ZTOP

Review: Tablet Tectoy Veloce TT-5000i

O Tectoy Veloce TT-5000i, novo tablet da fabricante nacional,vem equipado com tela IPS de 7 polegadas e processador Intel Clovertrail+ dual core de 1,2 GHz.

Mais conhecida no passado pela sua linha de videogames (que, por sinal, ainda existem) a Tectoy tem investido em outras linhas de produtos como baby care, reprodutores de DVDs, tablets e diversos outros cacarecos eletrônicos licenciados de marcas, com itens estampados de temas/personagens bem conhecidos do seu público-alvo — o infantil, com vendas em datas grandes (Natal e dia das Crianças):

TecToy_Veloce

Fora isso, a Tectoy também vende outros produtos de marca própria que são vendidos o ano inteiro. E para tentar sair da mesmice  e ampliar ainda mais sua linha de produtos de marca própria, a Tectoy anunciou na semana passada o tablet Veloce TT-5000i…

 

TecToy_Veloce_overall

… um tablet de 7 polegadas baseado na plataforma Intel que chega ao mercado pelo preço sugerido de R$ 399, um valor por sinal bem agressivo se comparado com os R$449 cobrados pelo tablet DL X-Pro, que chegou por aqui em abril deste ano.

Sérgio Bastos, CEO da Tectoy, fez o discurso clássico de fabricante: “o Veloce oferece uma excelente relação de custo x benefício para o usuário final”. Seu público alvo, na definição da Tectoy, já é o “consumidor de segunda compra”, um perfil que já tínhamos ouvido falar em um evento do concorrente e que descreve aquele consumidor que comprou seu primeiro tablet sem conhecimento de causa e motivado essencialmente pelo preço, não gostou do que levou pra casa e está disposto a não repetir essa façanha na sua próxima aquisição.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Bastos também foi enfático ao afirmar que esse preço de R$ 399 deve-se manter estável até o fim do ano, apesar de termos nossas dúvidas, já que o modelo da DL já pode ser encontrado no varejo on-line na faixa dos R$ 260~280.

Dai pode surgir a dúvida: O quão ele seria melhor que o o DL X-Pro?  Montei a tabelinha abaixo para comparar suas principais características, sendo que os campos em verde indicam uma vantagem clara:

TecToy_Veloce_comparado

Como era de se esperar, os produtos são bem parecidos — talvez baseados no mesmo SDK da Intel — sendo que a grande vantagem do Veloce está no fato de ele vir equipado com uma tela LCD com tecnologia IPS de 7″ e resolução nativa de 1.024 x 600 pixels, cuja resistência a compressão e ângulo de visão é bem melhor que os modelos com tecnologia LCD TFT, o que proporciona um uso bem mais confortável, principalmente quando o conteúdo da tela está sendo compartilhado por mais de uma pessoa:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Fora isso, o Veloce é ligeiramente menor e mais leve que o X-Pro e a consequência disso é que sua bateria é de menor capacidade (2.800 mAh contra 3.000 mAh), mas isso não é nada que chegue a desmerecer o produto.

Outra vantagem que a Tectoy gosta de mencionar é o fato do Veloce vir equipado com duas câmeras (uma frontal de 0,3 MP e traseira de 2 MP), o que permite um uso bem mais prático que o concorrente que, curiosamente, vem apenas com uma frontal de 2 MP (mais sobre isso adiante).

Produzido na Zona Franca de Manaus, o Veloce vem embalado numa caixa normal e sem muita frescura onde podemos observar um layout bem equilibrado de elementos que deixam claro se tratar de um produto da Tectoy com tecnologia Intel:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Já o conteúdo em si se limita ao essencial: o tablet propriamente dito, uma fonte com entrada bivolt e saída USB de 5 volts x 2 A, cabo USB micro para trocar dados com o PC e recarregar sua bateria e um resumo impresso do manual do usuário que pode ser consultado/baixado na íntegra aqui.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Para facilitar a promoção/venda do produto nas lojas, o tablet sai de fábrica com sua tela coberta por uma grande película impressa que apresenta os principais atrativos desse produto e que pode ser facilmente removida pelo usuário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O interessante é que também acompanha o produto uma segunda película que pode ser aplicada para proteger a tela do portátil, algo que pode até ser opcional já que a tela é protegida por um painel de vidro que já vamos avisando não é  Gorilla Glass ou seja, trate- o com bastante amor e carinho, evitando batidas, quedas e outros maus tratos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

