Gadget do dia: Aspirador RULO mini MC-RSC10 da Panasonic

G

Novo aspirador robô da Panasonic é menor e possui um curioso formato triangular para facilitar a limpeza nos cantos da casa.

Da série “como é que ninguém pensou nisso antes”, a Panasonic mostra que a inovação nem sempre está no software com inteligência artificial, na câmera que enxerga mais ou na conexão com a internet e sim de coisas banais como uma forma inovadora e mais eficiente.

Já tivemos a oportunidade de testemunhar isso em cores e ao vivo em 2010 durante um press tour da empresa no Japão, onde participamos de uma apresentação técnica de um novo produto na época, um ferro de passar elétrico 360° Freestyle

… cuja grande inovação foi a mudança do clássico formato de cunha para um novo desenho simétrico com duas pontas — uma na frente e outra na parte de trás…


… o que permite que o ferro se movimente mais facilmente tanto para frente quanto para trás (tente fazer isso com um modelo convencional). E o fato dele não estar ligado a um fio permite que ele possa realizar diversas manobras “radicais” sobre o tecido, como dar um cavalo de pau ou mesmo um giro completo de 360° (daí o nome do produto — duh!).

Fora isso. ele é um pouco menor e mais leve que um modelo convencional, o que cansa menos o braço da pessoa que estiver pilotando o ferro. Segundo a Panasonic, a economia no tempo gasto para passar uma camisa social com 360° pode ser de até 25%.

Dai não nos surpreendemos ao ver o mais novo eletrodoméstico da empresa — o RULO mini MC-RSC10 — um aspirador robô que carrega o legado do 360° Freestyle no sentido de que a inovação não fica só na tecnologia em si mas também num novo formato. Isso porque enquanto a concorrência adota o tradicional modelo redondo, a Panasonic aposta num formato triangular para torná-lo mais eficiente e versátil para enfrentar a dura tarefa de deixar a casa limpa.

Para ser mais exato, esse aspirador não é exatamente triangular e sim tem o formato de um triângulo esférico ou triângulo de Reuleaux (em japonês ルーロ ou “rulo”) que é um polígono criado pelo cientista e engenheiro Franz Reuleaux cuja principal característica é ela ser formada por curvas de largura constante, ou seja, a distância entre os duas retas tangentes paralelas opostas é a mesma, independentemente da direção destas retas. Isto pode ser visto na figura ao lado que mostra que há sempre quatro pontos de contato com o quadrado, uma de cada lado.

Com essa forma é possível — por exemplo — criar uma broca capaz de fazer furos quadrados…

… apesar de que sua aplicação mais conhecida desse formato é no notório motor Wankel:

Assim esse formato também permite que o aspirador da Panasonic chegue mais perto nos cantos da parede, além de permitir que ele mude de direção de maneira suave e sem movimentos bruscos mesmo em locais estreitos:

Como o próprio nome sugerem o RULO mini MC-RSC10 é uma versão menor e mais compacta dos atuais modelos MC-RS810 e MC-RS310 sendo mais indicado para espaços menores (~20 tatamis ou 33,5 m²):

Fora isso, ele vem equipado com dois tipos de sensores (infravermelho e ultrassom) o que faz com ele seja capaz de identificar obstáculos de maneira mais eficiente que os modelos mais convencionais.

Ele vem uma autonomia estimada de 80 minutos com tempo de recarga de ~3 horas. Outra novidade desse produto é que ele possui um curioso algoritmo de rota batizado de “Spiral Run” onde ele limpa inicialmente os cantos do cômodo para depois percorrer um caminho aleatório por todo o espaço a cata de sujeira só que, caso ele encontre uma área livre de mais de 1 tatami (90 x 180 cm ou ~1,6 m²) ele inicia um movimento na forma de espiral para limpar melhor esse espaço:

O produto mede 24,9 x 9,2 x 24,9 cm (LxAxP) pesa 2 kg e um reservatório de pó de 0,15 litros. Ele já pode ser encontrado no Amazon.co.jp pela bagatela de 47.918  ienes (~R$ 1.713).

Mais informações aqui.

Ainda em tempo:

Para quem quiser saber mais sobre esse desenvolvimento, a empresa possui um hotsite que conta a história dos aspiradores Rulo aqui e aqui.

Sobre o autor

Mário Nagano

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World.
Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos