ZTOP+ZUMO (tech, opinião, inteligência)

7 ideias (meio malucas) para a casa do amanhã

Todo ano o pessoal da Electrolux faz um concurso mundial de futurologia, o Electrolux Design Lab. O tema do ano foi “se inspirar em criadores profissionais de experiências, como chefs, arquitetos e designers de interiores e de hotéis para projetar aparelhos domésticos que criem uma experiência sensorial completa”.

A disputa por uma vaga é grande: foram 1.200 projetos inscritos, com 80 selecionados e agora 30 foram escolhidos para a semifinal. O resultado sai em  25 de outubro, na final em Milão. Escolhi sete projetos incríveis que podem, quem sabe, algum dia, mudar o jeito com que lidamos com nossos home appliances. Tudo extremamente viajante e pensando no futuro, claro. Não devemos ver nada disso tão cedo dentro de casa (que pena).

1) Fridge Nose, da Lituânia (na imagem acima): é um aparelho que mostra informações sobre a comida guardada na geladeira sem precisar abri-la. Seus sensores conseguem identificar quando algum alimento venceu ou quanto tempo está guardado lá dentro.

2) HulaWasher, da Coreia do Sul: um misto de bambolê com máquina de lavar roupas, ele quer que você faça exercícios enquanto suas roupas estão dentro do aro (junto com sabão e água, claro). E o projeto prevê que o treco seja dobrável, pronto para levar em viagens (!). Se couber minha calça jeans, tô feliz.

3) Wine Steward, da República Tcheca: é um gadget que deixa seu vinho na temperatura certa, para deixar seu amigo enochato morrendo de inveja. Além de ajustar a temperatura, o aparelho ajuda a evitar respingos e sela a garrafa a vácuo, caso sobre alguma coisa ali. Solução atual para horrorizar o amigo enochato: coloque uma pedra de gelo na taça dele.

4) Spummy, único projeto do Brasil, de de Alexandre de Bastiani, da PUC-PR: é uma máquina de fazer espuma comestível, inspirada no chef-cientista Ferran Adrià e com toques de nanotecnologia embarcada. Quero espuma de café para tomar em cima do meu café, ok?

5) AhrmaDilo, dos EUA: é um conceito de ferro de passar roupa flexível (o Dilo) com a tábua de passar roupa (o Ahrma). O autor diz que ambos “criam uma experiência de passar roupas que elimina as partes chatas dessa tarefa, como mover a roupa para passar e a dificuldade de atingir certas partes, como mangas”. Como adepto da secadora de roupas como passadora de roupas, não sei se esse produto é para minha casa.

6) Touch, da Estônia: é a versão high-tech do ferro de passar roupas, já que usa luz infravermelha para deixar o tecido mais macio e remover amassados. Se remover pêlo de gato também, tem um potencial comprador.

7) Hurricane, de Taiwan: espécie de máquina Nespresso dos drinks (só que sem cápsulas), basta colocar os ingredientes na máquina e o Hurricane prepara seu drink favorito automaticamente.

Veja a lista completa de semifinalistas (e mais um monte de ideias divertidas) no site do Electrolux Design Lab 2012.