ZTOP+ZUMO 10 anos!

A caminho do AMD Fusion

Na semana passada a ATI/AMD realizou um pequeno seminário para atualizar a mídia técnica local sobre as as últimas novidades da empresa, em especial a chegada dos novos chipsets 790G e a nova GPU batizada de TeraScale Engine, que será a base das novas placas de vídeo ATI RADEON HD 4800.

Segundo Roberto Brandão, gerente de tecnologia da AMD Brasil, depois de um período de reestruturação e integração dos grupos de engenharia tanto da ATI quanto da AMD, os primeiros resultados concretos começam a surgir na forma de produtos que começam a combinar tecnologias vindas tanto de uma quanto da outra empresa.

Um bom exemplo é a GPU da HD 4800 (esquema acima)  que, ao contrário de seu predecessor, abandonou o curioso barramento de dados na forma de anel em favor do Crossbar Switch (a segunda barra vertical cinza da direita para esquerda), um barramento interno usado pela primeira vez no Athlon 64 X2 e que também está presente no processador Phenom x4.

Segundo Brandão, essa implementação é particularmente interessante porque ela é o primeiro passo em direção do tão badalado processador Fusion que irá integrar CPU e GPU no mesmo chip, melhorando ainda mais o seu desempenho até por um preço mais em conta.

A idéia em si é até bem simples: para combinar a CPU (esquema acima) com a GPU, bastará interconectá-los pelo mesmo crossbar switch, resultando assim num circuito único que, nas suas primeiras versões serão destinadas para o segmento de computadores móveis que poderão se beneficiar muito de um chip com recursos tão integrados. E, assim como o CUDA da NVidia, o TeraScale Engine da AMD poderá ser programado por meio de uma linguagem de alto nível como o Brook+ permitindo assim que o Fusion se torne um poderoso devorador de números para aplicações diversas.

Some-se a isso a inicitiva Torrenza, que propõe a criação de uma plataforma baseada em processadores AMD com um soquete adicional que poderia ser preenchido por um co-processador de uso geral ou especializado e temos um cenário muito interessante para o futuro onde empresas como Intel, NVidia e até a Via Technologies posicionam suas peças no tabuleiro com o objetivo de conquistar sua fatia de mercado.

Wai wai…

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Segundo Patrick Moorhead, vice-presidente de marketing da AMD, em entrevista, – O Fusion, cujo codinome é Swift, será encolhido a partir do núcleo do Phenom e será otimizado para uso em notebooks, continuou. A otimização se focará em tornar o chip ainda mais eficiente para consumo de energia enquanto aumenta sua capacidade gráfica.

  • Os primeiros chips Fusion serão lançados como processadores de núcleo duplo para notebooks, seguido por chips de quatro núcleos para laptops, afirmou Moorhead. Os chips com núcleo duplo estarão nas lojas na segunda metade de 2009. A companhia não deu sua previsão de lançamento dos chips de quatro núcleos. E os chips para desktops serão lançados eventualmente.