ZTOP

Intel anuncia nova estratégia de marca para o Xeon “Skylake”

Produtos da nova linha Intel Xeon Scalable Family terão nomes que lembram “medalhas olímpicas.”

A Intel anunciou hoje sua nova família de processadores Xeon baseados na microarquitetura Skylake que também vem acompanhada de uma nova estratégia de marca, cuja mensagem é que esses novos chips não serão mais do mesmo, e sim uma ferramenta de mudança para um mundo em rápida transformação.

Segundo Lisa Spelman VP e gerente geral de marketing do grupo de Xeon e Data Center da Intel, existe a percepção de que existem mudanças sísmicas ou até mesmo disruptivas nos negócios de seus clientes, impulsionada por uma onda de transformação digital que está acelerando dramaticamente a maneira com que criamos, coletamos, transmitimos e processamos dados.

E para enfrentar esses novos desafios Spelman afirma que um grande aliado é a boa e velha Lei de Moore e sua capacidade de proporcionar cada vez mais poder de processamento a custos igualmente menores, viabilizando assim as novas tecnologias que demandam imensas quantidades de processamento tanto local quanto remoto como inteligência artificial, realidade virtual/aumentada, IoT, Big Data, 5G, carros autônomos, segurança, etc…

… sendo que tudo isso nos leva ao anúncio de hoje, que é o lançamento de uma nova linha de produtos que recebeu o nome de Intel Xeon Processor Scalable Family  que vem para substituir a designação Xeon E3/5/7 usada desde a época do lançamento do “Westmere-EX” de 2011.

E assim como já fez o pessoal de San Diego a idéia agora é também de promover o Xeon não só como um chip e sim como parte de uma plataforma integrada que agrega todo um conjunto de soluções de hardware, software e serviços com foco na “escalabilidade” (dai o novo nome).

Porém a parte mais visível dessa reformulação, é que a Intel deixou de lado o tradicional modelo “BMW” (criado por Eric Kim, CMO da Intel em 2004) de classificar seus chips com números ímpares (i3, i5, i7) e adotou um novo modelo ( “medalha olímpica” ?) onde os novos Xeon de entrada serão chamados de “Bronze/Bronze”, passando pelo “Silver/Prata”, “Gold/Ouro” e finalmente o “Platinum/Platina” no topo:

Segundo Spelman, a idéia por trás dessa nova terminologia é de mostrar de uma maneira mais clara e intuitiva a capacidade (e valor?) de cada sub-família para os seus clientes, permitindo assim que eles escolham aqueles que melhor atendam as suas necessidades.

A previsão é que o novo Xeon chegue ao mercado em meados deste ano, época em que a empresa irá revelar mais detalhes sobre modelos, especificações e preços, apesar de que algumas informações já circulam na web aquiaqui e aqui.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.