ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

Apple lança novos iMac, mantém Mac mini vivo

A Apple anunciou hoje, em evento apresentado por Steve Jobs e realizado em sua sede em Cupertino, na Califórnia, novidades em toda a sua linha de hardware e software. Entre elas novos iMac e atualizações nos conjuntos de aplicativos iLife (para multimí­dia) e iWork (o “Office” da Apple).

Os novos iMac foram a principal estrela do evento. Confirmando os rumores eles tem um novo visual, que lembra uma fusão do estilo do iMac G5 com o iPhone, e um novo teclado ultra-fino e sem fio, que usa tecnologia derivada dos Macbook. O gabinete é mais fino e composto de “plástico de alta qualidade, vidro e alumí­nio”, materiais que segundo Steve Jobs dão mais elegância ao produto e são muito mais fáceis de reciclar. Foi uma provável alusão í  campanha da Apple para se tornar mais “verde” e aliviar a pressão (em parte injustificada) que vem sofrendo de grupos ambientais como o Greenpeace.

Novos iMac - Cortesia da Apple

O iMac de 17 polegadas partiu desta para melhor. Sobraram na famí­lia dois modelos com monitor LCD de 20 polegadas e um modelo de 24 polegadas. A configuração do hardware também foi alterada, e agora possí­vel equipar seu iMac no momento da compra na loja online da Apple com um processador Core 2 Duo Extreme de até 2.4 GHz, até 4 GB de RAM, 360 GB de espaço em disco e uma placa de ví­deo ATI Radeon HD 2600 Pro. O modelo básico, com LCD de 20 polegadas, processador Intel Core 2 Duo de 2 Ghz, 1 GB de RAM, disco rí­gido de 250 GB, gravador de DVD 8x e uma ATI Radeon HD 2400 XT custa US$ 1.199. Todos os modelos estão disponí­veis, nos EUA, a partir de hoje.

O Mac mini, que muitos acreditavam que seria sumariamente executado, ganhou vida nova (ainda bem!) com um update silencioso na configuração. Agora ele tem processador Intel Core 2 Duo de 1.83 ou 2.0 GHz e disco rí­gido de 80 ou 120 GB. E no momento da compra é possí­vel optar por disco rí­gido de até 160 GB, 2 GB de RAM e gravador de DVD Dual-Layer (já presente no modelo de 2 GHz). E o preço continua muito baixo: a partir de US$ 599. Ainda bem que a Apple não matou o Mac Mini: acho que é um produto sensacional e uma grande forma de “entrar” no mundo Mac. Eu já separei dinheiro para um novo, mas só compro a partir de outubro: até lá todos os modelos já virão com o Mac OS X 10.5 “Leopard” e o iLife 08.

Outra novidade que passou quase desapercebida foi uma mudança nos roteadores wireless Airport Extreme, que agora tem portas de rede Gigabit Ethernet. Modelos antigos tinham portas de 10/100 Mb/s. Apesar da mudança, o preço continua o mesmo: US$ 179 cada. Esse é um dos motivos pelos quais gosto da Apple: produtos melhores, pelo mesmo preço 🙂

Todos os produtos já estão disponí­veis, a partir de hoje, na loja online e nas lojas reais da Apple nos EUA.