Alexa agora fala português

A

Confirmando a informação que este ZTOP+ZUMO deu em julho com exclusividade, a Amazon anuncia hoje (03/10) o lançamento da assistente virtual Alexa em português brasileiro, com três alto-falantes inteligentes da linha Echo começando a ser vendidos por aqui e habilitando um ecossistema de parceiros com produtos já no mercado.

Para quem não conhece, Alexa é uma assistente virtual – como o Google Assistente ou a Siri, da Apple – que realiza tarefas com comandos de voz. Você fala “Alexa, faça alguma coisa” e ela vai lá e responde. O principal “produto” da Amazon é a família de alto-falantes inteligentes Amazon Echo, que permitem comandar a Alexa, além dos milhares de produtos conectados de outros fabricantes compatíveis com a tecnologia.

Diz a Amazon que a Alexa foi inspirada nos meios de comunicação de Star Trek, e faz sentido – mas insira aqui uma camada de conversão de voz-para-texto e texto-para-voz, aprendizado de máquina (para saber o que as pessoas estão falando) e processamento dos dados em nuvem (roda na AWS, claro) para fornecer as respostas corretas.

Amazon Echo, Echo Dot, Echo Show 5 (lá no fundo, meio desfocado)

Só que milhões de coisas com Alexa falam inglês (ou outros idiomas), como traduzir – ou melhor – adaptar um novo idioma para esse universo? A Amazon Brasil diz que contratou uma equipe para cuidar disso, incluindo linguistas, para ajudar Alexa a entender as palavras e o contexto em torno delas.

Nas demonstrações que a Amazon fez da Alexa falando português, parece que acertaram: Alexa entende sotaques regionais, fala de modo coloquial e “abraçou” a cultura local para entregar resultados (e também piadinhas) de forma eficiente.

Se em inglês a gramática permite pouca flexibilidade, o português é mais complicado, e muitos termos podem significar mais de uma coisa (exemplo: São Paulo – cidade, estado, time de futebol, santo). E a Alexa pronuncia termos comuns em inglês como se fosse um brasileiro falando – como smartphone (ela fala smartifone, como normalmente falamos).

E fala gírias, tem livro/novela/time de futebol favorito e, óbvio, cita memes e pode até cantar “Evidências” com você. Acho que as muitas bobagens divertidas que o Google Assistente fala influenciaram a equipe que “fez” a Alexa :P.

Um trabalho legal feito para aprimorar a experiência do consumidor brasileiro foi feito com parceiros e desenvolvedores. As APIs da Alexa são abertas, e um monte de empresas já criou “skills” (ou “conhecimentos”) para a Alexa brasileira. Entre elas iFood, Rita Lobo, Uber, Turma da Mônica, Galinha Pintadinha, LATAM, Bradesco, UOL, Porta dos Fundos e um monte de outros serviços e empresas.

Amazon Echo Show 5, Amazon Echo, Amazon Echo Dot

Os produtos que chegam ao Brasil da própria Amazon são:

  • Amazon Echo: versão mais recente (anunciada semana passada lá fora) do alto-falante grande, com sete microfones integrados. Chega apenas em novembro, com preço sugerido de R$ 699.
  • Amazon Echo Dot: alto-falante menor, com quatro microfones, preço sugerido de R$ 349. Já em pré-venda (entrega a partir de 8/10).
  • Amazon Echo Show 5: alto-falante inteligente com com tela de 5,5 polegadas e câmera (com tampa na lente), também em pré-venda (entrega a partir de 8/10) com preço sugerido de R$ 599. Já estou com um Echo Show para testes, mas o app da Alexa para Android não foi liberado ainda, então preciso esperar uns dias para poder mexer direito.

Os produtos terão descontos no lançamento – veja direto na Amazon Brasil as ofertas.

JBL, Sony, LG, Yamaha, Intelbras: coisas com Alexa

Entre os parceiros com produtos já habilitados com Alexa estão marcas como LG, Bose, Yamaha, JBL, Sony (com os incríveis fones WH-1000XM3, leia o review), Intelbras, D-Link e Positivo (com seus produtos de casa conectada) – a marca de Curitiba passa a vender sua linha de lâmpadas, câmeras de segurança e outras coisas conectadas também pela Amazon agora.

Os produtos da linha Echo também serão vendidos na rede Fast Shop.

Curiosamente, a Multilaser – que confirmou a informação do lançamento da Alexa em outubro durante a Eletrolar – não foi citada no comunicado oficial da Amazon. Ouch.

alto-falantes que parecem o Amazon Echo da primeira geração, mas são da Intelbras.
Produtos de casa conectada da Positivo
Fechadura com Alexa
Alguns modelos de TV da LG vêm com um botão de Prime Video (além do tradicional Netflix): um toque abre a plataforma de streaming, manter pressionado ativa a Alexa)

Aviso: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em alguns links neste artigo e compre algo.

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

Disclaimer: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em links neste artigo e compre algo.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos