ZTOP+ZUMO 10 anos!

Android no ar: US$ 10 mi para melhores aplicativos

Tela de aplicativo do AndroidA Open Handset Alliance acabou de colocar no ar o site do SDK da plataforma Android – ou o sistema operacional do Google e parceiros para celulares. Vai lá: http://code.google.com/android/.

No ví­deo abaixo, em inglês, Sergey Brin e Steve Horowitz explicam o que é Android e demonstram inicialmente um aparelho que está há seis meses rodando a plataforma, com integração de endereços a mapas e mensagens instantâneas estilo iPhone, como um chat.

Um segundo aparelho, ligado a uma rede 3G, tem tela sensí­vel ao toque – a demonstração é sobre o browser e os as capacidades de processamento 3D do Android (com o aplicativo Global Time e com o game Quake).
Horowitz volta aos mapas, com direito a navegação via Street View (aquela do ponto de vista da rua).

“As melhores aplicações não estão aqui ainda, elas ainda vão ser criadas por você e muitos outros desenvolvedores”, diz Brin, quase no fim do ví­deo. Ele completa dizendo que a OHA dará um prêmio de 10 milhões de dólares em prêmios para os melhores aplicativos criados usando Android, em um concurso chamado Android Developer Challenge.

Henrique comenta: í€ primeira vista, tem cara de Mac OS X, e é difí­cil não pensar nele ou no iPhone depois de ver as tecnologias multitouch da Apple em ação – isso vale pro Symbian e sua futura plataforma touchscreen.

Parece bem inovador, mas fica difí­cil saber a real extensão do Android sem nenhum aparelho disponí­vel no mercado (fora o fato de que deram um tapa na cara da Apple ao dizer no site que “todos os aplicativos são iguais” – o Android não diferencia aplicativos “originais” daqueles feitos por outros programadores).

Prêmios em dinheiro são um bom fator de incentivo para criar um ambiente para a plataforma, mas agora o negócio é esperar até 2008. Até lá, o Android é apenas vapor.

Henrique Martin já escreveu na PC World, PC Mag, Folha de S. Paulo e criou o Zumo em 2007. Em 2011, o Zumo se transformou no ZTOP, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC. Siga-o no Twitter: @henriquemartin

Próximo post:

Post anterior: