ZTOP+ZUMO

Gadget do dia: Aquário virtual Picturerium

Novo brinquedo educacional da Takara Tomy utiliza um iPhone para dar vida aos peixinhos que você mesmo desenha.

Já faz algum tempo que falamos da linha de brinquedos infantis Joujou da fabricante de brinquedos favorita deste ZTOP — a Takara Tomy — cuja filosofia é de tirar proveito das tecnologias digitais para criar novas experiências interativas, incentivando assim o aprendizado e entretenimento de crianças com idade pré-escolar e até de seus pais, é claro:

E depois do Joujou Cube Touch, um novo brinquedo que chegou nas lojas é o Picturerium, um curioso aquário virtual habitado por pequenas criaturas que você mesmo desenha numa folha de papel e depois as transfere digitalmente para dentro do tanquinho onde ganham vida, nadando de um lado para o outro até mexendo o rabinho!

Picturerium_overall

Um dos premiados deste ano no Japan Toy Awards na categoria inovação, o Pictureum parece ter sido inspirado em um produto da sua concorrente Bandai, o Hako Vision (já analisado por este ZTOP), porém com mais recursos de interatividade. Ele nada mais é que uma caixinha de plástico com um cenário de fundo, uma película semi-transparente, dez cartões de “peixe”, dez de “comida” e dois suportes para smartphones da Apple, ou mais exatamente os modelos mais recentes como os iPhone 5/5s/5c e iPhone 6/6 plus, ou seja — sorry rapeize — no Picturerium para usuários de Android (boo!)

Picturerium_conteudo

O processo de montagem é simples: Primeiro coloque o cenário no fundo da caixa e depois o espelho transparente no local indicado de modo que ele fique inclinado num ângulo de 45º em relação a abertura frontal, o que permite refletir a imagem gerada por um smartphone colocado no suporte em cima da caixa. Ah sim, também é preciso baixar o app gratuito do brinquedo na App Store da Apple.

Picturerium_montagem

Feito isso, basta pegar um dos “cartões de peixe” e desenhar/colorir um de acordo com sua imaginação…

Picturerium_cartoes

…e colocar a imagem sobre a câmera do smartphone que irá digitalizá-la e incorporá-la no aquário digital:

Picturerium_digitalizando

Do mesmo modo, com os cartões de comida é possível criar seus próprios petiscos para alimentar seus peixinhos virtuais. E quando os cartões acabarem, uma versão oficial em PDF pode ser baixada e impressa em casa.

Legal né? Fora isso ainda existem outros recursos que podem ser conferidos no vídeo abaixo:

Como já comentamos no passado, o que mais nos impressiona nessa linha de produtos é a simplicidade do projeto e a genialidade da execução já que, de um certo modo eles são prova de que um brinquedo Hi-tech não precisa ser obrigatoriamente complexo, passivo (entenda-se, que brinca sozinho) e o pior de tudo, caro. De fato, o preço sugerido do Picturerium no Japão é de apenas 1.922 ienes (~ R$ 49) apesar de que o Amazon do Japão já vende por 1.420 ienes (~R$ 36).

Mais informações aqui.

Ainda em tempo:

Para aqueles que preferem algo mais sofisticado, conheça o novo ursinho de pelúcia da Takara Tomy — Himistu no Kuma-Chan  — que deve chegar ao mercado japonês no próximo dia 17 de julho pela bagatela de 10.778 ienes (~R$ 274). Por sinal outro vencedor deste ano do Japan Toy Awards na categioria “brinquedo de comunicação”.

Fico imaginando quanto tempo vai demorar para algum otaku hackear esse bichinho e colocar a voz e a personalidade de TED nele. >;-)

Wai-wai!!!

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Rodrigo Moralles 29/06/2015, 18:38
    • Mario Nagano 29/06/2015, 19:13

      Deixa eu advinhar a legenda acima: “Puutz, eu pensei em fazer um brinquedo assim, mas a Takara Tomy lançou primeiro… Que droga, vou chorar no colo da mamãe!”

  • Panino Manino 30/06/2015, 00:37

    MEU DEOS!
    Me lembra um troço que vendiam quando eu estudava no primário, usava um esquema parecido com isso (sem o smartphone é claro) que usava um vidro para projetar e copiar desenhos.

  • dflopes 16/07/2015, 05:46

    sempre lembro dos wai-wai
    E não tem como baixar o fundo em PDF?