O gabinete do Veloce é todo em policarbonato branco com um leve acabamento fosco que proporciona uma pegada mais firme e não deixa (pelo menos evidente) as marcas de dedos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

De resto o design no Veloce é praticamente o mesmo de outros tablets de entrada baseados na plataforma RedHookBay com SoC Clover Trail+ da Intel: botão de liga/desliga e volume no canto direito do tablet, slot para cartão micro SDHC (até 32 GB) no lado oposto, porta USB (com suporte para OTG), microfone e saída de som no topo e o alto falante mono na sua base.

TecToy_Veloce_componentes

Com relação às suas especificações técnicas, o Veloce vem equipado com um processador Intel Atom Z2520 (codinome Saltwell) um chip dual core de 1,2 GHz com HT (o que equivale a quatro CPUs) equipado com uma aceleradora gráfica PowerVR SGX 544MP…

TecToy_Veloce_CPUZ

… que apresenta um bom desempenho na reprodução de vídeos, incluindo conteúdo em Full HD:

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Um detalhe interessante revelado pelo CPU-Z é que o modelo que recebemos para avaliação já veio com seu acesso ao Root do sistema liberado (uia! uia! uia!). Será que isso chega até as prateleiras?

TecToy_Veloce_CPUZ_system

Como já foi dito acima, o Veloce TT-5000i vem com a versão 4.2 “Jelly Bean” do Android — e sem previsão de atualização para o 4.4 “KitKat” (boo!).

TecToy_Veloce_main_screen

Essa implementação nos pareceu bem simples com poucos apps fora do padrão do Google (talvez para não sobrecarregar seus 8 GB de armazenamento interno), sendo que a interface como o usuário é muito parecida com o “Android puro”, mas isso não nos parece que seja uma estratégia para atrair usuários mais geeks, e sim o resultado de um serviço aparentemente feio meio às pressas…

TecToy_Veloce_apps_1a

… já que topamos com algumas informações e até frases não traduzidas para o português…

TecToy_Veloce_traducao

… e uns aplicativos bem curiosos, como Hardware Test — um sistema completo de diagnóstico do hardware…

TecToy_Veloce_app_sensor

… e o bom e velho WiFi Analyzer:

TecToy_Veloce_app_wifi

… aplicações que aparentemente são mais úteis durante o processo de montagem do produto do que no dia a dia do usuário final.

Outra implementação bem curiosa é o ícone abaixo que aparece na base da tela à direita dos comandos de navegação padrão do Android e à esquerda do controle de volume (???) que, ao contrário do que possa parecer a primeira vista, não ativa a câmera e sim tira um screenshot da tela!

TecToy_Veloce_not_camera

De fato, esse recurso está implementado no menu de configurações do sistema, com todas as suas mensagens em inglês (uia!)

TecToy_Veloce_screenshooting

Fora isso, o Veloce é um primeiros tablets que já vi que oferece suporte nativo para instalação de um modem 3G (aparentemente via dongle com porta USB):

TecToy_Veloce_rede_3G1

Porém, o fabricante avisa que em todos os modems e os serviços oferecidos pelas operadoras serão compatíveis com o sistema operacional Android, de modo que antes de contratar um plano de dados 3G a Tectoy recomenda que o usuário leve o seu tablet até a loja da operadora de sua preferência e realize testes de compatibilidade. E mesmo que o modem e o plano sejam compatíveis, realize testes em locais e horários diferentes afim de verificar a estabilidade da conexão já que, segundo eles “no Brasil a cobertura das redes 3G ainda não é total, podendo assim haver regiões com conexões instáveis” .

