ZTOP+ZUMO

Acer Brasil renova linha de produtos e entra de sola no mercado de gamers

Fabricante expande a sua linha de produtos no Brasil anunciando linhas de monitores, Cloudbooks, All-in-One, projetores e até notebook para gamers.

A Acer Brasil anunciou ontem (23) a renovação — ou mais exatamente a expansão — da sua linha de produtos para 2015~16.

De fato, esse evento foi tão relevante que até contou com a presença do CEO global da empresa Jason Chen e de outros executivos como John Prendergast (CEO Pan America) e Germano Couy (CEO Brasil) que — como é de costume — devem ter aproveitado essa passagem pelo País para visitar clientes e prospectar novas oportunidades de negócios.

Acer_2014_jason2

No geral, a empresa reconhece que o mercado de PCs não é mais o que já foi no passado, mas isso não significa que ele não seja relevante inclusive no Brasil, que ainda ocupa a nona posição no mercado mundial de PCs e o quarto lugar no de PCs de varejo…

Acer_2014_estratégia_2015_relevancia_br2

… segmento por sinal onde a Acer participa muito bem:

Acer_2014_estratégia_2015_mkt_share_americas

Segundo Chen, apesar desse cenário global meio desfavorável ainda existe o que ele chamou de “bright spots” (= pontos brilhantes) ou seja, pontos fora da curva que se destacam do resto do mercado e que representam boas oportunidades de negócios para sua empresa, com destaque para os sistemas 2-em-1, Cloudbooks e notebooks para gamers.

Acer_2014_estratégia_2015_bright_spots

Interessante destacar que o executivo também chegou a falar um muito pouco sobre seus planos de também entrar no nosso mercado de smartphones (algo descrito na sua apresentação como um “novo negócio”). Durante a sessão de perguntas e respostas, ele mostrou estar bastante otimista e até confirmou que estudos estão sendo feitos nesta direção, mas que nada pode ser revelado neste momento.

Acer_2014_estratégia_2015

Uma história que ouvimos meio que por acaso no passado e que finalmente foi confirmado é que a partir de 2016, a Acer também vai entrar no segmento de notebooks corporativos. já outra oportunidade que poderia ser explorada é o uso do Chromebook no segmento de educação, uma solução por sinal muito bem sucedida nos EUA.

Mas voltando ao que realmente nos interessa, a Acer anunciou mais de 30 novos equipamentos que devem chegar ao mercado até o fim deste ano…

Acer_2014_renovacao

… ou sendo um pouco mais preciso:

Acer_2014_iniciativas1

Como diz o título deste post, a grande novidade desses lançamentos para 2015~16 é a linha “Predator” voltada para gamers e entusiastas com destaque para os novos modelos anunciados durante a última IFA, o Predator 15

Acer_2015_Predator_G9_591

… e o Predator 17 ambos já equipados com o novo processador Intel Core i7 de sexta geração “SkyLake” -K (= clock destravado) cuja diferença está essencialmente no tamanho da tela, cuja resolução pode chegar até a 4K.

Acer_2015_Predator_G9_791

Fora isso, destaque para seu teclado retro-iluminado com alturas diferentes (para as teclas mais usadas para se movimentar nos jogos), subwoofer integrado, sistema triplo de ventilação (sendo um deles opcional instalado na baia do gravador de DVD) e um engenhoso sistema de limpeza que inverte a rotação da ventoinha toda a vez que o sistema é ligado ou desligado, expelindo assim boa parte do pó que possa ter sido eventualmente sugado para o interior do portátil.

Para aqueles que preferem algo mais leve e fino, a Acer também irá oferecer a linha Aspire V Nitro, um modelo gamer “híbrido” com tela de 15″ voltado para desempenho mas que também pode ser usado como um notebook de uso geral tanto em casa quanto no escritório. Vale a pena destacar que o Predator e o V Nitro também estarão disponíveis com a nova câmera RealSense da Intel.

Acer_2015_gamer_VN7

Além dos notebooks, a Acer também irá trazer seus monitores de alto desempenho como tecnologia G-Sinc da NVidia (por sinal a marca de GPU discreta oficial da casa) como o impressionante modelo XB280HK equipado com uma tela LCD IPS de 28″ Ultra HD 4K2K de (3.840 x 2.160 pixels)…

Acer_2015_monitor_X34C

… e o ainda mais impressionante Predator X34 equipado com uma tela UltraWide QHD (21:9) de 3.440 x 1.440 pixels…

Acer_2015_monitor_XB280HKa

… cuja superfície possui uma leve curvatura que, segundo os expertos, serve para compensar o limite imposto pelo ângulo de visão das telas LCD, de modo que o usuário não perceba diferenças de cor ou brilho nas imagens apresentadas nos nos extremos da tela.

