oferecer e a possibilidade do usuário adquirir o Aspire GX já com um monitor da empresa (que ele pode escolhido a partir de uma lista de opções) por um preço promocional.

Finalmente, a Acer também já anunciou a chegada no Brasil do seu primeiro projetor multimídia para gamers — o Acer Predator Z650:

Trata-se de um projetor com tecnologia DLP com resolução Full HD e 2.200 lumens de brilho equipado com recurso de Short Throw, ou seja a capacidade de abrir grandes imagens a curtas distâncias (algo como 100″ a 1,5 metro da parede). Fora isso ele conta com alto-falantes de 10 watts com tecnologia DTS e recursos de conexão sem fio via Wi-Fi e até Bluetooth:

Para mais informações visite o site da empresa aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Paulo Cesar Oliveira 27/01/2018, 20:35

    Muito bom…..

  • dflopes 28/01/2018, 08:35

    bons lançamentos.
    E os preços dos notebooks estão dentro da realidade nacional – a avaliar o pós venda Ainda.

  • Rafae2k 31/01/2018, 21:29

    Nome predator + tela IPS = R$1500. Fala sério, dá pra achar o vx 15 i5 por r$3000-3500.