TecToy_Veloce_rede_3G2

Também vale a pena lembrar que o Veloce não possui GPS embutido, mas conta com um sistema de localização por rede móvel e Wi-Fi, o que permite usar aplicativos como o Google Maps desde que o usuário esteja de algum modo conectado na rede.

TecToy_Veloce_A-GPS

E quando o pessoal da Tectoy disse que não havia a previsão de atualizar a versão do seu Android, aparentemente eles estavam falando sério, já que eles até se deram o tranbalho de eliminar a opção “Atualizações do sistema” do menu “Sobre o Tablet”:

TecToy_Veloce_about

E  como todo bom PC com x86, o Veloce também conta com opção de rebot do sistema:

TecToy_Veloce_main_screen_4

Com relação a câmera, apesar do sistema dispor de duas câmeras, suas especificações técnicas e recursos não são nada de saltar aos olhos. Ambos são modelos de foco fixo sem iluminador auxiliar e o tamanho máximo da imagem capturada pela frontal é de 640 x 480 pixels (resolução VGA) e a da traseira é de 1.600 x 1.200 pixels:

TecToy_Veloce_cameras_leg

O app que controla a câmera também é bastante muuito simples, oferecendo recursos mínimos de captura de fotos e vídeos sem ajustes ou efeitos especiais com exceção de geotagging e captura de fotos panorâmicas.

TecToy_Veloce_app_camera_1a

Observamos porém que as imagens capturadas podem ser tratadas/editadas posteriormente como o auxílio de outros aplicativos, como a Galeria do Android.

TecToy_Veloce_app_camera_1b

No geral, os melhores resultados são obtidos em locais abertos e bem iluminados e mesmo assim, elas servem mais para registrar um fato e não devemos esperar muito desse recurso.

Jpeg

Aqui um teste de captura de vídeo:

Nos testes realizados, o Veloce TT-5000i obteve 163 +/- 3 Pontos no WebXPRT (um benchmark de HTML5)…

TecToy_Veloce_webxprt

E 104 pontos nos testes de Performance do MobileXPRT 2013 e 105 pontos nos testes de User Experience:

TecToy_Veloce_mobileXPRT

Nos testes de autonomia do BatteryXPRT, o sistema chegou numa autonomia estimada de 7 horas no modo Airplane e 6,5 horas no modo normal (Wi-Fi):

TecToy_Veloce_battery_xprt

Já no 3DMark o Veloce bateu 5.333 pontos nos testes Ice Storm:

TecToy_Veloce_3dmark_ice

2.864 pontos no Ice  Storm Extreme:

TecToy_Veloce_3dmark_ice_extreme

E 4.702 pontos no Ice Storm Unlimited:

TecToy_Veloce_3dmark_ice_unlimited

No Vellamo, o sistema obteve respectivamente 651, 932 e 1.667 pontos nos testes Metal, Multicore e Browser…

TecToy_Veloce_vellamo_local

4.532 pontos no Quadrant

TecToy_Veloce_quadrant

… e 90,9 e 94,2 pqs (quadros por segundo) respectivamente no Nenamark 1 e 2:

TecToy_Veloce_nenamark1

TecToy_Veloce_nenamark2

 

Henrique comenta: os resultados de benchmarks estão OK no geral, mas achei bem esquisitos esses 90 e poucos frames por segundo do Nenamark no Veloce. Smartphones topo de linha ficam, em média, na faixa dos 60 fps. 

Nossas conclusões:

O Veloce TT-5000i faz parte de uma estratégia global anunciada no ano passado por Brian Krzanich, CEO da Intel, que explicou idéia é muito simples: Liderar em todos os segmentos da computação — o que inclui o mundo mobile.

Junto com isso, o pessoal de Santa Clara também estabeleceu uma ambiciosa meta de vender 40 milhões de tablets no mundo com seus processadores até o fim deste ano e a Intel Brasil tem sua cota a ser batida, sendo que a previsão é que a empresa que começou com quatro modelos de tablets no início deste ano, conta agora com dez (com o da Tectoy) e pretende chegar a vinte até o fim deste ano, o que inclui modelos para todos os gostos e bolsos, incluindo os modelos de entrada.

