As pequenas maluquices tecnológicas da LG

A

MWC 2019 – A LG abraçou o estranho no evento de Barcelona, e isso é ótimo – mas não funcional, na prática. O anúncio dos novos G8 e V50, os dois aparelhos topo de linha da marca, mostra isso.

Ações com gestos no ar, telas secundárias, segurança com reconhecimento por veias na mão são exemplos rápidos do que os coreanos inventaram. Acredito que, frente a um mercado tenebroso em Androids (outro dia alguém no Twitter comentou que marcas como LG e Sony ainda fazem smartphones por vaidade corporativa), a LG seguiu um caminho no mínimo inovador.

LG G8 ThinQ

O LG G8 ThinQ me lembra qualquer smartphone “mamãe sou clone do iPhone X” do MWC 2017. Não existe nada demais em seu design, mas a inserção de um sensor ToF frontal (a Nokia colocou um ToF na traseira do 9 Pureview) e infravermelho permitem a primeira maluquice da LG: segurança por reconhecimento de veias.

É uma excelente alternativa para sumir com o leitor de digitais do aparelho, não precisa nem usar tecnologia para inseri-lo embaixo da tela (como o Galaxy S10). Só que aqui a LG caiu na questão de ter tecnologia para sumir com o notch (e deixar os sensores no topo da tela), ainda que mantendo um furo ou V no display… e manteve a franja (e o leitor de digitais na traseira do smartphone, o que é… contraditório!)

A segunda maluquice do G8 é o que a LG chama de Air Motion, movimentos na frente do aparelho que, usando gestos, permitem controlar coisas simples, como volume da música e capturar telas. Na demonstração que vi, pareceu perfeito. Tentei fazer, nada. De novo, também – comentei isso com um amigo aqui e ele teve o mesmo problema.

LG V50 5G

O V50 é o primeiro smartphone 5G da LG, logo não o veremos tão cedo no Brasil. Mas… um acessório para ele é a coisa mais interessante / porque não dizer disruptiva e pronta para desafiar os dobráveis ultracaros da Huawei e Samsung: uma capa que contém uma segunda tela para o aparelho. A capa/tela torna o aparelho um pouco mais grosso, mas isso não é um problema.

E ao ser aberta mostra uma segunda tela – estilo Nintendo DS – muito funcional, que permite arrastar apps, itens, fotos para mensagens, ampliando o uso da multitarefa em um telefone. Quando ouvi a ideia da segunda tela, achei esquisito, porém ela me pareceu muito prática – principalmente para ver uma prévia da imagem das três câmeras do aparelho ao mesmo tempo.

(especificações dos dois aparelhos da LG)

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos