ZTOP

ZTOP Casa: Electrolux amplia linha i-kitchen com fogão e micro-ondas

A grande porcaria de os equipamentos de cozinha (ops, agora eles são home appliances) ganharem novos recursos tecnológicos é que isso acaba deprimindo seres normais que não podem, ou não querem, investir em uma maravilha dessas logo de cara. A verdade é que, ao contrário do que acontece com os gadgets, não existem early adopters de geladeiras e aspiradores – eles acabam sendo acidentais.

Ninguém sai correndo para trocar de fogão, geladeira, micro-ondas. É um fato. Mas isso não significa que eles não sejam objeto de desejo de todo mundo que gosta de cozinhar.

No caso do i-kitchen da Electrolux, composta por novos irmãozinhos da geladeira touchscreen com Linux, você nem mesmo precisa saber cozinhar: em sua tela touch screen de LCD estão 100 sugestões de receitas, em seis categorias (entradas, guarnições, carnes, molhos & massas, light e sobremesas), com o aval da revista “Claudia” – que, para quem sabe, é uma bíblia gastronômica respeitável há décadas, “quase ali” com o livro de receitas da Dona Benta que a sua mãe tem em casa.

Isso sem falar na opção “pratos rápidos”, com cinco receitas pré-programadas: Pão de Queijo, Lasanha, Bolo, Batata e Pizza. Ainda não testamos a máquina, mas como todas as receitas trazem o passo a passo, parece fácil.

[Momento “estou abstraindo”: o que é essa torta de banana da foto lá de cima, me diz?]

A tela do i-kitchen não serve só para ler receitas, claro, porque isso seria um desperdício. Ela serve para controlar o fogão que conta com dois fornos (um elétrico e outro a gás, para quem quiser cozinhar duas coisas ao mesmo tempo) e um timer que avisa quando o prato estiver pronto.

O preço sugerido dessa belezura? De R$ 3.999 a R$ 4.499, dependendo da configuração escolhida (na verdade, a Electrolux não explicou muito as diferenças entre elas). O preço é mais uma explicação para a falta de early adopters em home appliances, com certeza.

Do lado mais prático de uma cozinha, a linha i-kitchen conta também com um micro-ondas com 60 sugestões de receita na memória, divididas em grill, sobremesa, dia-a-dia, molhos, gourmet e guarnição. O interessante é que o tempo e a potência para o preparo de pratos sofisticados já estão programados no aparelho e cada passo das receitas e mostrado na tela durante a sua execução.

No caso do micro-ondas, a tela LCD ainda informa a quantidade de porções possíveis de ser preparadas e o tempo total necessário para o preparo de cada receita – ou seja, basta juntar os ingredientes, apertar um botão e depois servir (aproveite e faça uma cara de “deu um trabalhão” para impressionar os seus convidados).

O preço sugerido do micro-ondas ikitchen é de R$ 1.099. Ficou empolgado (e tem uma grana para investir na cozinha)? Os dois produtos chegam em breve às lojas mais sofisticadas de eletroeletrônicos e magazines.

  • Preço camarada para o Eike

  • sou um potencial usuario. Agora, o trabalho nem e pagar, mas convencer a esposa 🙂

    E pra geladeira, acho que poderiam incluir um sistema pra gerencimento de "estoque".
    Será que um reconhecimento de codigo de barras por camera (igual a um QR-code e sem todo o hardware do infravermelho) não seria mais fácil de implementar?
    Pra produtos que demoram a ser consumidos (iogurte, comidas semi-prontas), é fácil esquecer a data de validade e so perceber qdo for tentar consumi-lo. Ai vc configurava um alarme pra avisar do vencimento das validades…

    Outra funcionalidade seria avisar qdo o produto estivesse acabando! Isso e essencial pro nerd nao ficar sem seu cup nodles e pote de sorvete… 😀

    Eu deixo usar minha ideia sem pagar royaltes, so quero os creditos… eheheh

    • O "gerenciamento de estoque" tem que esperar pela popularização das etiquetas RFID mesmo. Daí a coisa começa a melhorar e vale a pena pagar fortunas por um equipamento desses.