Como já comentamos no caso do X-Pro da DL, nossa impressão do Veloce é que ele é meio que um carrinho popular com motor 1.4 ou seja, um modelo básico com acabamento simples e que vem com alguns (mas não todos os) opcionais de fábrica e um motor mais ligeiro o que pode proporcionar uma melhor experiência de uso para o usuário final. E como sabemos, nessa categoria de produtos os fabricantes tiram água de pedra para tornar o seu produto mais atraente que o do seu concorrente. No caso da Tectoy, foi a implementação de uma segunda câmera e uma tela IPS.

No geral, nossos testes mostram que o seu desempenho se equivale a outros modelos baseados no Intel Atom Z2520 que oferece uma boa experiência de uso, especialmente no que se refere ao consumo de dados.

Observamos porém que achamos que a implementação do Android feita no Veloce passa a impressão de ser funcional, mas ainda não está 100% madura, precisando de alguns toques aqui e ali. A incorporação do controle de volume e da captura de tela na tela do Android foi muito útil para nós testadores de produtos, mas fico imaginado a sua real utilidade para o consumidor final.

Resumindo: É um produto interessante por um preço legal, mas ainda precisa de alguns ajustes. 🙂

Resumo: Tablet Tectoy Veloce TT-5000i

O que é isso? Tablet de entrada com tela de 7 polegadas baseado na plataforma Intel.

O que é legal? Design simples e bom acabamento, tela LCD IPS.

O que é imoral? Sua implementação do Android 4.2 Jelly Bean precisa de alguns ajustes. Sistema/App de câmera muito simples.

O que mais? Nenhuma previsão de upgrade para 4.4 KitKat ao ponto do fabricante eliminar a opção de checar atualizações do seu menu “Sobre o tablet”.

Avaliação: 5,0 (de 10). Entenda nosso novo sistema de avaliação.

Preço sugerido: R$ 399

Onde encontrar: www.tectoy.com.br

 

Ainda em tempo:

Durante o evento de lançamento o Veloce aqui em São Paulo, tivemos a oportunidade de conhecer pessoalmente o novo Territory Manager da Intel BrasilDavid González — que voltou para o País para substituir Fernando Martins que deixou o cargo no início deste ano.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

González é um velho conhecido (e chapa) nosso, da época em que ele trabalhou por aqui sete anos atrás, sendo que depois disso ele ocupou outros cargos na empresa pela América Latina sendo que ele estava tomando conta do chamado “Cone Norte, América Central e Caribe” quando foi convidado a assumir a gerência do território brasileiro. A América Latina como um todo mantém-se sob responsabilidade de Steve Long.

Fora isso, ele também atuou com Chief of Staff de Sean Maloney, o legendário VP Global de Vendas e Marketing do pessoal de Santa Clara.

Desde o século passado Mario Nagano analisa produtos e já escreveu sobre hardware e tecnologia para veículos como PC Magazine, IDGNow!, Veja e PC World. Em 2007 ele fundou o Zumo junto com o Henrique assumindo o cargo de Segundo em Comando, Editor de Testes e Consigliere.

  • Paul Muadib

    Com menos de 100 reais a mais pega-se um tablet Samsung.

    • Mario Nagano

      A Magazine Luiza já está vendendo o Veloce por R$ 279 a vista ou R$ 329 em até 10x no cartão.

      http://goo.gl/v7kCKs

  • Saulo Benigno

    Até hoje não entendi o que houve com o aparelho de Bluray que eles lançaram, lembro que no início ele era um dos tops… toda concorrência cara e ele top, tudo liberado e de bom preço.

    De repente sumiu do mercado.

    Edit: totalmente off-topic… perdão… mas sempre tive essa dúvida em relação a esse aparelho Bluray da tectoy 🙂

    • Mario Nagano

      Pelo que me lembre dessa história, sim o blu-ray da Tectoy foi um dos primeiros — se não foi “o primeiro” — player a chegar no nosso mercado por um preço razoável (entenda-se não horrivelmente caro).

      Mas como seu principal atrativo era o preço, pode ser que a sua demanda pode ter caído a medida que os modelos da concorrência ficaram mais em conta, ao ponto de não valer mais a pena ser fabricado.

