Adobe, Google, Yahoo!: em busca do Flash perdido

A

A Adobe percebeu, finalmente, que é fácil buscar fotos e textos na web, mas não arquivos em formato Flash (SWF). A companhia de San Jose liberou uma especificação desse tipo de arquivo para que buscadores como Google e Yahoo! encontrem o que a Adobe chama de “aplicações ricas para a web”, quer dizer, o Flash mesmo.

Na prática, essa medida vai ajudar a melhorar a relevância de arquivos “ricos” – até então, os buscadores só encontravam textos e links para os arquivos SWF. Quem sabe, em um futuro próximo, não chega a resposta para a questão universal do Flash na web: a busca em ví­deos. Essa, quem for pioneiro e tiver um bom produto, vai ficar (mais) rico (sem trocadilhos).

Sobre o autor

Henrique Martin

Henrique Martin é o fundador do ZTOP+ZUMO e da newsletter de tecnologia Interfaces. Já escreveu na PC World, PC Magazine, O Estado de São Paulo, Folha de S. Paulo e criou o ZTOP+ZUMO em 2007, referência em conteúdo original sobre tecnologia em um mundo pós-PC.

Disclaimer: o ZTOP+ZUMO tem links de afiliados com a Amazon e pode ser
remunerado caso você clique em links neste artigo e compre algo.

RSS Podcast SEM FILTRO




+novos