Acer_2015_monitor_XB280HK

E no meio de tanta coisa grande, foi mostrado o curioso Predator 8 que, como o próprio nome sugere, é um tablet gamer equipado com processador Atom x7-Z8700 quadcore de 16 bits e 2,4 GHz, GPU Intel HD Graphics formado por  16 unidades de execução de 600 MHz , quatro alto falantes  montados ao redor da tela, sistema de feedback “háptico” avançado que utiliza dois motores para responder ao contexto do jogo por meio de vibrações na tela.

Acer_2015_tablet_predator

Porém, esse produto ainda não vem para o Brasil.

Fora do segmento gamer, o produto que mais me chamou a atenção foi o notebook Aspire ES-1 que terá uma versão “de linha” com HD de 500 GB e uma versão “Cloudbook” equipado com apenas 2 GB de RAM e 32 GB de memória Flash/eMMC (uia!)

Acer_2015_Cloudbook2

Desenvolvido em parceria com a Microsoft, a versão nacional difere da americana por adotar uma tela de 14″ ao invés de 11,6″ e vem equipado com Windows 10 e uma assinatura de 1 ano do MS Office 365 Personal (contra alguns meses das versões demo instaladas em outros modelos) e armazenamento na nuvem OneDrive.

Sob um certo ponto de vista, este produto é uma resposta do pessoal de Redmond para o Chromebook do Google sendo que a Acer acredita que o grande atrativo desta plataforma esteja no fato dela poder trabalhar muito melhor no modo “off-line” se comparado, por exemplo, ao sistema do Google.

Na opinião deste ZTOP, essa solução seria muuuito mais atraente se a assinatura gratuita do Office 365 fosse vitalícia, ou que pelo menos fosse válida por uns dois ou três anos, época em que o seu usuário — na teoria — já estaria propenso a trocar de equipamento. Fora a Acer, soubemos que outras empresas locais como a Asus e a Positivo também estão desenvolvendo seus Cloudbooks.

Acer_2015_Cloudbook

Já entre os notebooks mais de linha, a grande novidade fica por conta da reestilização do design do gabinete, como na série Aspire E cujas opções de cor ficam na parte de dentro do portátil…

Acer_2015_cor_dentro

… sendo que o exterior adota um mesmo padrão escuro com uma curiosa textura que lembra um tecido rústico. A grande vantagem dessa solução é que ela melhora a pegada do equipamento e acaba com o problema de marcas de dedos e a facilidade de riscar que sempre amaldiçoou o antigo estilo “Black Piano”.

Acer_2015_cor_fora

Outra grande aposta da Acer é no segmento de modelos conversíveis (ou “2-em-1” segundo o dialeto do pessoal de Santa Clara). Entre esses novos modelos está o Aspire R11, um simpático modelo com tela de 11″ rebatível 360 graus, o que permite colocá-lo em diversas posições.

Acer_2015_Aspire_R11

Equipado com um processador Intel Pentium Quadcore, 4 GB de RAM e até 1 TB de disco e Windows 10 pré-instalado, esse modelo pode ser uma interessante opção para o segmento de entrada ou de valor.

Acer_2015_Aspire_R11a

Já para impressionar as garotas e os amigos nerds, a oferta da Acer é o Aspire R13, um belíssimo conversível leve e fino cujo design parece ter sido inspirado no Vadem Clio de 1998.

Acer_2015_Aspire_R13

Entre os modelos de mesa a Acer irá colocar no mercado o Aspire Z1-781 um modelo All-in-One equipado com uma tela de 19,5″ com resolução “HD” (1.366 x 768 pixels?) processador Intel Pentium Quadcore ou Core i3 e até 1 TB de disco. Trata-se do primeiro All-in-one desenhado especificamente para o nosso mercado e também será montado por aqui.

Acer_2015_AIO

No segmento de projetores, a Acer apresentou quatro modelos com tecnologia DLP: o C205 (pico projetor a LED ), P1185 (modelo de entrada), P1283 (modelo de grande potência, para auditórios) e o curioso S1385WHne (embaixo)…

Acer_2015_projetor1

… um curioso modelo do tipo “Short Throw” indicado para o mercado de educação que consegue abrir uma imagem grande imagem numa distância relativamente curta (algo como 92″ a 95 cm da tela) graças ao uso de uma objetiva de desenho bastante exótico:

Acer_2015_projetor2

E apesar da Acer não ter feito nenhum anúncio no segmento de smartphone e wearables, a empresa também mostrou informalmente no evento o Liquid Leap+, uma versão atualizada da sua smarband que, apesar da sua aparência simples e discreta, incorpora recursos bem interessantes além de monitorar atividades físicas como resistência a água (IPX7), controle do player de som e alertas de email, SMS, WhatsApp, etc.