  • Saulo Benigno

    Uma grande dúvida que tenho nesses tablets/telefones mais em conta, o porque diabos eles não vem com o Android 4.4, que é feito exatamente para melhorar performance em aparelhos desse tipo.

    A Tectoy deu algum motivo o porque de vir com um sistema defasado e desatualizado?

    • Mario Nagano

      Bom, como você deve saber, o Android que roda nessas máquinas da Intel é uma versão específica para x86 cuja conversão ($$$) foi bancada pelo pessoal de Santa Clara e que faz parte dos desenhos de referência de tablet que a empresa deve estar oferecendo para esses pequenos fabricantes.

      Assim, acredito que a conversão para 4.4 dependa um pouco da Intel e da sua estratégia de portáteis que, por sinal, já tem pelo menos duas gerações de chips mais avançados que o Clover Trail+.

      • Saulo Benigno

        Ahhh Nagano, não sabia. Que legal.
        Obrigado pelas informações 🙂
        Show.

        Desse jeito tou vendo que vai ser difícil atualizações, pena.

  • Rafael

    Henrique, creio que, normalmente, os smarts sejam programados para rodar os programas em, no máximo, 60fps pois além disso só se estaria usando recursos a mais do sistema sem um aumento de fluidez. Por isso que os resultados, em geral, flutuam em torno dessa marca. Creio que esse não seja o caso desse tablet, mas isso não quer dizer que os smartphones topo de linha não sejam mais potentes – apenas que não “desperdiçam” recursos.

    • Alexandre Fabian

      Rafael e Henrique, creio que a resposta para a diferença na quantidade de frames por segundo seja a resolução da tela.

  • Eduardo Papa

    Será que vale a pena pegar para ler revistas, assistir um netflix e alguns videos de youtube? (meu caso) para minha filhinha brincar com play kids e assistir videos deve rodar beleza neh?

    • Saulo Benigno

      Cara, acredito que vale viu. Por esse preço ainda mais, acho que serve. E a tela é bem legal.

      De acordo com os benchmarks acho que roda tudo isso tranquilo.

  • Figor

    Alguém sabe se esse Android já tem suporte a multiplos usuários?

    • Mario Nagano

      Sim, está presente. AFAIK esse recurso é nativo no Android 4.x.x

  • manoel

    Esse tablet não tem root cara e pelo q Vi não faz

  • lucas pires

    Como coloca root nesse tablet

  • Witor Moraes

    Gostei muito do review. Eu tenho um Tectoy TT4100 que comprei para meu sobrinho a quase um ano, foi o melhor tablet para crianças que já vi, muito equipado e peguei numa excelente promoção do magazine luiza. Precisei comprar outro agora para um conhecido meu, mas não achei no mercado, então fui no mercado livre e tinha um vendedor me vendendo um modelo com as mesmas especificações desses apresentados no seu review, mas remodelado para o modelo “Avengers”. Gostei muito dele, claro, prefiro o TT4100, por ser mais moderno, ter uma tela melhor e mais clara, o sistema é mais novo e ocupa menos da memória. O único problema que achei nele, é a bateria que demora bastante para carregar, mesmo assim, a criança utilizando tudo certinho, ela dura bastante para uma boa diversão. O cara que me vendeu no mercado livre, adquiriu o tablet de um leilão de uma loja varejista, ou seja, fora de linha. Chegou novinho, na caixa original, nunca utilizado. Valeu muito a pena, pois antes, a criança tinha um Multilaser que só vivia esquentando, dando problema, tinha memória ram e rom péssima, em comparação a esses da Tectoy, o multilaser é um verdadeiro lixo.

  • Sheila

    Essa tectoy e uma porcaria! Não comprem! Apesar de ser um aparelho de qualidade, ele não permite atualização do Android. Comprei o meu em 2014, o aparelho esta novo, funcionando perfeitamente bem, porem, nada mais funciona aqui por causa da falta de atualização do Android. O aparelho não permite atualização e tudo fica sem funcionar. Um absurdo!