Acer_2014_smartband

Nos EUA ela custa em torno de US$ 80 e é compatível com as plataformas Android e iOS.

Se aquela história de que a palavra “crise” em chinês (危機) também teria o sentido de “oportunidade” (???) a taiwanesa Acer não poderia ter escolhido um momento mais simbólico para anunciar seus novos produtos aqui no Brasil.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Eliezer 25/09/2015, 00:13

    Top… Sou fã da Acer…

  • Mateus Azevedo 25/09/2015, 09:26

    Estou muito curioso pra ver essa linha gamer por aqui, mas me parece a mesma coisa que Asus e MSI: hardware top de linha com preço exorbitante.
    Gostaria mesmo é ver algo mais sensato, um hardware mais mediano e com preço mais em conta. Infelizmente nessa área é 8 ou 80…

    • Mario Nagano 25/09/2015, 10:13

      Sim, e essa fórmula de um hardware mediano por um preço mais em conta já foi tentada por diversos fabricantes locais e todos eles quebraram a cara exatamente por esse motivo, ou seja, a máquina não atendia as expectativas do seu público alvo que ainda acusava o fabricante de tentar empurrar gato por lebre.

      Algo como pegar um carro de linha com motor 1.4, pintar ele de vermelho, pregar um aerofólio no porta malas e tentar vendê-lo como carro esporte.

      Fato é que como dizem os americanos — não existe almoço de graça — e ele pode sair ainda mais caro agora com o dólar a 4 reais.

      Independente disso, pode ser que essa linha V Nitro se encaixe neste conceito de uma máquina Gamer mais mansa e mais em conta para uso geral.

  • Alpha Delta Victor 25/09/2015, 20:00

    Parabéns pela matéria, bem escrita e informativa. Estou pensando em trocar meu Lenovo por um Acer.

  • sigma7777777 26/09/2015, 14:19

    Tenho o notebook Acer 4820TG desde dezembro/2010, sendo que o considero gamer por ter uma placa de vídeo dedicada junto com uma integrada. Utilizei bastante para curtir alguns jogos e está aqui firme e forte, inclusive com dual boot Windows 10 + Linux. De tudo que falou eu senti falta de um desktop gamer no estilo das Steam Machines. Acho que o mercado brasileiro está sentindo falta de um produto assim.

    • Mario Nagano 27/09/2015, 07:53

      Segundo o que foi divulgado, é intenção da empresa trazer os desktops gamers.

      Acredito que as Steam Machines possam até ser uma possibilidade, mas isso vai depender primeiro de como o nosso mercado vai reagir a chegada dessas máquinas gamers mais clássicas.

      Como dizem, um passo de cada vez.

  • dflopes 26/09/2015, 15:26

    Em comparação ao Aspire R13 com tela rotativa, como está o Dell de mesma característica?

    E por US$99, tem o Pebble Classic (obviamente, preços viáveis fora da nossa muralha do imposto de importação, do fosso do dolar quádruplo e do buraco negro da fiscalização alfandegária em Curitiba)…

    E entre um cloudbook e um tablet, esse último não seria a melhor opção?
    Pois o CB com windows será tratado como notebook de trabalho por vir com windows; os usuários não saberão entender as diferenças (pra um notebook convencional) e vão difama-lo, igual aos netbooks.

    Os tablet já tem aplicativos que respondem muito bem às demandas do Office, incluindo a conversão para PDF.

    P.S.: antes do mimimi de leitores desavisados, tenho desde Asus EEE 701 (o netbook original), UMPC (Viliv S5) e Asus Transformer (T100TA), alémde Tablet Note 10.1 (N8000) e Galaxy Tab 4.

    • Mario Nagano 27/09/2015, 07:40

      Pelo que conversei com o pessoal da Acer, o Cloudbook está mais para im Chromebook do que para um.tablet. De fato, como o tal ele nem tem tela touch.

  • Vagner "Ligeiro" Abreu 26/09/2015, 22:27

    Eles falaram alguma coisa sobre suporte no Brasil? Uma coisa que é ruim é que muitas empresas esquecem deste detalhe.